Gastronomia

Conheça bons restaurantes vegetarianos em BH

Para quem não come carne, VEJA BH selecionou quatro endereços

por João Renato Faria | 28/11/2012 19:45

Divulgação

Faltam estabelecimentos especializados em cardápios vegetarianos na cidade. Para quem que passar longe de todas as carnes, inclusive peixe, não é nada fácil encontrar um bom restaurante por aqui. Mesmo as casas macrobióticas incluem peixe cozido no menu. VEJA BH selecionou quatro endereços que oferecem apenas pratos feitos com vegetais, ovos e queijos. Com receitas inspiradas na culinária oriental e também na comida brasileira, eles mostram que uma dieta vegetariana não é feita só de salada.

Confira a lista:

Formoso Cozinha Natural
Localizado no Mercado Distrital do bairro Cruzeiro, este restaurante oferece todos os dias um prato diferente, acompanhado de salada e arroz integral, por 13,40 reais. Estão no cardápio opções como o bife de tofu e o bolinho de grão de soja. Nas sextas, costuma aparecer a feijoada vegetariana, que leva cenoura, carne de soja, cebola, moranga e queijo provolone, acompanhada de farofa e arroz. O feijão usado no prato pode ser o preto ou o oriental azuki. Para acompanhar, sucos naturais como limão, laranja e guaraná por 3 reais o copo.
Rua Ouro Fino, 452, loja 21 - Mercado Distrital do Cruzeiro. Telefone: 3889-8273. 9h/15h30 (fecha dom.)

Nascente
Comandado pelas irmãs Leilane e Márcia, o restaurante é velho conhecido dos vegetarianos de BH. Afinal, o veterano está há mais de vinte anos no Sion, onde oferece almoço e lanches. O prato do dia custa 16,10 reais. Receitas à base de tofu, legumes, carne de soja e queijo são acompanhadas por arroz integral e salada. À la carte, outras sugestões são o salpicão (17 reais), que leva cenoura, ervilha, maçã, passas, maionese de soja, milho e batata palha caseira. Ele é guarnecido por arroz integral e bife de soja. Outra opção é o medalhão de ricota em molho béchamel e funghi (18,30 reais). Para beber, têm boa saída os sucos feitos na hora (3,50 reais), como limão e o verde, que leva laranja e folhas como couve, alface, espinafre e hortelã. Outro que faz sucesso é de goiaba, são feitos a partir de polpas feitas no próprio restaurante. Na hora do lanche, faz sucesso o pastel assado de massa vegana - que não leva nem ovos nem leite - recheado com tofu ou palmito (R$ 3,50). Às terças, uma feirinha de alimentos orgânicos oferece ingredientes sem agrotóxicos.
Rua Paraguai, 86, Sion. Telefone: 3227-3781. 8h/18h (sáb. até as 17h, fecha dom.)

San Ro
O restaurante fundado em 2004 é dedicado à culinária taiwanesa. O bufê de cinquenta opções (36,90 reais de segunda à sexta, e 39,90 reais aos sábados, domingos e feriados) domina a escolha dos clientes, que podem experimentar pratos como a raiz de bardana frita, o frango de soja picante desfiado com pimentão e cenoura e o pão chinês, recheado de carne de soja, cogumelo e cozido no vapor. Quem preferir, pode pedir receitas do cardápio como o prato de ferro (29,90 reais), uma porção de cogumelos, legumes e carne de soja que chega à mesa fervendo. Chás como o feito de rosas e o verde são oferecidos como cortesia.
Rua Professor Morais, 651, Funcionário. Telefone: 3264-9236. 11h30/15h (sáb., dom. e feriados até 15h30)

Yan Shan Zay
Aberto em 2010, este pequeno restaurante ocupa o espaço do antigo Jay-Rama, que foi um dos primeiros indianos de BH. Funciona no sistema self-service e o quilo custa R$ 29,90. O bufê conta com treze opções de pratos quentes, com destaque para o rolinho primavera, recheado com legumes e o yakissoba, que conta com cenoura, repolho e presunto de soja. Típico da culinária oriental, o bifum, macarrão de arroz, também costuma aparecer. A feijoada vegetariana é presença certa nas sextas e no sábado e leva, além do feijão, diversos tipos de carne de soja.
Avenida Getúlio Vargas, 1220, lojas 15 e 16, Savassi. Telefone: 3261-9826. 11h30/15h (fecha dom.)



Comentários
[an error occurred while processing this directive]
BUSCAR