Bares

Adeptos da dança de salão e até amadores frequentam o Do Prado Bar Dançante

Zouk, forró e samba fazem companhia aos petiscos e à cerveja gelada

Por: Rafael Rocha - Atualizado em

Gustavo Andrade/Odin
(Foto: Redação VejaBH)
Pé de valsa no salão: monitores para quem tem medo do tropeço

COMIDA ✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | BEBIDA ✪✪

Antes era uma academia de dança de salão, mas o coreógrafo Rodrigo Delano viu que o espaço renderia um bar dançante. Ele estava certo. Há cerca de cinco anos foi aberto pela primeira vez o Do Prado Bar Dançante, que começou atraindo somente os alunos de Delano, mas atualmente chama a atenção de quem tem a dança como uma paixão amadora. A estrutura é razoável e não deixa a desejar, mas o protagonismo é mesmo dos dançarinos no salão. Mesmo quem tem a cintura travada vai sentir vontade de bailar. E não precisa ter medo, já que monitores ficam de prontidão para ajudar e evitar qualquer tropeço. Zouk, forró e samba são os ritmos executados e alguns passos apresentam nome curioso, como variações do romário, técnica do frango assado e o movimento de cabeça — técnica ativa e passiva. Experimente a porção de quibe recheado com catupiry (R$ 18,00). Cerrvejas, só em long neck. A Heineken custa R$ 7,00.

Rua João Lúcio Brandão, 207, Prado, ☎ 2531-4362 (50 lugares). 22h/2h (dom. 18h/0h; fecha seg. a qua.). Cd: E, M e V. Entrada: R$ 20,00. ↔ Aberto em 2009.

Cotações | Péssimo ← | Fraco ✪ | Regular ✪✪ | Bom ✪✪✪ | Muito bom ✪✪✪✪ | Excelente ✪✪✪✪✪

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE