Memória

Vídeos históricos de Belo Horizonte ganham espaço na internet

Parte do acervo do Centro de Referência Audiovisual está sendo digitalizado

Por: João Renato Faria - Atualizado em

CRAV/Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Uma cidade bucólica, com ares de interior e que nem de longe lembra a metrópole em que vivemos. Assim é a BH registrada nos filmes arquivados pelo Centro de Referência Audiovisual (CRAV). Parte deste acervo está ao alcance de todos. Trechos de trinta segundos que mostram cenas como uma partida de futebol no antigo estádio Independência ou os trólebus, que circularam por aqui nos anos 50 e 60, estão em um canal na internet.

O objetivo da iniciativa é chamar a atenção da população para o acervo da instituição, que guarda cerca de 35 000 películas. "Temos aqui filmes de várias épocas, que mostram como a cidade era", diz Gilvan Rodrigues, chefe de departamento do CRAV. Ele espera que a veiculação dos filmes atraia um público que vai além dos pesquisadores, diretores de cinema e antropólogos. "Queremos ampliar o conhecimento do povo sobre a cidade", diz.

Nem todas as obras do arquivo do CRAV serão digitalizados. Muitas produções são recentes, ainda protegidas por direitos autorais. Há casos também de filmes antigos que não aguentariam passar pelo processo. "Temos películas em vários estágios de conservação", conta Rodrigues. O processo é demorado e envolve o uso de uma moviola, espécie de mesa que era usada para editar os rolos de filmes. Mesmo assim, a expectativa é de que a cada mês novos trechos da Beagá que já fomos sejam divulgados.

Acesse http://www.youtube.com/CanalCRAV

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE