Saúde

Fazer check-up e colocar a vacinação em dia são cuidados importantes antes das férias

Procurar um médico antes de viajar pode evitar surpresas desagradáveis

Por: Rafaela Matias - Atualizado em

Royalty Free/Photodisc
(Foto: Redação VejaBH)

Junto com o fim do ano, vem a preparação para as férias. Os dias de folga são oportunidade para descansar e relaxar, mas não dá para se descuidar da saúde, principalmente se houver uma viagem em vista.

Além do check-up, quem pretende pegar a estrada deve estar atento a alguns pontos: vacinas, alergias e gastronomia local. "Assim como é importante fazer a revisão do carro, o corpo precisa estar em dia para viajar", afirma o médico Ariovaldo Mendonça, responsável pelo serviço de check-up do Grupo Hermes Pardini. "Não adianta planejar todo um roteiro se você não está com saúde para fazer aquilo."

Ter a carteira de vacinação em dia é essencial, principalmente para viagens ao exterior. Estudar o destino é importante para saber se há necessidade de vacinas complementares. Alguns países da África, por exemplo, não permitem a entrada de turistas que estejam sem a vacinação contra febre amarela. No sul da Bahia, por outro lado, são registrados muitos casos de meningite e a vacina é importante para se prevenir. "A dose precisar ser tomada até quinze dias antes da viagem, que é o tempo necessário para a produção de anticorpos", explica Mendonça.

Locais que exigem longas caminhadas, por exemplo, devem ser evitados por pessoas muito sedentárias ou com problemas de obesidade. "Quem vive sentado em um escritório não deve fazer logo uma trilha de 30 quilômetros", afirma. "Isso pode ter um resultado desagradável." Já os que sofrem de pressão alta ou úlcera devem evitar destinos como a Tailândia, onde a gastronomia leva muita pimenta e temperos fortes.

A escolha dos alimentos também exige atenção. É bom evitar produtos vendidos por ambulantes, para se manter longe de infecções. Verificar se os alimentos estão bem refrigerados e verificar a data de validade são formas de se prevenir.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE