Com 44 ambientes, Casa Cor Minas abre as portas para ver e se inspirar

A 18ª edição da feira de decoração e arquitetura está no Boulevard Shopping

Por: Carolina Daher - Atualizado em

Odin
(Foto: Redação VejaBH)

Estante fashion

O arquiteto Pedro Lázaro Rodrigues inova em sua sala de estar. Utilizando madeira de araucária, de demolição, ele construiu uma estante com 10 metros de comprimento. Além de sustentável e arrojada, ela foi projetada em módulos, o que permite que seja reaproveitada em outro ambiente. "Empregamos a metade do material que seria necessário se ela fosse fechada", diz. "A prateleira de cima não faz sombra na de baixo, o que facilita a leitura."

Um adesivo colado sobre o vidro que cria uma nova vista na janela. Uma mesa de jantar na qual se pode jogar sinuca. Arquivos daqueles de repartição pública que dividem dois ambientes. Boas ideias como essas são o grande atrativo da 18ª edição da Casa Cor Minas, com previsão de abertura para este sábado (1º). Na mostra de arquitetura e decoração não faltam dicas nem truques para cada um dos cômodos de uma residência, de banheiros a salas de estar. "Qualquer projeto exposto aqui pode ser reproduzido em casa", diz a arquiteta Mariana Borges, que criou, com a sócia Thaysa Godoy, a sala de banho, um dos 44 ambientes do evento.

Odin
(Foto: Redação VejaBH)

De olho no passadoNada mais moderno do que ser vintage. A mistura de objetos antigos e novos é a proposta da arquiteta Ana Bahia. Para montar o bar da Casa Cor, ela usou móveis e utensílios industriais, garantindo um ar underground ao ambiente. "É para um público descontraído, que procura um lugar moderno sem paradigmas tradicionais", afirma. Para criar uma espécie de divisória, ela usou 82 arquivos da década de 70, garimpados em diversas repartições públicas pela loja Pé Palito. O toque contemporâneo está na mesa de totó pintada em laca amarela, que colore o espaço.

Maior do setor no país, a mostra, que pertence ao Grupo Abril, reúne criações de mais de setenta profissionais. Pela primeira vez, ela é realizada em um shopping, o Boulevard, no Santa Efigênia. São 3 000 metros quadrados no terraço do centro de compras. O objetivo foi garantir mais conforto aos visitantes. Até a 17ª edição, a exposição era montada dentro de uma casa. "Os ambientes estão mais amplos, o que facilita a circulação e acaba com o empurra-empurra", afirma Ernesto Lolato, um dos diretores da Casa Cor Minas. Confira nesta e nas próximas páginas seis boas ideias que estão por lá.

Odin
(Foto: Redação VejaBH)

Dupla utilidade

Uma mesa de sinuca no meio da sala pode ser o sonho de muitos homens — mas é o pesadelo de toda mulher, acredita a engenheira e designer de interiores Thaïs Donato. No ambiente chamado de "eu, você e nossos amigos", a mesa de jantar que se transforma em sinuca é a grande vedete. "A ideia é salvar casamentos", brinca Thaïs. Assinado pela empresa 7ball, o móvel foi pintado de branco e teve o tampo de jogo revestido de tecido azul vibrante, o que lhe deu um ar moderno. Em 53 metros quadrados, Thaïs investiu em conforto e descontração. "Quis um lugar que criasse o efeito de férias, de prazer."

Odin
(Foto: Redação VejaBH)

Banho no jardim

Um casal contou às sócias Mariana Borges e Thaysa Godoy que o único ambiente que tinha para conversar com calma era o banheiro. Da revelação da intimidade dos clientes surgiu a inspiração para a sala de banho projetada por elas. "Trouxemos um spa para dentro de casa", explica Mariana. O que mais chama atenção é a banheira localizada em um deque, onde foi montado um jardim vertical. Além de criar uma sensação de ar livre, o painel verde garante a privacidade. "Dá para executar o projeto em uma varanda", afirma Thaysa, que usou como piso uma madeira própria para áreas externas.

Odin
(Foto: Redação VejaBH)

Vista artificial

O imóvel é ótimo, mas a vista é horrorosa? O problema pode ser fácil de resolver. No quarto masculino, ambiente projetado por Maria Gabriela Nogueira, uma foto da Serra do Curral foi impressa e colada sobre o vidro para garantir uma bela vista permanente. "Isso é uma tendência mundial", explica Maria Gabriela. "Em vez de usar papel de parede, você pode criar uma estampa exclusiva, um ambiente personalizado." Outra boa ideia no espaço é o cabo de aço parafusado no chão, que funciona como um varal onde poderão ser penduradas várias fotos da família.

Odin
(Foto: Redação VejaBH)

Sustentáveis

Móveis tão belos quanto ecologicamente corretos é a proposta da arquiteta Hosanna Rodrigues, que idealizou a "casa sustentável". O respeito ao meio ambiente foi levado a sério desde a escolha dos materiais e acabamentos. "Hoje, a preocupação ambiental está diretamente ligada ao consumo consciente", diz Hosanna, que utilizou um tronco de árvore como pé para uma sofisticada mesa de vidro. O preço do móvel? Pouco mais de 500 reais. O aproveitamento da água da chuva, por meio de um tratamento interno, é outra sugestão.

18ª Casa Cor Minas. Boulevard Shopping, ☎ 3286-4587. Quarta a sexta, 16h às 22h; sábado, 13h às 22h; e domingo, 13h às 20h. R$ 40,00. Deste sábado (1º) a 16 de outubro. www.casacorminas.com.br

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE