Literatura

Belo Horizonte é a capital onde mais lê no país

Pesquisa Ibope revelou que 41% dos entrevistados leram pelo menos um livro nos últimos trinta dias

Por: João Renato Faria - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Os leitores de BH podem se orgulhar. A capital mineira é a cidade onde mais lê no Brasil. Segundo dados da pesquisa Target Group Index, do Ibope, 41% dos belo-horizontinos leram pelo menos um livro nos últimos trinta dias. O número é igual ao registrado em Porto Alegre e maior do que a média nacional, de 33%. Das cidades pesquisadas, Brasília aparece na sequência, com 37%. Depois aparece Curitiba, com 34%, Rio de Janeiro e São Paulo, ambos com 33%.

A pesquisa foi realizada entre julho de 2011 e agosto de 2012. Foram entrevistadas 20 736 pessoas de ambos os sexos e todas as classes sócio-econômicas, entre 12 e 75 anos. Dos belo-horizontinos ouvidos, 53% declaram ler com frequência e 47% disseram que só leem às vezes.

O presidente da Câmara Mineira do Livro, Zulmar Wernke comemorou o resultado do levantamento. Para ele, a pesquisa do Ibope mostra o impacto das atividades de estímulo à leitura realizadas no estado. "Iniciativas como a Bienal ajudam a promover o livro como objeto de fetiche, de desejo", diz.

Wernke lembra, entretanto, que o número ainda é baixo - menos da metade dos entrevistados. Quando considerado o estado inteiro, a realidade é ainda pior. "Na Grande BH, temos apenas 150 livrarias. Em Minas, quinhentos municípios não têm nenhuma", afirma. Segundo ele, o desafio é elevar esse índice a patamares comparáveis aos dos Estados Unidos e de países da Europa. Nessas regiões, os indicadores chegam a 70% das pessoas lendo pelo menos um livro por mês. Para ele, é preciso atingir esses 59% de belo-horizontinos que não leram nos últimos trinta dias. "É um hábito que precisa ser exercitado."

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE