Bebida

Escolha o vinho certo para te aquecer no inverno

Bebida é companhia perfeita para pratos mais encorpados

Por: João Renato Faria - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Aquela cerveja gelada que é a cara do verão não costuma ter muito espaço durante os três meses de inverno. Para encarar o frio, quem ganha espaço nas mesas é o vinho. Os mais encorpados são a companhia perfeita para as receitas da estação, que costumam ser mais pesadas e gordurosas. "É uma época em que comemos muita carne vermelha e muitos molhos", diz Gustavo Giacchero, sommelier gerente da Enoteca Decanter. A sugestão para preencher as taças são os tintos, principalmente os feitos com uvas pinot noir.

Confira outras dicas

De olho na graduação alcoólica

Para dar a sensação de calor no peito, o vinho deve ter um teor de álcool mais elevado. Os rótulos mais vendidos no mercado são 13 ou 14 graus de graduação alcoólica. "Os que têm acima disso dão aquela impressão de aquecimento", diz a consultora de vinhos do restaurante Provincia di Salerno, Júlia Grossi.

Fique de olho na temperatura

Esqueça aquele papo de que o vinho deve ser servido à temperatura ambiente. Os tintos devem ficar entre 16 e 21 graus. Vale a pena investir em uma adega climatizada, que mantém a bebida no ponto. Mas quem não puder, pode usar a geladeira. Deixe a garrafa na porta assim que chegar em casa e retire 40 minutos antes de servir. Assim, o vinho fica na temperatura certa.

Preste atenção nos australianos

O país da Oceania produz vinhos com teor alcoólico mais elevado. Segundo Giacchero, o culpado é o aquecimento global, que deixa as uvas da região com mais glicose - e consequentemente, mais álcool quando transformadas em bebida. "Os tintos de lá costumam ser mais fortes, como pede a estação", diz.

Não abandone o vinho branco

Apesar do tinto ser o mais indicado para o inverno, os brancos também têm seu lugar no cardápio. Quando for harmonizar um fondue de queijo, por exemplo, vale investir em um feito com a uva riesling, comum na Alemanha. "Ele é mais encorpado e combina bem com a estação", diz Júlia Grossi.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE