Bebida

Escolha do copo pode interferir no sabor de cervejas especiais

Especialista indica os formatos mais adequados para valorizar as características da bebida

Por: Rafaela Matias - Atualizado em

2413_online_cerveja01.jpg
(Foto: Redação VejaBH)

Na capital dos bares, o tradicional copo lagoinha é presença quase certa nas mesas. Mas quem gosta de degustar cervejas artesanais ou especiais deve dar uma atenção extra à escolha do recipiente. O formato do copo no qual é servida a bebida pode alterar sim o aroma e o sabor de loiras, ruivas e morenas. Segundo o especialista em cervejas especiais Celso Pereira, da Mello Mercearia, as cervejas estão se igualando aos vinhos no que tange à sofisticação de sabores e os formatos dos recipientes não ficam pra trás. "Os copos são estudados para valorizar as propriedades de cada tipo", afirma. Ele indicou os copos ideais para não errar na hora de servir a gelada.

Pilsener

Como o próprio nome sugere, é ideal para as cervejas do tipo pilsen, muito populares no Brasil. Também conhecido como "tulipa", o corpo estreito deste copo ajuda a valorizar o sabor da bebida, que possui um aroma pouco acentuado. Além disso, o formato de cone propicia a formação de um colarinho cremoso.

Flauta

É indicado para um tipo de cerveja sofisticado, que passa pelo mesmo método utilizado na produção dos champanhes. Por serem mais finos, esses copos impedem que a espuma se dissipe rapidamente, conservando as propriedades da bebida e evitando a perda do aroma.

 

+ 20 coisas que só quem é de Belo Horizonte pode entender

+ Conheça o Bar do Zé Pretinho, sucesso na Zona Sul

Weizen

É o formato ideal para cervejas à base de trigo. Sua forma alta e comprida é capaz de ressaltar a espuma e comporta até 500ml. "A cerveja de trigo deve ser servida em um copo maior, que se aproxime do tamanho da garrafa", explica Pereira. Além disso, o formato possibilita que o fermento depositado no fundo se misture novamente a cada gole.

Caneca

Além de chopes, são usadas para servir cervejas guardadas na pressão. Os tamanhos e formatos podem variar, mas, normalmente, são robustas e têm o vidro grosso. Também pode-se encontrar canecas feitas de cerâmica e metal, mas as de vidro são as mais indicadas para degustações, já que influenciam menos no sabor da bebida.

Conhaque

Assim como o conhaque, as cervejas servidas neste copo devem ser mais intensas e aromáticas. O desenho arredondado do recipiente ajuda no desenvolvimento dos aromas, pois permite girar a bebida e liberar suas propriedades sem transbordar.

Taça

Na dúvida sobre qual copo escolher, elas são as melhores opções. Adotadas como padrão internacional em sessões de degustação, podem ser utilizadas para qualquer tipo de cerveja sem alterar consideravelmente o sabor. "É o formato universal", afirma o especialista.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE