Bichos

Bichos

Por: Daniela Nahass - Atualizado em

Acervo pessoal
(Foto: Redação VejaBH)

Eu e meu pet

Três meses depois de ser adotada pela empresária Esther Negrão de Lima, a fila Bela foi diagnosticada com displasia óssea acentuada, uma enfermidade que pode impedir o cão de andar. Sem desanimar, Esther bancou todo o tratamento da cadela, que teve de ser operada e passou um mês com gesso nas patas. Após muitas sessões de acupuntura, fisioterapia e hidroginástica, finalmente Bela voltou a andar. "Valeu todo o sacrifício", afirma a empresária. "Ela é a alegria da casa."

Victor Schwaner/Odin
(Foto: Redação VejaBH)

Contra a crueldade

Será realizada no próximo domingo (18) a manifestação nacional Crueldade Nunca Mais, cujo objetivo é pressionar deputados federais e senadores a aprovar um aumento das penas para crimes contra animais no novo Código Penal. Trata-se da segunda edição do movimento, criado no ano passado. Desta vez, mais de 100 cidades do país já confirmaram participação. Em BH, simpatizantes da causa se reunirão entre 10 e 13 horas na Praça da Assembleia. "Sem o aumento das penas não há como coibir a violência", diz a contadora Mylene Youssef (foto), da ONG Brigada Planetária. Os organizadores pedem aos manifestantes que se vistam de branco, não levem seu pet e imprimam os cartazes no site do evento (www.crueldadenuncamais.com.br).

Robert Leighton/www.cartoonbank.com
(Foto: Redação VejaBH)

Dica de especialista

Como evitar a formação de bolas de pelo no estômago dos gatos?

Segundo a veterinária Adriana Monteiro Cima, o hábito dos felinos de se limpar com lambidas torna inevitável a formação de bolas de pelo no estômago. "Por isso eles vomitam de vez em quando, para expelir

o excesso", explica. Adriana diz que o dono só precisa ficar preocupado caso seu bicho pare de comer e de defecar. "Pode ser uma obstrução no intestino, e ele deve ser levado ao veterinário", alerta.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE