Trânsito

Esse caos pode ter fim: estacionamentos subterrâneos

Por: Paola Carvalho - Atualizado em

2269_transporte02.gif
(Foto: Redação VejaBH)

Procurar uma vaga para estacionar na região central é um tormento. Com a carência de estacionamentos, as vias ficam lotadas. Segundo a BHTrans, 30% do tráfego no Centro se deve aos motoristas que já chegaram ao destino, mas continuam rodando atrás de um espacinho para deixar seu carro. A criação de garagens subterrâneas permitiria proibir o estacionamento ao longo de corredores movimentados e liberar mais uma faixa para o trânsito de automóveis. "É preciso aumentar a capacidade das vias atuais", diz o professor Paulo Resende. Para ele, seria viável fazer uma parceria público-privada (PPP): empresas construiriam as garagens e receberiam em troca a vantagem de operá-las por um prazo determinado. A prefeitura tem um projeto para fazer dez desses estacionamentos em sete áreas no perímetro da Avenida do Contorno: Savassi, Praça Sete, Barro Preto, Praça Afonso Arinos, Avenida Oiapoque e entorno das regiões Hospitalar e da Assembleia Legislativa. São previstas 4 388 vagas subterrâneas, o equivalente a 21% das vagas rotativas da cidade. As obras durariam um ano e meio. Para ficarem prontas antes da Copa de 2014, portanto, teriam de ser iniciadas já no segundo semestre deste ano. A questão é que a administração municipal ainda nem abriu o processo de licitação para levar o projeto adiante. Nesse caso, é preciso ter pressa.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE