Cinema

Mostra Filme em Minas exibe produções cinematográficas feitas no estado

Trinta obras compõem a programação no cine Humberto Mauro

Por: João Renato Faria - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Cada vez mais intensa, a produção cinematográfica do estado ganha um festival exclusivo. Em cartaz no Cine Humberto Mauro desde segunda (14), a mostra gratuita Filme em Minas traz trinta longas, médias e curta-metragens feitos desde 2005. Parte das comemorações dos 60 anos da Cemig, que patrocinou todas as obras, o evento tem programação variada, com vários premiados em festivais na escalação.

O diretor Cao Guimarães marca presença com os filmes Andarilho, que será exibido nesta terça (15) e A Alma do Osso, no sábado (19). Os filmes do efervescente Coletivo Teia também estão presentes na escalação, com destaque para A Falta que me Faz e Acácio, de Marília Rocha, nesta quarta (16), O Céu Sobre os Ombros, de Sérgio Borges, na quinta (17) e Girimunho, feito por Clarrisa Campolina e Helvécio Marins Jr., que fecha a programação no domingo (20).

Os curtas ganharam três sessões esclusivas, que variam entre quatro e cinco filmes, enquanto os médias ganharam uma sessão na sexta. Um dos destaques destas sessões é o curta Nascentes, de Helvécio Marins Jr., que ganhou treze prêmios em festivais no Brasil e no exterior. Os ingressos para todas as sessões são distribuidos meia hora antes do início das exibições.

Confira a programação completa:

Segunda-feira, dia 14

17h - Margens, de Leandro HBL

21h - Batismo de Sangue, de Helvécio Ratton

Terça-feira, dia 15

17h - O Andarilho, de Cao Guimarães

19h - Sessão Curtas 1: Balanços e Milkshakes, de Erick Ricco e Fernando Mendes, Tricoteios, de Eduardo Moreira, Nascente, de Helvécio Marins Jr., Andrômeda, de Carlosmagno Rodrigues

21h - Os Residentes, de Tiago Mata Machado

Quarta-feira, dia 16

17h - Sessão Curtas 2: Dona Sônia pediu uma arma para seu vizinho Alcides, de Gabriel Martins, O Céu no Andar de Baixo, de Leonardo Cata Preta, Pólis, de Marcos Pimentel, Até Que Chegue o Fresco do Dia, de Simone Cortezão, Marambé, de Fernanda Salgado

18h30 - A Falta Que Me Faz, de Marília Rocha

20h - Acácio, de Marília Rocha

Quinta-feira, dia 17

19h30 - Sessão Curtas 3: Permanências, de Ricardo Alves Jr., Mercúrio, de Sávio Leite, Queda, de Pablo Lobato, O Homem Provisório, de Gibi Cardoso

21h - O Céu Sobre os Ombros, de Sérgio Borges

Sexta-feira, dia 18

17h - Fronteira, de Rafael Conde

19h - Sessão Médias: Notas Flanantes, de Clarissa Campolina, A Hora do Primeiro Tiro, de Gustavo Jardim

21h - Nos Olhos de Mariquinha, de Cláudia Mesquita e Júnia Torres

Sábado, dia 19

16h - A Alma do Osso, de Cao Guimarães

18h - Mutum, de Sandra Kogut

20h - 5 Frações de Uma Quase História, de Armando Mendz, Cristiano Abud, Cris Azzi, Guilherme Fiúza, Lucas Gontijo e Thales Bahia

Domingo, dia 20

16h - O Quadrado de Joana, de Tiago Mata Machado

18h - Roda, de CarlaMaia e Raquel Junqueira

20h - Girimunho, de Clarissa Campolina e Helvécio Marins Jr.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE