A opinião do leitor

A opinião do leitor

- Atualizado em

› Trânsito

O Anel Rodoviário de BH, na prática - muita gente se esquece disso -, é simplesmente um entroncamento de três importantes rodovias federais que cortam a cidade ("Nove acidentes por dia", 22 de janeiro). É o reflexo de como esse governo trata o transporte rodoviário e as pistas do país: abandono, falta de sinalização... Uma vergonha. O povo mineiro não pode mais tolerar a má vontade e a inércia do poder público federal em relação às nossas estradas. Para além do Anel, essas três rodovias também estão em estado crítico. Preciso lembrar as condições da BR-381 entre Belo Horizonte e Go­­vernador Valadares?

Edgard Riber

Não é preciso ser muito inteligente nem especialista em engenharia de trânsito para ver que o grande problema de BH é a extrema carência de transporte público ferroviário. Não entra na ca­­beça de ninguém que a cidade ainda não tenha linhas de metrô subterrâneo no seu hipercentro.

Simone Zsun

O rodoanel de BH precisa ser construído de modo que os motoristas que saem da capital não tenham acesso a cidades da região metropolitana, e vice-versa, para evitar que acabe se tornando mais uma área de congestionamento. Ele deve ser somente uma rodovia de passagem, de contorno, sem nenhuma possibilidade de tráfego urbano.

Luiz Gonzaga de Carvalho

› Negócios

Agradeço a citação da minha academia na reportagem "O corredor da beleza" (22 de janeiro), sobre a Avenida Bandeirantes. No entanto, gostaria de registrar que o nome do meu estabelecimento saiu grafado errado. Ele se chama Life Studio, e não Life Style, como foi publicado.

Ricardo Souza

› Vejabh.com

Estou esperando ansiosamente pelos novos vagões da Estrada de Ferro Vitória-Minas ("Tudo novo no trem", 22 de janeiro). Sempre que posso vou de trem para o Espírito Santo. É meu transporte preferido: calmo e sem correrias. Dá para ver as paisagens maravilhosas ao longo do percurso e ainda contar casos para o passageiro ao lado. A novidade será realmente muito bem-vinda.

Aurea Rubim

› Cidade

Recebam minhas congratulações pela iniciativa cidadã da reportagem "Briga é com eles" (15 de janeiro), sobre as associações de bairro. Foi uma homenagem àqueles que defendem os interesses difusos e coletivos da sociedade. Uma matéria de valoroso cunho social. Em apertada síntese, a repórter Luisa Brasil relata que, "na prefeitura, há quem veja uso mal-intencionado, com fins eleitoreiros", na atuação das entidades. Ora, diante de tamanha dedicação em prol da cidade, falar de interesses eleitoreiros por parte dos dirigentes dessas associações é, no mínimo, desrespeitar e desmerecer o labor dessas pessoas.

Wilson Campos

› Luís Giffoni

Não pude ter bichos de estimação quando criança, por sofrer de asma ("O ocaso de uma lady", 15 de janeiro). Assim, sou meio canhestra para lidar com animais. Porém, consigo entender o pesar que vocês devem estar sentindo com a iminente partida dessa lady. Acredito mais na fidelidade e na afetividade desses bichinhos do que na de muitas pessoas. Parabéns, Luís. Você está sempre brilhando.

Ângela Leite de Souza

Escreva para nós

E-mail: vejabh@abril.com.br

Cartas: Avenida do Contorno, 5919, 13º andar, CEP 30110-035, Belo Horizonte, MG

As mensagens devem trazer a assinatura, o endereço, o número da cédula de identidade e o telefone do remetente.

Envie para Diretor de Redação, Veja BH. Por motivos de espaço ou clareza, as cartas poderão ser publicadas resumidamente

Redes sociais: facebook.com/vejabh e @veja_bh (Twitter)

Atendimento ao leitor: (31) 3254-3518

Sobre assinaturas: (11) 5087-2112

Atenção: ninguém está autorizado a solicitar objetos em lojas nem a fazer refeições em nome da revista a pretexto de produzir reportagens para qualquer seção de Veja BH

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE