Eleições

Dicas para não errar na hora de deixar seu voto na urna

Saiba como fazer se perder o título de eleitor, se precisar justificar e se for levar o seu celular

Por: João Renato Faria - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Quando será a eleição?

O primeiro turno será no domingo, dia 5 de outubro, entre 8h e 17h.

Qual a ordem de votação?

O primeiro que deve ser escolhido é o deputado estadual, através do número de cinco dígitos. Depois, o deputado federal, com quatro dígitos, senador, com três dígitos, governor, com dois dígitos e por último, presidente, também com dois dígitos. É importante saber essa ordem para não cometer erros. "Acontece de as pessoas acharem que o primeiro é o presidente e acabarem votando na legenda no primeiro voto", diz Suely Rezende, chefe do cartório da zona eleitoral 332 de Belo Horizonte. Para não correr o risco, ela alerta que o voto só deve ser confirmado após a foto do candidato aparecer na urna.

Posso levar um papel com os números anotados, a famosa colinha?

Pode e deve. "A colinha ajuda a não esquecer a sequência de votação e os números dos candidados, que são muitos", diz Suely Rezende.

Tenho mais de 65 anos, já estou desobrigado a ir votar?

Não. Todos brasileiros alfabetizados maiores de 18 anos e menores de 70 anos são obrigados a votar.

Perdi meu título de eleitor e não tirei outro. Vou conseguir votar?

Sim. Só é exigido um documento oficial com foto. São aceitos a carteira de identidade, carteria de habilitação, passaporte, identidades funcionais, certificado de reservista ou de dispensa do exército e carteira de trabalho. "O título é importante por conter as informações como a seção, o que facilita na hora de encontrar o local, mas quem chegar sem ele não fica sem votar", diz Rezende.

Vou estar viajando, como faço para justificar?

É só ir em qualquer local de votação e preencher o formulário de justificativa, que pode ser conseguido no próprio local. É preciso também levar o título eleitoral e um documento oficial com foto.

E se não justificar no dia?

O eleitor tem sessenta dias para ir em qualquer cartório eleitoral e apresentar um documento que explique a sua ausência. "Um atestado médico, por exemplo, é aceito pela Justiça Eleitoral", diz Rezende.

Posso levar o meu celular?

Não. Qualquer tipo de equipamento que possa ser usado para registrar o momento do voto, como telefones celulares, máquinas fotográficas, câmeras de vídeo ou similares não podem ir para a urna e ficam retidos com os mesários enquanto durar a votação. "Isso é para evitar que as pessoas registrem em quem votaram, o que pode ser usado como comprovação em um esquema de compra de votos", diz Rezende.

Ainda estou com dúvidas. O que faço?

Ligue para o disque-eleitor no 148 ou acesse o site do TRE-MG no endereço www.tre-mg.jus.br.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE