Cidade

Recém-inaugurado, Museu dos Militares Mineiros reúne peças históricas no acervo

Espaço dedicado à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros foi inaugurado na antiga sede do Tribunal de Justiça Militar

Por: João Renato Faria - Atualizado em

2366_online_museu01_dest.jpg
(Foto: Redação VejaBH)

Fundada ainda no século XVIII, como um grupo de cavalaria para proteger as minas de ouro da região de Vila Rica, atual Ouro Preto, a Polícia Militar de Minas Gerais é uma das mais antigas do país. Ao longo desse tempo, não faltaram armas, intervenções, mudanças e documentos, que mostram a evolução da instituição e uma história que se confunde com a própria formação do Estado.

Desde a última quarta (19), a história da PM e também do Corpo de Bombeiros, fundado em 1911, poderá ser revisitada no Museu dos Militares Mineiros. O espaço foi inaugurado no imponente prédio que abrigou o Tribunal de Justiça Militar, nas esquinas das ruas Aimorés e Rio Grande do Norte, no bairro Funcionários. Para o funcionamento, foram investidos cerca de 5 milhões de reais na reforma das treze salas e na formação do acervo, que conta com aproximadamente 300 peças em exposição.

"Existe um interesse muito grande pela história de Minas Gerais e a PM e os Bombeiros são parte fundamental dela", diz Márcia Renó, superintendente de Museus e Artes Visuais da Secretaria de Estado de Cultura. Por lá, recursos multimídia contam a trajetória das instituições, mostrando detalhes que vão das bandas de música a operações marcantes.

Entre as curiosidades do acervo, Márcia destaca uniformes históricos, como um escafandro dos anos 40 usado em resgates e alguns dos primeiros modelos de fardas de gala, como a usada pelos Dragões da Inconfidência. Além disso, chamam atenção dois documentos históricos, assinados pelo ex-imperador Dom Pedro II e por Tiradentes, patronos respectivamente dos Bombeiros e da Polícia.

Museu dos Militares Mineiros

Rua Aimorés, 698, Funcionários. 10h às 19h (sáb. de 12h às 18h. Fecha dom., seg. e ter.) Grátis.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE