Cidade

Graças a diversidade de parques, observação de pássaros conquista adeptos em BH

Cerca de 360 espécies de aves podem ser vistas sobrevoando a capital mineira

Por: João Renato Faria - Atualizado em

Eduardo Franco
(Foto: Redação VejaBH)

Andorinha-serradora, corruíra, joão-de-barro, pica-pau, sabiá-laranjeira, tico-tico. Se engana quem acredita que é preciso ir ao zoológico para ver estas e centenas de outras aves. Hobby que une atividade física com ecologia, a observação de pássaros vem crescendo na cidade graças aos excelentes pontos disponíveis para quem quer ver os bichinhos de perto.

Os principais são os 72 parques municipais, que abrigam uma boa variedade das cerca de 360 espécies. "Nossas áreas verdes são incríveis, tanto para quem ainda está começando quanto para os mais avançados", diz Eduardo Franco, vice-presidente da ong Ecoavis. O grupo é uma mostra do aumento da atividade em BH. Em cinco anos de fundação, já amealhou mais de quatrocentos sócios, entre eles o músico Tavinho Moura. Uma vez por mês, eles organizam uma atividade para iniciantes que querem começar a observar aves, e costumam reunir cerca de vinte pessoas. A próxima será no domingo (9), no Parque Jacques Cousteau, no bairro Betânia.

O passeio começa cedo, às 7h, antes mesmo dos parques abrirem. "É um horário de muita atividade das aves e dá para flagrá-las bem", diz Franco. Um biólogo acompanha o grupo, ajudando a apontar e identificar os animais. A sugestão é, além de vestir roupas leves, levar binóculos e câmeras fotográficas, já que os pássaros costumam ser ariscos. Em um dia, é possível ver mais de cem espécies.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE