Comportamento

À moda antiga, novos salões masculinos de BH conquistam clientela jovem

Apostando em decoração retrô e técnicas tradicionais, barbeiros da capital fazem a cabeça até do craque Neymar

Por: Vicente Cardoso Junior - Atualizado em

Nidin Sanches/Odin
(Foto: Redação VejaBH)

Elias Torres: o queridinho dos jogadores de futebol

Quem vai pela primeira vez cortar o cabelo ou fazer a barba com o "seu Elias" dificilmente espera deparar com um jovem barbeiro. Vestindo uniforme alinhado, com colete e gravata, Elias Torres até lembra profissionais de antigamente, mas tem apenas 27 anos. Em julho, ele abriu seu salão com ares retrô, no bairro Ouro Preto. Entre os clientes fiéis, há várias estrelas do futebol. Quando esteve na cidade, o craque Neymar passou pelas navalhas de Elias, por recomendação de André, atacante do Atlético, hoje emprestado ao Vasco. A foto está no Instagram para provar. Não é apenas o ambiente que é retrô em seu estabelecimento. O método de fazer a barba, por exemplo, é o do passado, com toalha quente. Elias segue uma tradição familiar, passada de pai para filho. Aprendeu o ofício quando tinha 13 anos. "Desenhos clássicos de barba andam fazendo sucesso entre os jovens", afirma ele. "Tenho notado uma aceitação cada vez maior quando sugiro um bigode ou uma costeleta."

O Kbloo Barber Shop, na Savassi, tem estilo vintage. No salão exclusivo para o público masculino, as cadeiras eram de antigas barbearias e foram restauradas pelo próprio dono, Luciano Castro. O lugar tem até revistas antigas, que podem ser consultadas pelos clientes que esperam atendimento. "Recebemos um público com idade entre 25 e 45 anos, que ainda está em busca de seu cabeleireiro de confiança e procura algo novo, curioso", define Castro. No endereço, aberto há um ano e meio, os profissionais também valorizam técnicas tradicionais para prestar serviços que vão de limpeza de pele a tintura do cabelo. "Essa é uma marca das barber shops americanas, que serviram de inspiração."

Enquanto novas barbearias vintage conquistam freguesia, endereços bem antigos na cidade conseguem manter as portas abertas graças a certo charme retrô e à experiência de profissionais com décadas de ofício. É o caso do Salão Sinca, dirigido por Ge­­raldo Costa, de 83 anos, desde os anos 60. Só no atual endereço, o Edifício Mariana, no Centro, o salão masculino já completou trinta anos. "Novos fregueses aparecem sempre, indicados principalmente pelo avô ou pelo pai", diz Costa. Sócio da casa há 22 anos, Sebastião Ligeiro, de 82, tem clientes que atende desde a infância "Muitos vêm com o pai quando criança e depois passam a vir sozinhos", conta. Assim como as novas barbearias se inspiram nas tradicionais, Ligeiro diz que as antigas precisam estar atentas às novidades. "Meu forte continua sendo o corte social, com o cabelo seco, mas, se pedirem um moicano, um cabelo diferente, eu faço."

Com um toque do passado

Kbloo Barber Shop

Rua Antônio de Albuquerque, 606, sobreloja 2, Savassi, ☎ 3024-0089. De segunda a sábado, das 9 às 19 horas.www.kbloo.com.br.

Salão Sinca

Avenida Afonso Pena, 526, sala 317, Centro, ☎ 3201-4875. De segunda a sábado, das 7 às 19 horas.

Seu Elias

Rua Brasileia, 50, loja 32, Ouro Preto, ☎ 2516-0505.De segunda a sábado, das 9 às 20 horas.www.seuelias.com.br.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE