Cinema

Diretor de trabalhos marcantes, Ridley Scott se perde na condução de O Conselheiro do Crime

Apesar do elenco estelar, longa do cineasta parece à deriva

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Michael Fassbender e Javier Bardem: amizade à prova em negócios escusos

Avaliação ✪

Festejado escritor de A Estrada e Onde os Fracos Não Têm Vez, Cormac McCarthy é o roteirista de O Conselheiro do Crime, 21º longa-metragem do diretor inglês Ridley Scott. O cineasta, embora tenha altos e baixos na carreira, poucas vezes parece tão desconfortável e perdido diante de um texto à deriva. Junto de um elenco estelar, o competente Michael Fassbender (de Shame) segura as pontas. Ele interpreta o tal conselheiro do título, o advogado de Reiner (Javier Bardem), um narcotraficante de camisas espalhafatosas e tiques estereotipados de machão latino. O protagonista está loucamente apaixonado e quer se casar com Laura (Penélope Cruz) — a bela cena de abertura traz o casal sob os lençóis. Ao descobrir por meio de Westray (Brad Pitt) que pode estar caindo numa fria por trabalhar para um crimonoso, o conselheiro repensa seu destino. Atenção à furada: há um número excessivo de personagens (incluindo uma importante participação de Cameron Diaz), conflitos inconclusivos e uma narrativa sonolenta. Direção: Ridley Scott (The Counselor, EUA/Inglaterra, 2013, 117min). 16 anos. Estreou em 25/10/2013.

Dublado: Shopping Estação 5. Legendado: Boulevard 5, Del Rey 5, DiamondMall 4, Pátio Savassi 7, Shopping Cidade 8.

Cotações | Péssimo ← | Fraco ✪ | Regular ✪✪ | Bom ✪✪✪ | Muito bom ✪✪✪✪ | Excelente ✪✪✪✪✪

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE