Gastronomia

Thiago Guerra e Felipe Rameh apostam na versatilidade com a recém-inaugurada Alma Chef

Além de espaço para aulas, eles mantêm um empório, uma padaria e um restaurante

Por: Guilherme Torres - Atualizado em

Gustavo Andrade/Odin
(Foto: Redação VejaBH)

Thiago Guerra e Felipe Rameh: o empreendimento vinha sendo projetado havia dois anos e meio

Os chefs Felipe Rameh e Thiago Guerra querem aguçar o apetite dos belo-horizontinos. Na última terça (24), eles abriram as portas da Alma Chef, uma casa gastronômica que reúne escola, empório, padaria e restaurante. Quem passar por lá - um imóvel de 700 metros quadrados na Rua Curitiba, em Lourdes - poderá degustar um cafezinho ou fazer um curso de culinária vietnamita. "Não há nada parecido na cidade, é um projeto no qual venho trabalhando há dois anos e meio", diz Rameh, sócio do restaurante Trindade. As aulas com os mestres-cucas custarão entre 150 e 220 reais e reunirão turmas com até quinze pessoas. "Noventa por cento dos alunos gostam de ficar ao redor do fogão, provar, falar de ingredientes, mas também têm interesses como novela e economia", afirma Rameh. "O clima é bastante intimista e informal." No espaço recém­-inaugurado, a estrutura é caprichada, com equipamentos de ponta. Três televisores de plasma exibem aos alunos do curso o que acontece dentro das panelas.

Além de aprenderem a comandar as caçarolas, os frequentadores da casa encontram ali tudo de que precisam para se aventurar no mundo da gastronomia - de livros e utensílios a ingredientes. A maior parte do primeiro andar do imóvel é tomada pelo empório, onde cerca de 300 produtos da linha exclusiva de importação do supermercado Verdemar dividem as prateleiras com sessenta itens de fabricação própria da Alma Chef, que incluem azeites aromatizados, compotas, massas artesanais e molhos. Lá também é possível encontrar as mussarelas da La Bufalina, especiarias orgânicas da Verdes Ilma Corrêa Orgânicos, carnes nobres da Beef Passion e pães artesanais da CumPanio.

Já no restaurante, um espaço com capacidade para acomodar até sessenta pessoas, a proposta é, como definem Rameh e Guerra, "cosmopolita". O cardápio mistura pratos das cozinhas italiana, francesa, espanhola, tailandesa, vietnamita e americana. De terça a sexta, haverá bufê executivo no almoço (R$ 34,50 por pessoa). De terça a sábado, à noite, o serviço será à la carte. Aos sábados e domingos, a Alma Chef abre seu espaço ao ar livre para servir parrilla e paella. Os dois chefs pretendem receber, a partir de agosto, grupos de até vinte pessoas para experimentar o menu degustação, com oito pratos preparados diante dos clientes. Uma vez por mês, eles querem contar com a visita de colegas conhecidos para comandar jantares-aula. "O Alex Atala, que é uma espécie de curador nosso, já garantiu que virá no segundo semestre", promete Rameh.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE