Esporte

Sucesso nas praias do país, o beach tennis conquista adeptos também por aqui

Mineiros também disputam jogo que mistura tênis, vôlei e frescobol

Por: Thiago Alves - Atualizado em

Nidin Sanches/Odin
(Foto: Redação VejaBH)

As amigas Larissa Gonçalves e Danielle Flores na quadra da Belvedere Beach Tennis: longe do mar

Modalidade que virou moda no Rio de Janeiro e se espalhou por quase toda a costa do país, o beach tennis, ou tênis de praia, está conquistando adeptos por aqui, a 444 quilômetros do ponto mais próximo do litoral. No domingo (3), 62 atletas amadores participaram da etapa de classificação do Circuito Mineiro de Beach Tennis, no Belvedere. Trata-se da primeira competição estadual do esporte que chegou às areias belo-horizontinas no fim do ano passado. Segundo o instrutor Luiz André Basile, a simplicidade do jogo, que mistura regras do tênis, do vôlei e do frescobol e surgiu na Itália na década de 80, explica sua rápida po­­pularização. "É mais fácil do que o tênis", garante. "Após duas horas de treino, é possível jogar perfeitamente." Ao lado dos sócios Flávio Casallechi e Roberto Gosende, Basile foi pioneiro ao apostar no potencial dessa atividade, com a inauguração da Belvedere Beach Tennis, em outubro de 2012. Em funcionamento há apenas quatro meses, a academia tem 400 inscritos e planos de expansão. "A demanda está tão alta que abrimos negociação para ocupar o terreno ao lado", conta Casallechi. Os três sócios também querem instalar unidades na Cidade Nova e na Pampulha, na região norte da cidade, e em Contagem, na Grande BH.

"Perdi todos os jogos, mas não me importei porque me diverti demais", conta a vendedora Leiliane Rosa, uma das participantes do circuito no último fim de semana. Outro a aderir, o empresário Ricardo Silva tem planos de levar a modalidade para o interior. Diretor do Clube Campestre Escarpas do Lago, ele pretende estimular a prática entre os frequentadores do condomínio do mesmo nome em Capitólio, a 280 quilômetros da capital. "Comprei bolas, redes e raquetes", relata, animado. "É fácil aprender." O beach tennis, que pode ser praticado individualmente ou em duplas, não requer mesmo muita técnica. O objetivo é devolver a bolinha ao adversário sem deixá-la cair na areia. A quadra tem 16 metros de comprimento por 5 metros de largura (para os jogos individuais) ou 8 metros (para os jogos em duplas); e a rede que separa os dois campos, 1,70 metro de altura. Semelhantes às do frescobol, as raquetes, com furos para reduzir o atrito do ar, são feitas de fibra de vidro, carbono ou grafite. A bola parece com a do tênis, mas tem apenas metade da pressão.

Os jogadores belo-horizontinos an­­dam tão empolgados que criaram a Federação Mineira de Beach Tennis. "Queremos trazer uma etapa do circuito nacional para cá", avisa o representante comercial Rodrigo Re­­sende, presidente da nova entidade. O Brasil já é o segundo país onde mais se pratica a modalidade, atrás apenas da Itália. Segundo a Confederação Bra­sileira de Beach Tennis, temos dezoito atletas no ranking dos 150 melhores do mundo. "O beach tennis tende a ser tão popular entre nós quanto o vôlei de praia", diz Resende, com otimismo um tanto exagerado. Para a fisioterapeuta Maryel Zamara Boff, além das regras simples (veja o quadro na pág. ao lado), há outra vantagem: "Gasto cerca de 500 calorias em uma hora de jogo", calcula. Três vezes por semana, ela sai de Contagem, onde mora, para jogar na academia do Belvedere. "Quando entro na quadra, até esqueço que estou em Belo Horizonte. A areia, o calor e o sol fazem com que eu me sinta à beira-mar."

Jogo mais rápido

Para quem assiste a um jogo de beach tennis, as regras parecem bastante similares às do tênis convencional. O número de pontos necessários para vencer um game é o mesmo, e a partida se divide em sets. Mas não há o sistema de vantagem,

o que torna o jogo mais rápido. Cada vez que um jogador deixa a bola cair dentro da sua área, é ponto para o adversário. A partida começa com um saque, que deve ser feito atrás da linha de fundo da quadra, em qualquer ponto, diferentemente do tênis, que tem uma área específica para isso. Quem completar quatro pontos primeiro ganhará o set. Para vencer o jogo nas disputas individuais, é necessário ganhar quatro sets. Nas partidas entre duplas, sairá vencedora a que conquistar cinco sets.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE