Meio ambiente

Incêndio coloca em risco o Jardim Botânico do Inhotim

Brigadistas tentam controlar o fogo desde a tarde de segunda (15)

Por: Rafaela Matias - Atualizado em

Rossana Magri
(Foto: Redação VejaBH)

O incêndio que ameaça a Serra da Moeda, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, também atinge uma importante unidade de preservação mantida pelo museu de arte contemporânea Inhotim, em Brumadinho. Com 237 hectares de Mata Atlântica, a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), que sofre com as chamas desde o fim da tarde de segunda-feira (15), foi fundamental para que o Instituto recebesse, em 2010, a chancela de Jardim Botânico, concedida pela Comissão Nacional de Jardins Botânicos (CNJB).

Na tarde de quarta-feira (17), O Corpo de Bombeiros informou que militares trabalhavam na contenção do fogo ao lado de brigadistas do museu e do Instituto Chico Mendes. Focos de incêndio foram localizados em um terço da RPPN e o maior deles encontrava-se no centro da unidade de conservação, dificultando o combate por se tratar de uma região de mata fechada. O maior esforço seria para evitar que o fogo cheguasse à copa das ávores.

A reserva abriga pelo menos mil espécies de plantas e animais e conta com dez nascentes, incluindo a do manancial do Rio Manso, que abastece parte de Belo Horizonte. "Cultivamos esse espaço há 15 anos", afirma o Diretor do Jardim Botânico, Joaquim de Araújo Silva. "Ele atingiu um grau de maturidade importante no contexto regional." Segundo ele, levarão anos até que a área atingida se regenere.

Apesar da proporção, o incêndio não colocava em risco a área de visitação do museu, que continuava funcionando normalmente.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE