Inconfidências mineiras

Inconfidências mineiras

por Sabrina Abreu | 19/09/2012 14:21





Odin
Caetano, da Samba Tech: “Já saí em tantas capas de revista que nem minha mãe coleciona mais”

Palestra na ONU
Desde 2005 à frente da Samba Tech, a maior distribuidora de vídeos para internet do país, Gustavo Caetano fez cifras milionárias com seu negócio e tornou-se um nome respeitado no cenário empresarial brasileiro. E no internacional também. No fim deste mês, ele estará em Boston para o World Summit on Innovation & Entrepreneurship, evento da ONU sobre inovação e empreendedorismo. O moço, que está com 30 anos, falará sobre o desenvolvimento da plataforma de sua empresa, uma espécie de YouTube sob medida para grandes clientes, como as emissoras de TV Globo, Band e SBT. O sucesso da Samba Tech lhe rende, há anos, aparições na mídia. “No início, as bancas de Araguari, onde nasci, exibiam com orgulho uma revista em que eu estivesse na capa”, conta. “Agora, já saí em tantas que nem minha mãe coleciona mais”, diz, todo orgulhoso.



Odin
Matos, que não gostava de álbuns de casamento: “Paguei pela língua”

Especialista na hora do “sim”
A caretice dos álbuns de casamento incomodava Vinícius Matos. Ele jurou que nunca fotografaria bodas, mas acabou fazendo isso. E mais: apostando em poses espontâneas, tornou-se referência. Com vários prêmios no currículo, já registrou a hora do “sim” em países como Estados Unidos, Marrocos e França. “Paguei pela língua”, admite, rindo. No último dia 7, ele foi o escolhido para registrar o casamento dos ingleses Alex Pelling e Lisa Grant, que têm rodado o mundo trocando votos. Ouro Preto foi o 24º cenário. Ainda faltam 26. O casal descobriu Matos depois que, em Lima, foi fotografado por um ex-aluno do belo-horizontino. Mundo pequeno.


Odin
Nydia: instalações, fotos, gravuras e esculturas na Bienal de São Paulo

“Cada um é livre para sentir a arte”
Nascida em Lima, mas moradora de Belo Horizonte desde 1972, a artista plástica Nydia Negromonte se considera mineira. Ao lado de Thiago Rocha Pitta, ela representará o estado na Bienal de São Paulo, em exposição até 9 de dezembro. Em uma sala de 190 metros quadrados e no espaço ao ar livre em frente a ela, a ex-aluna da Escola de Belas-Artes da UFMG mesclou instalações, registros em vídeo, gravuras, fotos e esculturas. “A resposta do público às obras tem sido positiva”, afirma. A artista, porém, não alimenta expectativas. “Cada um é livre para sentir a arte”, filosofa.



Odin
O estilsta mineiro Dzenk: a cara do Rio

Roupa com jeito de férias
O mais carioca dos estilistas mineiros, Victor Dzenk abriu a primeira loja própria no Rio, há dois anos, bem antes de ter um ponto fixo em BH — o que só ocorreu em junho. “No começo dos anos 2000, muita gente se assustava com o DDD 31 no meu cartão”, lembra. E ele segue com os pés fincados em areias fluminenses: vai inaugurar, em novembro, uma loja no VillageMall, o novo shopping de luxo na Barra da Tijuca, e manterá, entre dezembro e março, uma pop-up store de verão em Búzios. “Minha roupa traduz um desejo de férias”, diz ele, tentando explicar o sucesso que faz por lá. “É culpa do colorido.”



Odin
Bárbara e Luiza: elas deixaram as respectivas faculdades para se dedicar à fotografia

Trabalho e diversão ao mesmo tempo
As sócias Bárbara Dutra, de 24 anos, e Luiza Ferraz, de 23, trancaram a faculdade — cinema e jornalismo, respectivamente — para abraçar a fotografia. À frente da House of Photo, as duas, que começaram a carreira há cinco anos fazendo cliques em boates, mudaram de fase. “Foi natural. Nós mesmas já não frequentamos tanto a noite”, conta Luiza. Mas festas de grande porte, como a Camarim, continuam no portfólio delas. Assim como os shows. Elas são as fotógrafas oficiais do Festival Planeta Brasil, cuja programação foi aberta na última semana e será encerrada em novembro com apresentações de Criolo, O Rappa e Jota Quest. “É, ao mesmo tempo, trabalho e diversão”, resume Bárbara.



Comentários
[an error occurred while processing this directive]
BUSCAR