Cinema

Programação de cinema para os dias 15 a 21 de junho

Por: Tiago Faria - Atualizado em

Cotações | Péssimo ← | Fraco ✪ | Regular ✪✪ | Bom ✪✪✪ | Muito bom ✪✪✪✪ | Excelente ✪✪✪✪✪

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Os melhores filmes*

1 ✪✪✪✪ A Primeira Coisa Bela

2 ✪✪✪ Deus da Carnificina

3 ✪✪✪ Prometheus

4 ✪✪✪ A Delicadeza do Amor

5 ✪✪✪ Homens de Preto 3

6 ✪✪✪ Cairo 678

7 ✪✪✪ Madagascar 3

8 ✪✪✪ Paraísos Artificiais

9 ✪✪✪ Branca de Neve e o Caçador

10 ✪✪✪ Flores do Oriente

* que estrearam nos últimos quatro meses

PRÉ-ESTREIA ✪✪✪✪ A PRIMEIRA COISA BELA, de Paolo Virzi (La Prima Cosa Bella, Itália, 2010). Uma das fitas mais belas e sensíveis dos últimos anos chega às telas daqui com certo atraso — o drama foi indicado pela Itália para concorrer a uma vaga no Oscar de filme estrangeiro em 2011. Da recriação de época ao roteiro cativante, nada escapa ao olhar sincero com que o diretor Paolo Virzi retrata as reviravoltas na vida de uma família. A trama se passa em duas épocas distintas. Na Roma dos dias atuais, o professor Bruno (Valerio Mastandrea) é procurado por sua irmã, Valeria (Claudia Pandolfi). Ela quer que ele retorne a Livorno para visitar a mãe, Anna (Stefania Sandrelli). Com a saúde debilitada, ela está à beira da morte. Meio a contragosto, Bruno vai até lá. Alternando passado e presente, a história retorna a 1971 para flagrar os motivos do afastamento entre Bruno e Anna (agora vivida por Micaela Ramazzotti), que foi abandonada pelo marido por sua extrema simpatia e fez de tudo para criar sozinha as duas crianças (papéis de Giacomo Bibbiani e Aurora Frasca) (122min). 12 anos. Estreia prometida para 22/6/2012. Belas Artes 3.

Confira os horários das salas de cinema

ESTREIA ✪✪✪ PROMETHEUS, de Ridley Scott (Prometheus, EUA, 2012). O diretor inglês levou três décadas para voltar à ficção científica, filão que havia deixado de lado desde Blade Runner, o Caçador de Androides (1982). Não à toa, o retorno ao universo de Alien, o Oitavo Passageiro (1979), uma de suas melhores criações, se tornou um dos lançamentos mais aguardados do ano pelos fãs do gênero. Até eles, desta vez, devem se surpreender com o grau de ambição do projeto. Sem se limitar ao horror, o cineasta pretende conjugar o clima angustiante do original com reflexões filosóficas herdadas de clássicos como Solaris (1972) e 2001 — Uma Odisseia no Espaço (1968). O resultado, como era de esperar, raramente fica à altura de tanta pretensão. Se as divagações sobre a origem da humanidade esbarram no vazio, mais poderosas são as cenas de angústia e terror físico, que grudam o público na poltrona ao reprisar elegantemente o modelo do primeiro episódio da série. Isolada na nave espacial Prometheus em 2089, trinta anos antes dos acontecimentos de Alien, uma equipe de pesquisadores investiga a existência de vida em outros planetas. À frente do time, os arqueólogos Elizabeth Shaw (personagem defendida com bravura por Noomi Rapace) e Charlie Holloway (Logan Marshall-Green) usam como mapa antigas pinturas rupestres. Ao desembarcarem em um mundo cinzento, descobrem os vestígios de uma civilização alienígena, aniquilada por um inimigo monstruoso. No papel de um androide demasiado cortês, Michael Fassbender (de Shame) compõe uma das grandes atuações do ano. Com Charlize Theron e Guy Pearce. (124min). 14 anos. Estreou em 15/6/2012. Dublado: Betim Shopping 2, Itaú Power 5, Minas Shopping 6, Via Shopping 3. Dublado, em 3D: Big Shopping 5, Itaú Power 6, Boulevard 6, Del Rey 2, Minas Shopping 2, Pampulha Mall 6, Shopping Cidade 5, Shopping Norte 1, Via Shopping 4. Legendado: BH Shopping 8, Boulevard 5, Del Rey 6, Pátio Savassi 2, Shopping Cidade 7. Legendado, em 3D: Itaú Power 6, BH Shopping 2, Boulevard 6, Del Rey 2, Diamond Mall 5, Minas Shopping 2, Pátio Savassi 5, Shopping Cidade 5, Via Shopping 4.

Confira os horários das salas de cinema

EM CARTAZ ✪✪✪ BRANCA DE NEVE E O CAÇADOR, de Rupert Sanders (Snow White and the Huntsman, EUA, 2012). Virou tendência transformar histórias infantis em filmes para o público adulto. Espelho, Espelho Meu, lançado em abril, optou pelo viés do humor para levar às telas o conto da Branca de Neve. Mais bem-sucedida, esta aventura traz uma adaptação vigorosa e com algumas licenças para a fábula dos irmãos Grimm. Na trama, a princesa (Kristen Stewart) passa os dias infeliz e aprisionada. Tudo por causa de sua madrasta (Charlize Theron), que lhe tomou o trono após a morte do rei. A mocinha, porém, consegue fugir e, inconformada, a vilã contrata um caçador (Chris Hemsworth, o Thor) para abatê-la. Viúvo, o rapaz encontra Branca de Neve na Floresta Negra, um lugar infestado de criaturas assustadoras e de onde poucos humanos saíram vivos. Há outras alterações no original: o príncipe encantado (papel de Sam Caflin) é um amigo de infância da protagonista e os anões agora são oito e interpretados por excelentes atores de estatura normal, como Ian McShane, Ray Winstone e Toby Jones — há um bom truque para deixá-los pequeninos. Esqueça o desenho animado de Walt Disney da década de 30. O tom aqui mostra-se sombrio, dramático e sem ingredientes para agradar à criançada (127min). 12 anos. Estreou em 1º/6/2012. BH Shopping 4, Diamond Mall 2, Minas Shopping 4, Paragem 2, Pátio Savassi 6 e 7.

Confira os horários das salas de cinema

✪✪✪ CAIRO 678, de Mohamed Diab (678, Egito, 2010). Representante da nova geração de diretores do Egito, Mohamed Diab enfoca no drama histórias reais de seu povo e as transformações que não param de pipocar por lá. Também roteirista, ele promove o encontro de três mulheres. Cada uma à sua maneira, elas desafiaram as convenções. Fayza (Boshra) é uma funcionária pública casada e mãe de duas crianças que, embora se cubra dos pés à cabeça, conforme a tradição muçulmana, é constantemente molestada no ônibus. Mais madura e descolada, a artesã Seba (Nelly Karim), vítima de estupro, virou conselheira de autodefesa. Nelly (Nahed El Sebaï), depois de ser assediada grosseiramente na rua, decide ir à Justiça — o 678 do título vem do número do processo por assédio sexual, o primeiro caso registrado no país, em 2009. Mais importante como estudo sociológico, o longa-metragem de estreia do cineasta faz um registro oportuno, atual, direto e de fundo quase documental (100min). 14 anos. Belas Artes 2.

Confira os horários das salas de cinema

✪✪✪ A DELICADEZA DO AMOR, de David Foenkinos e Stéphane Foenkinos (La Délicatesse, França, 2011). O escritor francês David Foenkinos estreia como cineasta, em parceria com o irmão, Stéphane, neste drama romântico. Ele também assinou o roteiro do filme, baseado em seu livro A Delicadeza (Editora Rocco). Na envolvente trama, Nathalie (interpretada por Audrey Tautou) tem um casamento perfeito, mas sua vida sofre um revés. Três anos depois, essa moça solitária dedica-se apenas ao trabalho numa empresa escandinava em Paris. Dispensa os assédios do chefe e, sem motivo aparente, beija um funcionário simplório. Ele é o sueco grandalhão Markus (François Damiens), um homem sem um pingo de charme, muito menos beleza ou dinheiro. A protagonista, porém, descobre que por trás da aparência existe uma figura espirituosa, romântica e gentil. Levada com certo humor e poesia, a história traz um discurso comum entre as mulheres: importam mais o caráter e a generosidade do companheiro que o patrimônio e os atributos físicos (108min). 10 anos. Estreou em 25/5/2012. Belas Artes 1.

Confira os horários das salas de cinema

✪✪✪ DEUS DA CARNIFICINA, de Roman Polanski (Carnage, França/Alemanha/Polônia/Espanha, 2011). Encenada na cidade no ano passado, a peça homônima de Yasmina Reza ganhou uma versão cinematográfica do diretor de O Pianista. Quem viu a ótima montagem teatral pode achar menos graça na comédia dramática. Isso, no entanto, não tira o brilho, a acidez e as divertidas reviravoltas de um texto engenhoso. Polanski abre e fecha seu longa-metragem com uma breve cena externa. A partir daí, o roteiro concentra-se apenas no apartamento de um casal de Nova York. Michael e Penelope Longstreet (papéis de Jodie Foster e John C. Reilly) vão selar um acordo de paz e, para isso, recebem Nancy e Alan Cowan (Kate Winslet e Christoph Waltz). O motivo do encontro: o filho dos Cowan deu uma surra no rebento dos Longstreet e este perdeu dois dentes. Depois de chegarem a um consenso, eles tentam sair do imóvel, mas uma série de discussões em cadeia os faz permanecer por lá. Ambas as duplas travam duelos verbais aquecidos. A interpretação do fabuloso quarteto torna o programa ainda mais estimulante (80min). 12 anos. Estreou em 7/6/2012. Belas Artes 3, Diamond Mall 3.

Confira os horários das salas de cinema

✪✪ ESPELHO, ESPELHO MEU, de Tarsem Singh (Mirror Mirror, EUA, 2012). Diretor de A Cela (2000) e do recente Imortais, o indiano Tarsem Singh realiza aqui seu melhor trabalho. Mas isso não quer dizer muita coisa, porque seus filmes anteriores eram medíocres. A ideia é fazer uma releitura da fábula de Branca de Neve, subvertendo a história original dos irmãos Grimm ao injetar feminismo, mudanças e modernizações. Como comédia, às vezes funciona, sobretudo quando Julia Roberts, posando de Rainha Má e numa acertada atuação, está em cena. O enredo cobre a trajetória da jovem Branca de Neve (Lily Collins), perseguida por sua madrasta após a morte do pai. O reinado vive seus piores dias, e a rainha, além de deixar o povo passando fome, precisa encontrar um príncipe rico para equilibrar o orçamento. Mas o bonitão Alcott (Armie Hammer) se encanta mesmo é por Branca de Neve. Sem que o pretendente saiba, a rainha manda seu fiel súdito (Nathan Lane) matá-la. Ele, porém, a deixa sobreviver e, com a ajuda dos sete anões, a mocinha vai reverter o jogo. Adepto de um visual espalhafatoso, o realizador exagera na direção de arte e nos figurinos, e o que se pretendia luxo vira brega (106min). Livre. Estreou em 6/4/2012. Dublado: Paragem 5.

Confira os horários das salas de cinema

✪✪✪ FLORES DO ORIENTE, de Zhang Yimou (Jin Líng Shí San Chai, China/Hong Kong, 2011). Diretor chinês de Herói e O Clã das Adagas Voadoras, Yimou traz à tona um momento histórico de seu país. O drama desenrola-se durante a invasão militar japonesa da cidade de Nanquim, em 1937, num massacre que resultou na morte de cerca de 300 000 civis. Em enérgica direção, Yimou dá conta de relembrar esse episódio nos primeiros estonteantes minutos. Em seguida, foca John Miller (Christian Bale), um agente funerário americano. Para sobreviver ao extermínio, ele se passa por padre e consegue refúgio numa igreja católica, território neutro no combate. Embora falso e oportunista, Miller vira zelador de um grupo de estudantes religiosas. A situação beira o caos quando treze prostitutas exigem abrigo. Além de mostrar os japoneses com a mesma brutalidade dos nazistas, falta ao realizador um pouco de sutileza na transformação do protagonista: de beberrão mau-caráter a herói das oprimidas. A história, porém, sustenta o interesse do começo ao fim. No terço final, uma inesperada reviravolta traz ingredientes para comover a plateia. Com Ni Ni, uma bela atriz estreante que interpreta a líder das prostitutas (146min). 16 anos. Estreou em 25/5/2012. Paragem 5.

Confira os horários das salas de cinema

✪ UM HOMEM DE SORTE, de Scott Hicks (The Lucky One, EUA, 2012). Os livros do autor americano Nicholas Sparks quase sempre ganham açucaradas adaptações para o cinema — talvez a única exceção seja Diário de uma Paixão (2004). Não foge à regra este drama romântico que pretende fazer de Zac Efron um ídolo de gente grande. Consagrado no seriado musical para adolescentes High School Musical, Efron, de 24 anos, encorpou, ficou musculoso e deixou uma barba cerrada para livrar-se da cara de bebê. Continua, porém, atuando no piloto automático e prejudica ainda mais uma trama que pede tensão de seu personagem. A história mostra a trajetória do fuzileiro naval americano Logan (Efron). Depois de servir no Iraque e voltar de lá atormentado pelos conflitos, ele vai em busca de uma mulher cuja fotografia lhe salvou a vida. Na área rural de uma cidadezinha, Logan a encontra. Trata-se de Beth (Taylor Schilling), dona de um canil que vive com a avó (Blythe Danner) e morre de saudade do irmão, morto na guerra. Sem revelar o motivo de sua estada, o protagonista aceita trabalhar na fazenda. Consegue ganhar a amizade do filho da patroa e vira inimigo número 1 do ex-marido dela, papel de Jay R. Ferguson (101min). 12 anos. Estreou em 4/5/2012. Paragem 5.

Confira os horários das salas de cinema

✪ O HOMEM QUE NÃO DORMIA, de Edgar Navarro (Brasil, 2011). O próprio diretor baiano diz que recorreu à sua filmografia em super-8 dos anos 70 para dar forma ao drama, o segundo longa-metragem de sua carreira — o primeiro foi o irregular Eu Me Lembro (2005). Isso fica claro na narrativa à deriva, na qual uma cena não tem ligação com a seguinte. São registros desconexos, muito datados e apelativos — há sexo e nudez gratuitos. Parece uma imitação da fase mais maluca de Glauber Rocha, mas sem o conteúdo intelectual desse cineasta, também baiano. Do que se entende por uma história linear, há um barão que matou a mulher depois de ela ter tido um filho negro. O menino cresceu, ficou louco e hoje vaga por uma cidadezinha da Bahia como um mendigo. Por lá circulam ainda uma "Dona Flor" e seus dois amantes, vagabundos de botequim, um barbudo que pirou após ser torturado na época do regime militar. Salva-se a atuação de alguns atores, como Bertrand Duarte, intérprete de um padre em crise existencial (95min). 18 anos. BH Shopping 6.

Confira os horários das salas de cinema

✪✪✪ HOMENS DE PRETO 3, de Barry Sonnenfeld (Men in Black 3, EUA, 2012). A sequência dos longas-metragens de 1997 e 2002 ganhou um roteiro espirituoso com piadas entrando na hora certa, além de efeitos visuais comedidos, porém de eletrizar a plateia - a exibição em 3D só reforça a qualidade do programa. Neste terceiro (e melhor) episódio da comédia de ficção científica, o amedrontador alienígena Boris, o Animal (papel de Jemaine Clement) escapa de uma prisão lunar após quarenta anos atrás das grades. Planeja, assim, dominar a Terra com seus ETs do mal. O Agente J (Will Smith) descobre, porém, que Boris foi preso e perdeu um braço depois de um confronto com o Agente K (Tommy Lee Jones), em 1969. Com o criminoso à solta e querendo matar K, J decide voltar ao passado para impedir o assassinato de K, seu futuro colega, agora bem mais jovem e interpretado por Josh Brolin. Entre os alvos das mais divertidas brincadeiras estão o presidente Barack Obama e o artista pop Andy Warhol. Também traz um diferencial à cinessérie a comovente revelação final. Com Emma Thompson (106min). Dublado: Betim Shopping 3, Big Shopping 4, Itaú Power 1, Minas Shopping 5, Pampulha Mall 1, Shopping Cidade 1, Shopping Norte 4. Legendado: BH Shopping 6, Diamond Mall 4, Itaú Power 1, Paragem 3, Pátio Savassi 8, Shopping Cidade 1.

Confira os horários das salas de cinema

✪✪✪ MADAGASCAR 3, de Eric Darnell e Tom McGrath (Madagascar 3: Europe's Most Wanted, EUA, 2012). No terceiro (e mais empolgante) episódio da cinessérie de animação, a Dreamworks (o mesmo estúdio de Shrek e Kung Fu Panda) faz uma aposta acertada na ação. Na trama, a girafa Melman, a hipopótama Gloria, o leão Alex e a zebra Marty criam um plano para deixar a África, onde levam uma vida muito pacata. Eles querem voltar para o zoológico onde moravam, no Central Park, em Nova York, e, no itinerário da aventura, fazem escalas em Monte Carlo, Roma e Londres (85min). Livre. Dublado: Betim Shopping 3, Itaú Power 1, BH Shopping 5 e 7, Boulevard 2, Del Rey 5, Diamond 1, Minas Shopping 5, Pampulha Mall 5, Pátio Savassi 3, Shopping Cidade 2, Shopping Norte 5, Via Shopping 1. Dublado, em 3D: Big Shopping 1, Itaú Power 6, BH Shopping 1 e 3, Boulevard 6, Del Rey 1, Diamond Mall 6, Minas Shopping 1, Pampulha Mall 6, Paragem 1, Pátio Savassi 4 e 6, Shopping Cidade 4, Shopping Norte 1, Via Shopping 4. Legendado: Paragem 1.

Confira os horários das salas de cinema

✪ PARA SEMPRE, de Michael Sucsy (The Vow, EUA, 2012). Embora a premissa seja instigante, o desenrolar do drama romântico não parece plausível. Paige (Rachel McAdams) e Leo (Channing Tatum) são casados e feitos um para o outro. Contudo, um acidente de carro vai pôr o relacionamento deles de escanteio. Ao sair do coma, Paige perdeu parte da memória. Lembra, por exemplo, dos pais (papéis de Jessica Lange e Sam Neill), mas não tem a mínima ideia de quem seja seu marido. Leo entra em desespero, leva a mulher para casa e tenta fazê-la retomar o cotidiano conjugal e profissional. Pressionada pela família rica, a moça decide recomeçar a vida perto dos parentes e longe do amado. Extraída do livro homônimo, escrito por Kim Carpenter e lançado pela Novo Conceito, a história transborda açúcar, mas nem assim consegue convencer no quesito romantismo (104min). 12 anos. Estreou em 7/6/2012. Big Shopping 4, Itaú Power 4, BH Shopping 9, Boulevard 4, Del Rey 7, Minas Shopping 3, Pampulha Mall 4, Pátio Savassi 1, Shopping Cidade 6.

Confira os horários das salas de cinema

✪✪✪ PARAÍSOS ARTIFICIAIS, de Marcos Prado (Brasil, 2012). O truque de usar a narrativa de vaivém, em moda no cinema nacional (vide o recente Heleno), funciona bem neste drama. No centro da trama está o conturbado relacionamento de Érika e Nando (papéis de Nathalia Dill e Luca Bianchi). A fita tem início no Rio de Janeiro com o protagonista deixando a cadeia. Para explicar o motivo que levou esse rapaz de classe média à condenação, o roteiro retrocede quatro anos. Em Amsterdã, Nando vive uma intensa paixão pela também brasileira Érika. O enredo agora foca essa DJ e, de volta ao passado, mostra a íntima relação dela com Lara (Lívia de Bueno). No Nordeste para participar de um festival de música eletrônica, as liberais namoradinhas experimentam pesadas drogas alucinógenas. O primeiro longa-metragem de ficção de Marcos Prado (do formidável documentário Estamira) vem escudado na impecável fotografia de Lula Carvalho (Tropa de Elite) e na afiada direção de arte de Cláudio Amaral Peixoto (O Palhaço). Atrás de um argumento ousado, Prado apresenta uma realização ritmada — seja por causa do balanço da trilha sonora, seja pelos lances novelescos da história. Embora previsível e pouco profundo, o filme conjuga tragédias e romances para deixar a plateia satisfeita (96min). 16 anos. Estreou em 4/5/2012. Paragem 4.

Confira os horários das salas de cinema

✪✪ OS VINGADORES, de Joss Whedon (The Avengers, EUA, 2012). Um dos filmes mais aguardados pelos fãs de HQ mostra-se irregular. Se há quase duas horas substituindo a ação pela enrolação, o terço final, com Nova York (onde mais?) sendo destruída, acaba compensando. A ideia de reunir, pela primeira vez no cinema, seis personagens da Marvel rende uma guerrinha de egos e boas piadas internas. Nesse quesito, os embates verbais entre o tecnológico Tony Stark (Robert Downey Jr.), sem a armadura do Homem de Ferro, e o datado Capitão América (Chris Evans) viram o centro das atenções. Ainda são divertidas as demonstrações de força do monstro verde Hulk, que não poupa nem mesmo seus aliados. A trama meia-boca enfoca Tesseract, um cubo mágico cuja imensa fonte de energia pode arrasar a Terra. Vindo do planeta Asgard, Loki (Tom Hid­dleston), irmão de Thor (Chris Hemsworth), invade o porta-aviões espacial onde fica a agência secreta S.H.I.E.L.D. para roubar o objeto. Com seus poderes, hipnotiza o professor Selvig (Stellan Skarsgard) e o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner). Mas o chefe Nick Fury (Samuel L. Jackson) tem a astúcia de entrar em contato com Stark, Capitão América e o Dr. Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo) para ajudá-lo a enfrentar o inimigo. Thor também reaparece para dar uns sopapos no irmão e uma mãozinha aos super-heróis. Bela e lutadora elástica, Scarlett Johansson reencarna Natasha Romanoff, a Viúva Negra (142min). 12 anos. Estreou em 27/4/2012. Dublado: Big Shopping 3, BH Shopping 10, Del Rey 7, Minas Shopping 3, Pampulha Mall 3, Shopping Cidade 3, Shopping Norte 3, Via Shopping 5. Legendado: Itaú Power 2, Boulevard 4, Del Rey 7. Legendado, em 3D: Pátio Savassi 4.

Confira os horários das salas de cinema

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE