Bebida

Cervejeiro belo-horizontino conquista torneio dedicado à bebida

Outros dois mineiros também subiram no pódio, nos segundo e terceiro lugares

Por: João Renato Faria - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

O publicitário belo-horizontino Fabert Araújo estava cansado de sempre beber as mesmas opções nos bares quando resolveu começar a fazer suas próprias cervejas em casa, há pouco mais de dois anos. O hobby acabou rendendo um título nacional. Na sexta (8), ele superou outros 619 produtores e faturou o primeiro lugar do concurso Mestre Cervejeiro Eisenbahn, que elege as melhores cervejas feitas por produtores caseiros.

"Eu não esperava, tanto que quase não mandei minha amostra", diz. Na companhia do amigo André Canuto, ele elaborou sua versão da bebida, uma american indian pale ale, cerveja que tem um aroma cítrico e um amargor bem característico. Como essa variedade de cor âmbar não admite adicionais como especiarias ou mel, a qualidade da gelada depende do equilíbrio perfeito entre água, lúpulo e malte.

Como prêmio, ele irá para a fábrica da Eisenbahn, em Santa Catarina, produzir sua receita, que será vendida como uma edição especial. Agora, o objetivo de Araújo é se preparar para aumentar a produção, normalmente em cinquenta litros. Seu companheiro cervejeiro Canuto está prestes a abrir um bar e quer contar com um chope produzido pela própria casa. "Já estamos estudando a receita."

Para não deixar dúvida de que Minas Gerais está com tudo na produção cervejeira, Araújo não foi o único mineiro no pódio. O segundo e o terceiro lugares ficaram com Kelvin Azevedo e Renato Buaiz Lima, também daqui.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE