Bichos

Bichos

Por: Daniela Nahass - Atualizado em

Acervo Pessoal
(Foto: Redação VejaBH)

Eu e meu pet

O filhote de shih tzu Jorge, de 3 meses, é o novo xodó da estudante Allana Rezende. Dona de três gatos e um cão da raça fila, ela queria um cachorro pequeno que pudesse permanecer dentro de casa. "Fiquei com receio de que os gatos não o aceitassem, mas eles adotaram o Jorge", afirma. O peludo gosta de dormir com os irmãos felinos Terê, Batom e Pelé, todos vira-latas.

Victor Schwaner/Odin
(Foto: Redação VejaBH)

A cadela e a garrafa

Desde pequena, a cocker spaniel Nala adora transportar garrafas pet na boca. Quando a leva para passear pelo bairro São Bento, sua dona, a psicóloga Mércia Bernardes, fica atenta para evitar que a cadela pegue recipientes sujos. "Acho que é por causa do instinto caçador", diz. "É como se ela carregasse sua presa." Para não correr o risco de contrair uma doença, Nala sai de casa levando seu próprio vasilhame, bem limpinho. Mércia acredita que a imagem da cachorra com uma garrafa pet na boca tem um apelo simbólico e desperta a consciência ambiental nos pedestres que cruzam com ela. "As pessoas costumam achar que a Nala está limpando as ruas", conta a psicóloga. "É como se ela desse o exemplo."

The Cartoon Bank
(Foto: Redação VejaBH)

Dica de especialista

O que devo fazer para que meu cão aceite ração seca? Ele só come quando eu adiciono caldo de carne.Luciana Albuquerque, dona de um cão dobermann com rottweiler, de 4 meses

Segundo o veterinário Carlos Eduardo da Conceição, não se deve dar o caldo de carne para não condicionar o animal. "Quando bater a fome, ele vai comer a ração do jeito que estiver", diz. Conceição observa que os cães devem se alimentar com ração de filhote até completar 1 ano de vida.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE