Espaço

Flutuando em órbita, Estação Espacial Internacional é visível a olho nu

Em Belo Horizonte, será possível ver a nave por dez dias de setembro

Por: João Renato Faria - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

É um pássaro? Um avião? Um disco voador? Nada disso. Se olhar para o céu de Belo Horizonte e observar uma luz forte se movimentanto bem rápido, sem fazer nenhum barulho, não precisa se assustar. Você acabou de ver uma passagem da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), o maior a flutuar no espaço construído pelo homem.

Concebida para unificar os projetos de bases espaciais dos EUA, Rússia e União Europeia, a ISS começou a ser construída em 1998 e até hoje recebe novas peças e módulos. Outros países também participaram do esforço, como o Canadá, o Japão e o Brasil, que mandou o astronauta Marcos César Pontes em 2006, o primeiro brasileiro a ir ao espaço.

A estação só é visível durante o crepúsculo ou o amanhecer. É que as luzes de sinalização da nave são fracas e ela só se transforma em um ponto luminoso quando consegue refletir o sol com o céu ainda escuro. Graças aos componentes usados em sua construção, quando iluminada, a ISS é o objeto mais brilhante do céu, com uma intensidade de duas a quatro vezes maior que a do planeta Vênus.

A passagem dura entre entre dois e cinco minutos e não é difícil de ser reconhecida, já que a luz é bem intensa e a rota é em linha reta, com a nave nascendo e se pondo no horizonte. Como todo objeto celeste, ela é melhor observada em locais afastados de uma luz forte, como a de postes. Na capital, ela vai poder ser vista por oito dias em setembro, entre segunda (3) e o dia 10. Mas quem não conseguir ver, não precisa se preocupar. A Nasa oferece, em seu site, todas as datas atualizadas em que a ISS passará por Belo Horizonte.

Confira na lista abaixo:

Segunda, 3 de setembro, 05h33

Terça, 4 de setembro, 4h45

Terça, 4 de setembro, 19h41

Quarta, 5 de setembro, 5h32

Quarta, 5 de setembro, 18h53

Quinta, 6 de setembro, 4h46

Quinta, 6 de setembro, 6h05

Quinta, 6 de setembro, 7h43

Sexta, 7 de setembro, 5h33

Sexta, 7 de setembro, 6h54

Sábado, 8 de setembro, 4h47

Sábado, 8 de setembro, 6h06

Domingo, 9 de setembro, 18h55

Segunda, 10 de setembro, 18h06

As informações técnicas da observação e possíveis futuras datas podem ser conferidas neste site.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE