Cinema

Cinema: programação para os dias 01 a 07 de março

- Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

As Aventuras de Pi: Oscar de melhor diretor (Ang Lee), fotografia, trilha sonora e efeitos visuais

PRÉ-ESTREIAS

A PARTE DOS ANJOS, de Ken Loach (The Angels' Share, Inglaterra/França/Bélgica/Itália, 2012). Para escapar da prisão, um jovem delinquente escocês terá de prestar serviços comunitários. Seu mentor, porém, o introduz na arte da fabricação do uísque. O rapaz vira um expert e precisa decidir: torna-se um cara sério ou segue na vida bandida? A comédia saiu do Festival de Cannes com o Prêmio do Júri (101min). Estreia prevista para 8/3/2013. BH Shopping 10, Ponteio 4.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

O QUARTETO, de Dustin Hoffman (Quartet, Inglaterra, 2012). Comédia. Três cantores de ópera que moram num casarão para aposentados estão às voltas com uma apresentação a fim de arrecadar fundos para dar continuidade à moradia. Com a chegada da temperamental diva Jean (Maggie Smith), ex-esposa de Reggie (Tom Courtenay), a situação tende a melhorar. Mas será que ela vai se dispor a voltar aos palcos? Com Billy Connolly e Michael Gambon (98min). Estreia prevista para 8/3/2013. Belas Artes 3.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

ESTREIAS

✪ AMANHECER VIOLENTO, de Dan Bradley (Red Dawn, EUA, 2012). Em 1984, ano em que o filme original foi lançado, os inimigos eram os soviéticos e a Guerra Fria continuava ativa. Nesta refilmagem da fita de ação, os vilões, agora norte-coreanos e russos, caem do céu de paraquedas, tomam uma cidade da Costa Oeste e fazem os moradores reféns. Mas um grupo de jovens conseguiu escapar ao cerco e, refugiado nas montanhas, arma-se para preparar um contra-ataque. Entre eles estão os irmãos Jed e Matt, interpretados por Chris Hemsworth (o Thor) e Josh Peck. O dublê Dan Bradley estreia como diretor sem experiência na área. Diante de um roteiro que soa datado, essa patriotada americana se resume a diálogos risíveis enxertados entre cenas de tiroteios e explosões apenas barulhentas. Com Josh Hutcherson (93min). 12 anos. Estreou em 1º/3/2013. Dublado: Shopping Cidade 2, Shopping Estação 6. Legendado: BH Shopping 3, Del Rey 4, Shopping Estação 6.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪ BARBARA, de Christian Petzold (Barbara, Alemanha, 2012). Difícil entender por que este drama foi o vencedor do Urso de Prata de melhor direção no Festival de Berlim. Embora tenha um argumento atraente, o roteiro, escrito pelo próprio diretor, não se aprofunda em questões históricas importantes. Além de explorar superficialmente a situação vivida pela protagonista, a condução da trama, ambientada na década de 80, é morna e traz um desfecho conformista. Por querer deixar a Alemanha Oriental, a pediatra Barbara (Nina Hoss) recebe como punição a ordem de largar seu emprego num hospital em Berlim para atender numa clínica do interior. Lá, conhece seus novos colegas, entre eles o médico André (Ronald Zehrfeld). Barbara, contudo, tem planos de fugir para outro país (105min). 14 anos. Estreou em 1º/3/2013. Belas Artes 2.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪ COLEGAS, de Marcelo Galvão (Brasil, 2012). A comédia ganhou o Kikito de melhor filme no Festival de Gramado, além de faturar um prêmio especial do júri para os três protagonistas. Em narração de Lima Duarte, a história começa focando o drama vivido por eles. Stallone (Ariel Goldenberg), Aninha (Rita Pokk) e Márcio (Breno Viola) foram deixados numa instituição para portadores com síndrome de Down. Como Stallone é fanático por cinema, faz uma proposta aos amigos: fugir de lá e sair numa aventura no gênero de Thelma & Louise. Eles roubam um carro, assaltam lojas e bares com armas de brinquedo e, por isso, são perseguidos por dois policiais (Rui Unas e Deto Montenegro). Num clima de road movie, a fita passeia por belas locações no sul do país, chegando à Argentina. O trio até segura as pontas na interpretação, buscando a espontaneidade e a diversão em cena. Menos atraentes são os atores coadjuvantes e as situações por vezes constrangedoras vividas por eles (93min). 10 anos. Estreou em 1º/3/2013. DiamondMall 5, BH Shopping 7, Pátio Savassi 4, Shopping Cidade 3, Shopping Estação 5.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪ DEZESSEIS LUAS, de Richard LaGravenese (Beautiful Creatures, EUA, 2013). O primeiro livro da série de quatro volumes, escrito por Margaret Stohl e Kami Garcia e lançado pela Editora Record, ganhou uma adaptação para cair no agrado dos fãs de Crepúsculo. Assim como no romance de Stephenie Meyer, os protagonistas são jovens e vivem um amor emperrado. Motivos: ele é um rapaz certinho e ela vem de uma família de bruxas. Na fictícia cidade de Gatlin, na Carolina do Sul, Ethan (o insosso Alden Ehrenreich) tem poucas diversões. Por isso, fica logo atraído pela estranha gatinha Lena Duchannes (Alice Englert), a nova estudante de seu colégio. A adolescente de 15 anos só recebe desprezo dos colegas porque seu tio (papel de Jeremy Irons) tem má fama e um passado nebuloso. Lena, que possui poderes mágicos, resiste às cantadas de Ethan. Contudo, acaba cedendo e fazendo uma confissão: em seu 16º aniversário, virará feiticeira e, assim, poderá praticar bruxarias do mal. Embora falte carisma ao casal central, o filme, comparado à cinessérie Crepúsculo, mostra-se afiado no humor. Com Emma Thompson e Viola Davis (124min). 12 anos. Estreou em 1º/3/2013. Dublado: Betim Shopping 1, BH Shop­ping 1, Itaú Power 2 e 4, BH Shopping 2, Del Rey 3, Minas Shopping 6, Pampulha Mall 1 e 2, Pátio Savassi 6, Shopping Cidade 8, Shopping Estação 3, Shop­ping Norte 1, Via Shopping 3. Legendado: BH Shopping 2 e 8, Boulevard 3, Del Rey 1, Diamond­Mall 2, Minas Shopping 4, Paragem 2, Pátio Savassi 5 e 6, Shopping Cidade 4, Shopping Estação 3, Via Shopping 1.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ MARCELO YUKA - NO CAMINHO DAS SETAS, de Daniela Broitman (Brasil, 2011). A diretora seguiu o músico carioca Marcelo Yuka por oito anos e condensou 130 horas de gravações em 95 minutos. Então compositor e baterista da banda O Rappa, Yuka levou nove tiros ao tentar impedir um assalto no Rio de Janeiro em 9 de novembro de 2000. Ficou paraplégico, pensou em suicídio e, em meio a dores lancinantes, deixou o grupo após serem constatadas diferenças irreconciliáveis com o vocalista Falcão e os demais integrantes. Ele criou outro conjunto, o F.UR.T.O., deu continuidade aos projetos sociais e mudou seu estilo musical. Suas transformações são evidenciadas ao longo do documentário. Na aparência, Yuka ganhou alguns quilos; por dentro, continua o mesmo contestador de sempre - agora zen e praticante da meditação. Surpreendem a revolta em aceitar seu estado físico e o mea-culpa em negligenciar a fisioterapia. Ele batalhou ainda pelas pesquisas de células-tronco e jamais se considerou um exemplo de superação. Se o documentário estampa seu sorriso largo e o humor espirituoso, expõe a fragilidade da segurança pública (95 min). 12 anos. Estreia prevista para 1º/3/2013. Cine Centoequatro.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

EM CARTAZ

✪✪✪ O AMANTE DA RAINHA, Nikolaj Arcel (En Kongelig Affaera, Dinamarca/Suécia/República Checa, 2012). Indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro (perdeu para Amor), este drama traz uma caprichada produção de época para embalar um escândalo ocorrido na corte dinamarquesa no século XVIII. Princesa da Grã-Bretanha, Carolina Matilde (Alicia Vikander) casa-se com Cristiano VII (Mikkel Boe Folsgaard), rei da Dinamarca, em 1766. O matrimônio se consuma desajeitadamente, e ele prefere a companhia de cortesãs. Após o nascimento do filho, o tédio continua reinando no cotidiano de Carolina. Mas sua rotina tende a mudar quando ela conhece Johann Struensee (Mads Mikkelsen). Aconselhado por um amigo, esse doutor alemão torna-se médico oficial da corte e percebe estar diante de um monarca de personalidade frágil e considerado insano por seus conselheiros. Muito ligado ao novo amigo, Cristiano acaba aceitando suas sugestões de dar ao povo miserável melhores condições de vida. As mudanças provocam barulho nos bastidores da realeza. Carolina, no entanto, compartilha os ideais de Struensee e não tarda a virar sua amante. Sem pretensões originais, o diretor Nikolaj Arcel recria um episódio significativo da história de seu país seguindo uma fórmula acadêmica (137min). 14 anos. Estreou em 8/2/2013. Ponteio 4.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪✪ AMOR, de Michael Haneke (Amour, França/Alemanha/Áustria, 2012). Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, o drama do diretor de Caché e A Fita Branca também conquistou o Oscar de melhor produção estrangeira, além de ter recebido os cinco principais troféus no César (filme, diretor, roteiro, ator e atriz). O austríaco Haneke é um cineasta que não faz concessões e gosta de jogar a plateia em turbilhões emocionais por meio de narrativas secas e isentas de sentimentalismo. Em seu novo trabalho, o conflito ganha o aflitivo registro de uma realidade não rara aos idosos. Com praticamente dois (grandes) atores e apenas uma locação (um apartamento em Paris), o realizador tem o mérito de trazer à tona uma história de desenrolar triste e arrasador sem deixar a trama cair na monotonia. Simples, a história flagra o cotidiano de um casal de octogenários, George (Jean-Louis Trintignant, magnífico!) e Anne (Emmanuelle Riva), professores de música aposentados. Durante um café da manhã, Anne não esboça nenhuma reação. A partir daí, Haneke usa elipses para mostrar a finitude da personagem após sofrer um derrame. Isabelle Hup­pert interpreta a filha deles, preocupada com o estado de saúde da mãe e ausente nas horas mais angustiantes (127min). 14 anos. Estreou em 18/1/2013. Belas Artes 1.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪✪ AS AVENTURAS DE PI, de Ang Lee (Life of Pi, EUA/China, 2012). Nem mesmo o diretor Ang Lee acreditou quando foi anunciado como o vencedor do Oscar de melhor diretor - era quase certa a vitória de Steven Spielberg, por Lincoln. Mas a maior surpresa da cerimônia foi muito bem-vinda. Realizador de O Segredo de Brokeback Mountain, o taiwanês faz uma bela e encantadora adaptação do livro A Vida de Pi, do canadense Yann Martel. A beleza da aventura dramática não está só no enredo, que envolve a fé e o poder divino. Concentra-se, sobretudo, em imagens deslumbrantes - o filme ainda levou os troféus de melhor fotografia, efeitos visuais e trilha sonora. Nos dias de hoje, Pi, já na meia-idade (e interpretado por Irrfan Khan), relembra sua infância e adolescência para um escritor. Ele vivia na cidade de Pondicherry, no sudeste da Índia, com os pais e o irmão mais velho. Dona de um zoo­lógico, a família decidiu se mudar para o Canadá. Pi (agora na pele do irregular Suraj Sharma), porém, será colocado numa situa­ção-limite. Sem ir muito adiante na história, seu objetivo consistia em sobreviver num bote na companhia de um tigre-de-bengala (127min). 10 anos. Estreou em 21/12/2012. Dublado, em 3D: Boulevard 2, Paragem 1.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ AS AVENTURAS DE TADEO, de Enrique Gato (Las Aventuras de Tadeo Jones, Espanha, 2012, 90min). Trata-se de uma rara animação espanhola de boa qualidade a ganhar o circuito comercial. O diretor Enrique Gato não oculta sua fonte. No original, Tadeo tem o sobrenome Jones, uma óbvia referência a Indiana Jones. Assim como o personagem interpretado no cinema por Harrison Ford, Tadeo, um operário da construção civil, tem dons para a arqueologia. A oportunidade para mudar de profissão aparece quando ele se faz passar por um velho amigo e se manda para o Peru. Lá, vai ajudar a filha de um historiador a localizar Paititi, lendária cidade inca cujas relíquias de ouro desapareceram. Embora faltem ao protagonista carisma e humor, a fita ganha pontos pelo ritmo incessante de ação, virtude indispensável para entreter a criançada. Livre. Estreou em 8/2/2013. Dublado, em 3D: BH Shopping 1, Itaú Power 6, Minas Shopping 1, Pampulha Mall 6.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪ CIRQUE DU SOLEIL - OUTROS MUNDOS, de Andrew Adamson (Cirque du Soleil: Worlds Away, EUA, 2012). Teatro musical. Há um fiapo de história: a jovem Mia (Erica Linz) entra num parque de diversões, troca olhares com um acrobata (Igor Zaripov) e, durante a performance dele no circo, ocorre uma tragédia. O moço despenca e o solo o engole. Mia vai atrás e também acaba tragada pela areia do picadeiro. Ela encontra, então, universos oníricos - algo na linha de Alice no País das Maravilhas. Sem nenhum diálogo, têm início as coreo­grafias de O (1998), Kà (2005), Mystère (1993), Viva Elvis (2009), Criss Angel Believe (2008), Zumanity (2003) e The Beatles - Love (2006). Quem conhece o Cirque du Soleil sabe o que vai encontrar: artistas performáticos em números de gosto duvidoso, com excesso de luzes, fumacinha saindo pelos cantos do palco e trilha sonora meio étnica, meio new age. As estrelas, contudo, são poderosas no quesito força e elasticidade. Embora genérico, o enredo parece ter uma unidade visual e sonora até a chegada do capítulo dedicado aos Beatles. Nessa parte, a magia e a fantasia desandam e transformam o circo numa atração da Broad­way, embalada por canções como Blackbird e All You Need Is Love (91min). Livre. Estreou em 22/2/2013. Legendado, em 3D: Boulevard 6, Del Rey 2, Paragem 1, Shopping Estação 2.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪ DE CORAÇÃO ABERTO, de Marion Laine (À Coeur Ouvert, França/Argentina, 2012). Embora tenha feito o interessante Cópia Fiel, em 2010, Juliette Binoche anda mal em suas recentes escolhas. Depois dos decepcionantes Elles e A Vida de Outra Mulher, a grande atriz envolve-se aqui em mais um drama dispensável. Na trama, Juliette interpreta Mila, casada com Javier (Edgar Ramírez). Ambos são cirurgiões cardíacos e vivem uma união intensa. Quando Mila descobre estar grávida, eles têm opiniões contrárias a respeito do futuro. Enquanto ela prefere abortar, ele quer ter o filho. A discórdia vai agravar um problema de Javier. Como gosta muito de beber, acaba tornando-se um sujeito inconveniente e desprezado pelos colegas de profissão. Daí, é ladeira abaixo - tanto para o personagem quanto para a história (87min). 14 anos. Estreou em 15/2/2013. Belas Artes 3.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ DE PERNAS PRO AR 2, de Roberto Santucci (Brasil, 2012). A comédia De Pernas pro Ar ganhou uma continuação depois de ser vista por 3,5 milhões de pessoas em 2011. Boa notícia: o roteiro deixou de lado as baixarias da fita original para investir num enredo romântico. Ótima comediante, Ingrid Guimarães continua no papel de Alice, poderosa dona de sex shops em sociedade com a fogosa amiga Marcela (Maria Paula). Na inauguração de sua centésima loja, a protagonista tem um piripaque e desmaia. A causa é o stress. Para relaxar, Alice se obriga a ficar internada num spa de regras bastante rígidas. Nessa primeira parte da história, concentram-se os momentos de humor, sobretudo quando a workaholic heroína tenta driblar a segurança da clínica para continuar trabalhando. A segunda metade da trama, ambientada em Nova York e igualmente repleta de trechos divertidos, tende ao romantismo - Alice engana o marido (Bruno Garcia), o filho (Eduar­do Mello) e a empregada (Cristina Pereira) para abrir uma filial de sua rede em Manhattan. No fundo, ela quer dar atenção à família, mas sem abrir mão da profissão. No quesito originalidade, a fita fica no patamar do previsível. Exemplo: uma hilariante sequência ambientada num restaurante, em que Alice se divide entre a mesa do marido e a dos investidores gringos, parece requentada. Da fotografia à direção de arte, entretanto, a rea­lização ganhou um upgrade. E, embora tenha lá suas (raras) cenas de simulação de orgasmo e exibição de vibradores exóticos, o filme buscou no cotidiano da mulher moderna o tom para uma ficção plausível (98min). 14 anos. Estreou em 29/12/2012. Itaú Power 1, Shopping Norte 4.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪✪ Detona Ralph, de Rich Moore (Wreck-It Ralph, EUA, 2012). Detona Ralph conta a história de um vilão de um jogo de fliperama determinado a provar que pode ser um mocinho. Ralph quer muito ser tão adorado quanto seu adversário de jogo, o mocinho perfeito, Conserta-Felix Jr. O problema é que ninguém gosta de vilões. Mas todo mundo adora heróis… Então, quando surge um moderno jogo de tiro que mostra a perspectiva do protagonista, apresentando a personagem durona da Sargento Calhoun, Ralph encara o jogo como sua chance para o heroísmo e a felicidade. Dublado: Pampulha Mall 1.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪✪ DJANGO LIVRE, de Quentin Tarantino (Django Unchained, EUA, 2012). Embora tenha ficado de fora do páreo de melhor diretor, Quentin Tarantino recebeu um merecido Oscar de melhor roteiro original. Afinal, ele mexe na história americana misturando, com muito bom humor, escravidão e western-spaghetti. Há piadas politicamente incorretas (e, por isso, deliciosas), diálogos impagáveis, situações e personagens polêmicos, a exemplo do vilão vivido por Samuel L. Jackson. Numa incomum comédia dramática, Christoph Waltz interpreta o caçador de recompensas alemão Dr. Schultz, em 1858, três anos antes do início da Guerra Civil Americana. Quando encontra o escravo Django (Jamie Foxx), consegue libertá-lo e, juntos, vão atrás de três malfeitores com a cabeça a prêmio. A partir daí, Schultz e Django formam uma dupla inseparável, agora com um objetivo pessoal: resgatar a esposa de Django (papel de Kerry Washington), escrava de um fazendeiro cruel do Mississippi (Leonardo DiCaprio) que promove lutas mortais entre negros. Em meio a referências e homenagens, desponta uma sensacional trilha sonora, que mescla temas de Ennio Morricone e Luis Bacalov a canções pop. No elenco formidável, além de Samuel L. Jackson e Waltz (que ficou com o Oscar de melhor ator coadjuvante), sobressai a atuação de DiCaprio (165min). 16 anos. Estreou em 18/1/2013. BH Shopping 1, DiamondMall 4.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪ O DOBRO OU NADA, de Stephen Frears (Lay the Favorite, EUA/Inglaterra, 2012). Em sua nova comédia, o irregular diretor inglês de Alta Fidelidade e A Rainha assina um de seus trabalhos mais inconsistentes. Embora extraído do livro autobiográfico de Beth Raymer, o roteiro não consegue dar credibilidade à história. A afetada atuação de Rebecca Hall (de Vicky Cristina Barcelona), como se estivesse se inspirando em Marilyn Monroe, também não colabora para a veracidade. Frears prefere narrar a trajetória dela na base do humor. Dançarina particular de marmanjos babões, Beth decide largar o ofício e se mandar para Las Vegas a fim de virar garçonete. Contudo, tira a sorte grande ao ser contratada como assistente de Dink Heimowitz (Bruce Willis), que possui uma casa de apostas. Beth torna-se estrela da companhia após conquistar clientes. Há, porém, uma pedra em seu caminho: Tulip (Catherine Zeta-Jones), a ciumenta esposa do patrão. O que poderia render uma divertida rixa entre as rivais mostra-se uma aventura de situações arrastadas cujos assunto e desenlace têm pouca relevância (94min). 12 anos. Estreou em 22/2/2013. BH Shopping 10, Del Rey 6, Shopping Cidade 6, Shopping Estação 2.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ DURO DE MATAR - UM BOM DIA PARA MORRER, de John Moore (A Good Day to Die Hard, EUA, 2013). Bruce Willis estrela o quinto episódio da cinessérie de ação, um dos melhores e mais movimentados da franquia. Para quem gosta do gênero, é um programa de qualidade técnica inegável e, surpresa (!), há um roteiro com reviravoltas muito eficientes. Na pele do policial John McClane, Willis vai até a Rússia procurar pelo filho, com quem não tem a menor intimidade. Em Moscou, depara com o polêmico julgamento do perigoso Komarov (Sebastian Koch), um homem que possui um dossiê comprometedor. Após uma explosão no tribunal, o russo consegue ser libertado por Jack (Jai Coutney) - nada mais, nada menos que o filho do protagonista. Descobre-se aí a profissão do rapaz. Ele virou um espião da CIA e foi contratado para recuperar o material sigiloso de posse de Komarov. Acontece que há muito mais gente interessada em pôr as mãos na papelada. Além de ter piadinhas afiadas, o roteiro não dá trégua para o espectador respirar diante de cenas de perseguição impressionantes (97min). 12 anos. Estreou em 22/2/2013. Dublado: Betim Shopping 3, Big Shopping 2, BH Shopping 9, Minas Shopping 3, Pampulha Mall 3, Shopping Cidade 7, Shopping Estação 4, Shopping Norte 2, Via Shopping 5. Legendado: Itaú Power 3, BH Shop­ping 4, Boulevard 4, Del Rey 5, DiamondMall 3, Minas Shopping 3, Paragem 3, Pátio Savassi 2 e 8, Shopping Cidade 5, Shopping Estação 4.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪✪ E SE VIVÊSSEMOS TODOS JUNTOS?, de Stéphane Robelin (Et Si On Vivait Tous Ensemble?, França/Alemanha, 2011). Drama. Na região da Grande Paris vivem os casais Jean e Annie (Guy Bedos e Geraldine Chaplin) e Albert e Jeanne (Pierre Richard e Jane Fonda) mais o viúvo paquerador Claude (Claude Rich). Amigos há décadas, eles são felizes, mas os sinais da idade começam a aparecer. Jeanne tem um câncer terminal, mas decidiu não contar a Albert, que já apresenta lapsos de memória. Claude, afeito a transas com garotas de programa, não possui o mesmo coração da juventude. Parte, então, de Jean e Annie, ambos com a saúde em dia, a proposta de todos morarem juntos na casa deles. Além da ajuda mútua, a vida comunitária permite a troca de experiências e um contato diário próximo. O grupo contrata um jovem alemão (Daniel Brühl) para auxiliá-lo. Para um ator idoso, deve ser um prazer imenso interpretar um ótimo personagem principal. Com gosto e rugas no rosto (exceto a esticada Jane Fonda), o elenco mostra-se afinado e com fôlego de sobra. Entre a graça e a morte iminente, o diretor e roteirista Stéphane Robelin comanda seu segundo longa-metragem sem choro nem vela. Prefere fazer um registro real da velhice oferecendo reflexões prudentes e comoções contidas (96min). 14 anos. Estreou em 12/10/2012. Belas Artes 3.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ FLORES DO ORIENTE, de Zhang Yimou (Jin líng shí san chai, China, Hong Kong, 2011). Parece que o diretor chinês Zhang Yimou deixou de lado o exotismo das produções épicas, como Herói e O Clã das Adagas Voadoras. Também foi lançado por aqui seu penúltimo longa-metragem, A Árvore do Amor, um belo romance ambientado na China da era Mao Tsé-tung, em meados dos anos 60. Igualmente em registro realista, mas agora com tintas trágicas, Yimou traz à tona mais um momento histórico de seu país no drama Flores do Oriente. A trama desenrola-se durante a invasão militar japonesa da cidade de Nanquim, em 1937. O massacre resultou na morte de cerca de 300 000 civis, além do estupro de mulheres e crianças. Em enérgica direção, Yimou dá conta de relembrar o episódio da ocupação dos japoneses nos primeiros estonteantes minutos. Em seguida, foca os personagens. Christian Bale interpreta John Miller, um coveiro americano pego de surpresa em meio a tiroteios e explosões. Para sobreviver ao extermínio, ele se passa por padre e consegue refúgio numa igreja católica, território neutro no combate. Embora falso e oportunista, Miller vira zelador de um grupo de estudantes religiosas. A situação beira o caos quando treze prostitutas exigem abrigo, e Miller, encantado pela líder delas (a linda estreante Ni Ni), joga seu charme de cafajeste para levá-la para a cama. O realizador mostra os japoneses com a mesma brutalidade dos nazistas. Falta-lhe ainda um pouco de sutileza na transformação do protagonista: de beberrão mau-caráter a herói das oprimidas. A história, porém, sustenta o interesse do começo ao fim - nem dá para sentir suas mais de duas horas de duração. Os conflitos entre as meninas virgens e as abusadas cortesãs rendem momentos menos pesados. No terço final, uma inesperada reviravolta traz ingredientes para comover a plateia. Esse não é o melhor filme dos 25 anos de carreira de Yimou. Contudo, a iniciativa de abandonar a fantasia para abraçar a realidade mostra-se, por enquanto, favorável (146 min). 16 anos. Estreou em 25/5/2012. Pátio Savassi 1.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪ FOGO CONTRA FOGO, de David Barrett (Fire with Fire, EUA, 2012). Jeremy Coleman (Josh Duhamel) presencia um duplo homicídio cometido por David Hagan (Vincent D'Onofrio), mafioso líder de uma organização ariana. Bombeiro em Long Beach, na Califórnia, Coleman é o único que pode reconhecer o assassino e, assim, colocá-lo na cadeia. O rapaz aceita o pedido do detetive Mike Cella (Bruce Willis) para entrar num programa de proteção a testemunhas. Ele muda de identidade e vai morar em Nova Orleans. Lá, apaixona-se por uma agente federal, interpretada por Rosario Dawson. O bandido, porém, consegue localizar Coleman e parte para uma revanche. Até aí, o thriller, embora pouco surpreendente, consegue entreter. Não tarda a virar um derivativo das tramas de justiça com as próprias mãos. Bem morno, o desfecho chega a constranger de tão óbvio (97min). 14 anos. Estreou em 8/2/2013. Dublado: Big Shopping 4, Shopping Norte 3.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪✪ A HORA MAIS ESCURA, de Kathryn Bigelow (Zero Dark Thirty, EUA, 2012). O drama trata da caçada ao terrorista Osama bin Laden, morto por uma equipe da Marinha americana em maio de 2011. Para dar estofo verídico ao projeto, o roteirista Mark Boal foi em busca de testemunhas com intuito de recriar fielmente a história. Chegou-se, então, à personagem de Maya, uma então novata agente da CIA cuja identidade continua em sigilo. Interpretada por Jessica Chastain, Maya começa presenciando, no Paquistão, em 2003, a tortura de um prisioneiro ligado à Al Qaeda. A partir daí, o espectador acompanha, por oito anos, sua jornada para localizar Bin Laden. Maya mostra-se perseverante, inclusive para encarar seus chefes quando uma pista dá quase como certo o esconderijo dele: uma fortaleza ao norte de Islamabad. Kathryn Bigelow levou o Oscar de melhor direção três anos atrás por Guerra ao Terror. Mais afiada, conduz um enredo-reportagem sem concessões sentimentais. Indicado a cinco categorias no Oscar, incluindo melhor filme, levou apenas o merecido prêmio de edição de som (157min). 14 anos. Estreou em 15/2/2013. BH Shopping 10, Pátio Savassi 2.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

INATIVIDADE PARANORMAL, de Michael Tiddes (A Haunted House, EUA, 2013). A mesma turma que criou Todo Mundo em Pânico, As Branquelas e O Pequenino volta com uma nova comédia para satirizar as fitas de terror. Na trama, o casal Malcolm e Keisha (papéis de Marlon Wayans e Essence Atkins) se muda para a casa de seus sonhos. Tudo segue tranquilo até o aparecimento de um demônio, que teima em possuir sexualmente a moradora (86min). 12 anos. Estreou em 1º/2/2013. Dublado: Itaú Power 1, Minas Shopping 2, Shopping Cidade 1, Via Shopping 4. Legendado: Big Shopping 3.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ INDOMÁVEL SONHADORA, de Benh Zeitlin (Beasts of the Southern Wild, EUA, 2012). É o primeiro longa-metragem do diretor nova-iorquino e a estreia dos protagonistas: a menina Quvenzhané Wallis (indicada ao Oscar de melhor atriz) e Dwight Henry, que interpreta o pai da personagem - ambos carregam uma autenticidade ímpar em papéis difíceis. Todos os outros coadjuvantes também nunca tinham feito cinema. Trata-se de um drama (por vezes fantasioso, sob o ponto de vista da garota) de uma das regiões mais pobres e castigadas dos Estados Unidos. Chamado pelos personagens de Banheira, o alagado localiza-se no extremo sul da Louisiana. No lugar, os poucos moradores sobrevivem matando animais para comer e enchendo a cara a fim de transformar realidade em ficção. Criada pelo pai - sua mãe foi embora de lá - nesse ambiente inóspito, Hushpuppy (Quvenzhané) conversa com os bichos e enxerga beleza onde não há. Para piorar a situação, uma tempestade anuncia uma inundação irreversível. Sem apelar à pieguice, o realizador, inspirado em texto teatral, apresenta tema e cenários originais pondo a plateia diante de um cotidiano devastador (93min). 12 anos. Estreou em 22/2/2013. BH Shopping 6, Boulevard 2, DiamondMall 6, Ponteio 3.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪ JOÃO E MARIA - CAÇADORES DE BRUXAS, de Tommy Wirkola (Hansel and Gretel - Witch Hunters, EUA/Alemanha, 2013). Do conto dos irmãos Grimm, só sobraram os nomes dos personagens e o início da história. Completamente modificado para o tipo de aventura de fantasia vigente hoje em Hollywood, o conto de fadas virou atração de gente grande. Adolescentes também podem curtir a trajetória dos irmãos João e Maria (no original, Hansel e Gretel). Abandonados pelo pai na floresta, eles acabam encontrando uma casa forrada de doces. Encantados, entram na misteriosa residência e são capturados por uma feiticeira. João e Maria, contudo, conseguem jogá-la na fogueira e, adultos (interpretados por Jeremy Renner, de Guerra ao Terror, e Gemma Arterton), viram especialistas em caçar bruxas. Numa aldeia medieval, eles são contratados pelo prefeito para encontrar crianças raptadas pelas vilãs. Há certo humor na trama e apelos modernosos na adaptação, como o uso de potentes metralhadoras para matar as inimigas. Fam­ke Janssen, sob horrenda maquiagem, faz a bruxa mais poderosa (83min). Estreou em 25/1/2013. Dublado: Betim Shopping 2, Del Rey 6, Shopping Cidade 6, Shopping Estação 1, Via Shopping 2. Dublado, em 3D: Big Shopping 5, Boulevard 6, Itaú Power 6, Del Rey 2, Minas Shopping 1, Pampulha Mall 6. Legendado: Pátio Savassi 3, Shopping Estação 1.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ O LADO BOM DA VIDA, de David O. Russell (Silver Linings Playbook, EUA, 2012). Das oito indicações ao Oscar, a comédia dramática conquistou apenas o prêmio de melhor atriz, para a jovem Jennifer Lawrence, de 22 anos. Na trama, extraída do livro homônimo de Matthew Quick, lançado pela editora Intrínseca, o professor Pat (Bradley Cooper) sai de um hospital psiquiátrico de Baltimore após uma internação de oito meses - o moço teve um surto de violência e foi diagnosticado com transtorno bipolar. A convivência com os pais (Robert De Niro e Jacki Weaver) configura-se em desordem. Incomodamente eufórico, Pat não para de falar, de correr, de procurar coisas pelos cantos da casa... Recusa-se a tomar remédios e está inconformado por ter sido obrigado por um juiz a ficar longe da esposa. O encontro casual com Tiffany (Jennifer) vai alterar sua rotina de obsessões. Essa jovem ficou viúva e caiu na boca do povo por fazer muito sexo sem compromisso. A primeira metade do filme mostra-se bem mais afiada, pelo registro psicológico de duas pessoas problemáticas sem travas na língua. O roteiro, contudo, abre mão de aprofundar o assunto, tirando de campo o drama e o humor negro para entrar na esfera do romantismo. Embora agrade a variadas plateias, a fita vai permanecer na memória pela atuação esfuziante de Bradley Cooper e Jennifer Lawrence. Se não houvesse tamanha sintonia entre eles, talvez o resultado fosse menos promissor (122min). 14 anos. Estreou em 1º/2/2013. Itaú Power 5, BH Shopping 6, Boulevard 1, Del Rey 7, DiamondMall 1, Minas Shopping 5, Paragem 5, Pátio Savassi 1, Ponteio 2, Shopping Cidade 1.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ LINCOLN, de Steven Spielberg (Lincoln, EUA, 2012). O longa-metragem com o maior número de indicações ao Oscar (doze no total) foi o que menos rendeu na premiação. Além do troféu de melhor direção de arte, levou o esperado Oscar de melhor ator para Daniel Day-Lewis, o terceiro de sua carreira. Sem esconder sua origem literária, o drama torna-se um programa arrastado e para um público restrito - não se trata de uma cinebiografia, e, sim, do registro de um importante momento da história americana, a respeito de como o presidente americano Abraham Lincoln (1809-1865) conseguiu uma emenda na Constituição para abolir a escravidão no país. Em atípica direção contida, Spielberg, sem privilegiar o espetáculo nem o sentimentalismo característico de sua filmografia, comanda atores formidáveis, como Hal Holbrook (Na Natureza Selvagem) e Tommy Lee Jones. Em longos diálogos, o roteiro enfoca os últimos quatro meses de vida de Lincoln e as manobras políticas para atingir seu intento (150min). 12 anos. Estreou em 25/1/2013. Itaú Power 5, DiamondMall 6, Minas Shopping 5, Paragem 4, Shopping Cidade 3.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ LIV & INGMAR - UMA HISTÓRIA DE AMOR, de Dheeraj Akolkar (Liv & Ingmar, Noruega, Inglaterra, Índia, 2012). Ingmar Bergman (1918-2007) é um dos mais importantes cineastas da história, autor de clássicos como O Sétimo Selo (1957) e Fanny & Alexander (1982). Liv Ullmann, de 74 anos, foi sua maior musa. Eles viveram juntos por cinco anos, tiveram uma filha e foram parceiros em dez longas-metragens. Liv abordou o relacionamento amoroso no livro autobiográfico Mutações, de 1976. Achava que tinha encerrado o assunto por aí. Por insistência do realizador indiano Dheeraj Akolkar, a atriz concordou em dar uma extensa entrevista e rememorar o envolvimento e o trabalho com Bergman no documentário Liv & Ingmar - Uma História de Amor. A presença da estrela faz toda a diferença. Embora haja foco na carreira de ambos, com cenas de algumas de suas fitas, o filme possui uma voltagem íntima e confessional - Liv fica boa parte do tempo em cena para despejar alegrias e ressentimentos a respeito da vida conjugal. Entre os dissabores estão os dois anos vivendo totalmente isolados na sueca Ilha de Faro. Ciumento e controlador, Bergman chegou a construir um muro alto ao redor da casa para impedir qualquer bisbilhotagem. Sua docilidade, contudo, fica comprovada em uma sequência tocante: na mesma residência, Liv achou o ursinho dele e, escondida na pelúcia, havia uma carta que ela enviara muito tempo antes. Bergman era sentimental, conclui-se. O romance começou em 1965, ano em que Liv, então uma jovem atriz de teatro de 26 anos, foi filmar Quando Duas Mulheres Pecam (também conhecido como Persona). Renomado no meio, Bergman tinha 46 anos. Como eles eram casados, a história chegou rapidinho aos jornais. Mesmo depois da separação, os dois continuaram amigos por quase quatro décadas e foram cúmplices em belos filmes, como Gritos e Sussurros, Cenas de um Casamento e Sonata de Outono. Com lágrimas nos olhos, Liv fala dos últimos suspiros de Bergman, o homem, o amigo e o diretor que, certamente, deixaram um vazio em seu coração (83 min). Livre. Estreou em 22/2/2013. Belas Artes 3.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ OS MISERÁVEIS, de Tom Hooper (Les Misérables, Inglaterra, 2012). É preciso gostar do gênero musical para embarcar neste drama totalmente cantado, escrito pelos franceses Alain Boublil e Claude-Michel Schönberg em 1980, com base no livro homônimo de Victor Hugo, publicado em 1862. Diretor de O Discurso do Rei, Tom Hooper foca a ação na França do século XIX e flagra a tortuosa trajetória de Jean Valjean (Hugh Jackman). Preso por dezenove anos por roubar um pão, ele é posto em liberdade e consegue a salvação com a ajuda de um bispo. Anos depois, Valjean mudou de identidade, virou um pequeno empresário e prefeito de uma cidade. O novo homem, porém, ainda carrega o dom da caridade e, por isso, ajuda a criar a filha da costureira Fantine (Anne Hathaway). Quando menos espera, Valjean passa a ser vigiado por Javert (Russell Crowe), o policial dos tempos de prisão que nunca acreditou em sua regeneração. Além da primorosa atuação de Anne Hathaway na canção I Dreamed a Dream (cujo desempenho lhe valeu o Oscar de melhor atriz coadjuvante), o longa-metragem emociona e empolga por mais que sua duração seja excessiva. A fita ainda faturou os prêmios de melhor mixagem de som e melhor maquiagem/penteados (158min). 14 anos. Estreou em 1º/2/2013. Boulevard 1, Del Rey 7, DiamondMall 6, Pampulha Mall 5, Pátio Savassi 3, Ponteio 2, Shopping Norte 5.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪ MEU NAMORADO É UM ZUMBI, de Jonathan Levine (Warm Bodies, EUA, 2013). Hollywood anda buscando algo na linha de Crepúsculo para ocupar o lugar da rentável cinessérie extraída dos livros de Stephenie Meyer. Este terror romântico, inspirado no livro Sangue Quente, de Isaac Marion, lançado pela editora Leya Brasil, é uma tentativa e pode agradar (só) aos adolescentes. Começa muito bem a história desoladora de R (Nicholas Hoult), um jovem zumbi que vive com seu bando num aeroporto abandonado. Pouco se sabe sobre o motivo de eles terem se tornado mortos-vivos. A fim de se protegerem, os humanos criaram um muro em volta de uma cidade americana. Numa saída em busca de carne fresca, R acaba matando o namorado (Dave Franco) de Julie (Teresa Palmer). Ao comer seu cérebro, passa a ter as lembranças da vítima. Não dá outra: o rapaz fica apaixonado pela garota e a leva para viver com ele. Aos poucos, Julie percebe que, por trás de um corpo frio, existe um coração quente. Além de erros de continuidade, a baba romântica domina a atração com um desfecho meloso (97min). 10 anos. Estreou em 8/2/2013. Dublado: Itaú Power 5.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

O REINO GELADO, de Vlad Barbe e Maksim Sveshnikov (Snezhnaya Koroleva, Rússia, 2012). Na animação russa, a maldosa Rainha da Neve, na intenção de ter um mundo novo, mandou congelar o planeta. A única ameaça à vilã vem do vidreiro Vegard, pois os espelhos feitos por ele conseguem refletir a alma das pessoas. Vingativa, a rainha manda raptar Vegard e sua mulher. O tempo passa. Agora crescidos, os filhos do salvador têm a chance de vingar o desaparecimento de seus pais e deixar o mundo como era antes (76min). Livre. Estreou em 22/2/2013. Dublado, em 3D: Del Rey 2, Minas Shopping 2, Pampulha Mall 6, Paragem 1, Pátio Savassi 3, Shopping Cidade 5, Shopping Estação 2, Via Shopping 4.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪ O SOM AO REDOR, de Kleber Mendonça Filho (Brasil, 2012). Embora a crônica recifense traga elementos atuais e contundentes, o disperso roteiro do drama pouco aprofunda temas oportunos. Como existem muitos personagens, as subtramas se perdem e são mal resolvidas. A condução ganha, portanto, ritmo arrastado. Há ainda sequências totalmente dispensáveis - um corte mais afiado na montagem cairia bem. Em pouco mais de duas horas, o diretor e roteirista apresenta um bairro do Recife e seus vários moradores. Entre eles está Bia (Maeve Jinkings), casada e mãe de duas crianças, cujo tormento consiste nos latidos do cachorro da casa ao lado. Já o corretor de imóveis João (Gustavo Jahn) mora num condomínio de classe média, é órfão, tem um primo bandido (Yuri Holanda) e está começando uma relação com Sofia (Irma Brown). Como a região onde moram anda sofrendo com uma onda de roubos, uma milícia particular, liderada pelo segurança Clodoaldo (Irandhir Santos), aparece na área a fim de oferecer vigilância paga. Irandhir e W.J. Solha (que faz o avô de João) seguram as pontas, mas a maioria dos atores é fraca (131min). 16 anos. Estreou em 4/1/2013. Cine Centoequatro.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪ TAINÁ - A ORIGEM, de Rosane Svartman (Brasil, 2013). Um roteiro banal é o maior problema da terceira aventura da indiazinha Tainá, personagem dos longas-metragens de 2001 e 2004. Como indica o título, este terceiro episódio se volta ao surgimento da pequena guerreira da Amazônia, agora interpretada pela fofa Wiranu Tembé. Encontrada ainda bebê por Vô Tigê (Gracindo Junior), a garota órfã vai enfrentar um vilão em sua nova missão. Vitor (Guilherme Berenguer) quer derrubar a árvore sagrada da floresta, local onde a mãe de Tainá a deixou. A melhor parte da história é o encontro da protagonista com Laurinha (Beatriz Nos­koski), menina da cidade grande que está de passagem pela Amazônia para visitar o avô, papel de Nuno Leal Maia (83min). 10 anos. Estreou em 8/2/2013. Betim Shopping 3, Big Shopping 4, Itaú Power 3, BH Shopping 9, DiamondMall 4, Minas Shopping 2, Pampulha Mall 4, Paragem 4, Via Shopping 4.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ As Vantagens de Ser Invisível, de Stephen Chbosky (The Perks of Being a Wallflower, EUA, 2012). Americano de 42 anos, Chbosky já se aventurou pelo cinema e pela TV. Dirigiu um longa-metragem em 1995 (The Four Corners of Nowhere), escreveu o roteiro do musical Rent (2005) e foi um dos criadores do seriado Jericho. Seu melhor desempenho, porém, está na adaptação para o cinema do livro homônimo de sua autoria, lançado no Brasil pela editora Rocco. Também diretor, ele transformou seu romance em um pequeno grande filme. A sensibilidade da literatura passou para as telas sem escalas. Na trama, Charlie (Logan Lerman, o D'Artagnan de Os Três Mosqueteiros) é um rapaz de 15 anos cujo melhor amigo cometeu suicídio. Na escola, os colegas nem o notam. Sua vidinha besta, contudo, vai sofrer uma guinada quando ele conhece Patrick (o ótimo Ezra Miller, protagonista de Precisamos Falar sobre o Kevin) e Sam (Emma Watson, a Hermione de Harry Potter), que enxergam nele uma pessoa bacana e decidem arrancá-lo da solidão. Mesmo entre um e outro clichê, esse rito de passagem da adolescência para a vida adulta encanta. Estão lá as dúvidas existenciais, o primeiro beijo, a balada de estreia... Talvez pelo assunto atemporal, Chbosky não situa exatamente o ano da história. Oitentista, a deliciosa trilha sonora ataca de The Smiths, Cocteau Twins e Crowded House e há um sublime Bowie retrô (Heroes). Quando o roteiro casa cenas tocantes com a música pop, a emoção cresce conforme o volume aumenta (103 min). 14 anos. Estreou em 19/10/2012. DiamondMall 4.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

✪✪✪ O VOO, de Robert Zemeckis (Flight, EUA, 2012). O tenso drama flui muito bem em suas mais de duas horas e, por incrível que pareça, sua gordurinha surge apenas nas duas últimas cenas. Sem ela, a fita do craque Robert Zemeckis (Forrest Gump) perderia seu sentimentalismo barato. Denzel Washington, que concorreu ao Oscar de melhor ator, interpreta Whip Whitaker, um piloto divorciado que, embora experiente na profissão, se viciou em álcool e drogas. Durante um voo em um avião avariado, Whitaker faz um pouso forçado em uma das sequências aéreas mais eletrizantes do cinema (quem viu Náufrago sabe do que Zemeckis é capaz). Saldo: 96 sobreviventes e seis mortos. O comandante sai da tragédia como herói, mas carrega uma culpa enorme - ele estava sob efeito de cocaína e duas doses de vodca. A partir daí, a trama se abre em dois caminhos: enfoca o dilema de Whitaker e mostra as tentativas da companhia aérea e do sindicato para abafar o caso. Kelly Reilly aparece como uma drogada a fim de abandonar o vício e, posteriormente, vira interesse romântico do protagonista. A personagem, contudo, pouco acrescenta à história (138min). 14 anos. Estreou em 8/2/2013. Betim Shopping 2, Pampulha Mall 4, Pátio Savassi 8.

+ Clique aqui para conferir os horários deste filme

Cotações | Péssimo ← | Fraco ✪ | Regular ✪✪ | Bom ✪✪✪ | Muito bom ✪✪✪✪ | Excelente ✪✪✪✪✪

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE