Saúde

Esforços de fim de ano são propícios para o surgimento de dor nas costas

Saiba como evitar esse incômodo e curtir as festas sem problemas

Por: Rafaela Matias - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Preparar a casa para o Natal, comprar presentes para as pessoas queridas e desfrutar uma boa viagem no réveillon. O fim de ano é mesmo uma delícia. Mas realizar todas essas atividades exige um esforço físico que pode sobrecarregar a coluna e causar a temida dor nas costas. O fisioterapeuta Rafael Bonaparte listou algumas dicas para realizar as tarefas e curtir as festas com muita disposição.

Montar a árvore de natal

Elas são lindas e não podem faltar nessa época do ano, mas ficar muito tempo com a coluna curvada, por exemplo, é um dos principais causadores do desconforto. O ideal é manter os enfeites na altura das mãos. "Ficar em pé e deixar os materiais no chão exige que a coluna seja flexionada repetidas vezes, o que é prejudicial", explica Bonaparte. Uma boa dica é ficar agachado, mantendo um pé na frente do outro e apoiando o tronco sobre o joelho.

Fazer compras

Carregar sacolas de presentes em um dia de compras também pode sobrecarregar - e muito - a coluna. Para evitar a dor, a primeira dica é usar sapatos confortáveis. "O ideal é colocar um tênis, mas quem não abre mão do salto alto pode optar pelas sandálias anabela", ressalta o fisioterapeuta. Uma mochila para colocar as sacolas também ajuda na hora de manter a postura, mas as duas alças devem estar presas nos ombros. Nas filas, o peso do corpo deve ser distribuído igualmente entre as pernas, elevando levemente o peito e contraindo a musculatura do glúteo e do abdômen.

Longas viagens

Seja de carro, ônibus ou avião, as viagens exigem posições não muito propícias para a saúde das costas. Por isso, é importante colocar o encosto da poltrona o mais reto possível - próximo de noventa graus - e, para os motoristas, manter o banco perto do volante. Alongamentos de hora em hora também ajudam a prevenir as dores. "A cada parada, a pessoa deve fazer o movimento de extensão de tronco: de pé, coloca as mãos na região lombar e curva as costas para trás", explica Rafael Bonaparte. O exercício deve ser repetido por dez vezes consecutivas.

Carregar malas

"Quando colocamos o peso nas mãos, ele chega até a coluna com uma carga cinco vezes maior", afirma o fisioterapeuta. Isso significa que se carregarmos uma mala de 20 quilos, o desgaste da coluna será equivalente a 100 quilos, o que aumenta a chance de lesão. Para se prevenir, é essencial manter a coluna reta e flexionar os joelhos antes de carregar o peso. "Os joelhos flexionados ajudam a distribuir a carga." Abraçar a mala junto ao corpo também ajuda a reduzir o impacto na hora de se levantar.

Colchão

É comum que o corpo sofra nas primeiras noites em um colchão diferente, mas existem formas de evitar que as dores surjam ao amanhecer. Para a coluna, o ideal é que ele não seja nem duro, nem mole e esteja apoiado sobre uma estrutura rígida. "Se a madeira do suporte estiver flexível ou quebrada, é preferível colocar o colchão no chão", afirma Bonaparte. Em casos de colchões muito macios, colocar um travesseiro por debaixo dele ajuda a sustentar a coluna lombar.

Esportes e danças

As danças, a caminhada na praia e o futebol com a família não precisam ficar de fora, mas devem ser feitos com moderação para evitar lesões e dores nas costas. Especialmente por quem foi sedentário ao longo do ano, os exercícios devem ser realizados de forma leve, sem atingir o limite da capacidade física. "Assim, a pessoa não corre o risco de se sobrecarregar e precisar procurar um médico", conclui.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE