Minas, São Muitas

Minas, São Muitas

Cidade: Congonhas | Distância da capital: 89 quilômetros | Região: central | Número de habitantes: 49 077 | Principal atração: Santuário do Bom Jesus de Matosinhos

Por: Glória Tupinambás - Atualizado em

Nidin Sanches/Odin
(Foto: Redação VejaBH)

O profeta Joel e a representação da prisão de Cristo: relíquias coloniais que são atrativos do Circuito do Ouro

D oze estátuas de profetas harmoniosamente distribuídas no adro do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos valem a visita a Congonhas. Esculpidas em pedra-sabão entre os anos 1800 e 1805, são a obra-prima do maior nome da arte colonial brasileira: Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Graças a elas, a cidade de menos de 50 000 habitantes é reconhecida como patrimônio mundial da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Além das esculturas, em poses teatrais, de Jeremias, Baruc, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Abdias, Amós, Jonas, Habacuque, Naum e Isaías, o casario histórico e a igreja centenária estão bem preservados. Fundado no século XVIII, na época da exploração do ouro em Minas Gerais, o município foi inicialmente batizado de Congonhas do Campo, em referência a um arbusto usado pelos índios guaranis como planta medicinal. Na década de 40, teve o nome reduzido.

"A cidade é um grande polo do turismo cultural que narra, com a grandiosidade do seu patrimônio, um pouco da história de Minas e do barroco brasileiro", explica a diretora executiva da Associação dos Municípios do Circuito do Ouro, Isabella Ricci. Segundo ela, Congonhas se mantém, desde os tempos coloniais, como destino de peregrinação religiosa, tradição reforçada neste período da quaresma. Nas festividades da Semana Santa, uma das atrações é o percurso dos passos da Paixão de Cristo. Seis capelas representam os últimos momentos de Jesus com um rico conjunto composto de 64 imagens de cedro, esculpidas em tamanho natural por Aleijadinho, e policromadas por mestre Ataíde e por Francisco Xavier Carneiro.

+ Galeria de fotos Clique aqui e confira outras fotos da cidade

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE