Cinema

Programação de cinema para o período entre 17 a 23 de julho

- Atualizado em

› PRÉ-ESTREIAS

Amar, Beber e Cantar

No último trabalho do diretor francês Alain Resnais (1922-2014), a comédia flagra um grupo de teatro amador que ensaia uma nova peça. A turma, porém, fica abalada ao saber da grave doença de um amigo. Com Sabine Azéma e Hippolyte Girardot (Aimer, Boire et Chanter, França, 2014, 108min).

Belas Artes 3: 21h20, apenas neste sábado (19).

Apenas uma Chance

O diretor de O Diabo Veste Prada narra no drama a história verídica do cantor lírico galês Paul Potts (papel de James Corden). Vencedor do programa Britain's Got Talent em 2007, Potts teve uma vida atribulada até conquistar a fama. Direção: David Frankel (One Chance, EUA/Inglaterra, 2013, 103min).

Belas Artes 1: 21h30, apenas neste sábado (19). Ponteio 2: 18h40, 20h50.

✪✪ Planeta dos Macacos - O Confronto

A trama de ficção científica se passa mais de uma década depois do filme de 2011. Após uma gripe símia dizimar grande parte do mundo, os macacos, liderados por César, criaram uma aldeia nas montanhas perto de São Francisco. No centro da cidade, portões protegem os sobreviventes em quarentena. Entre eles está Malcolm (Jason Clarke), um rapaz viúvo que vai tentar convencer os inimigos a deixá-­lo usar o espaço deles a fim de religar uma hidrelétrica.

Direção: Matt Reeves (Dawn of the Planet of the Apes, EUA, 130min).

DUBLADO, EM 3D: Big Shopping 5: 17h50. Itaú Power 5: 21h. Metropolitan 2: 19h20. BH Shopping 4: 19h30. Pampulha Mall 6: 18h40. Pátio Savassi 6: 20h40. Shopping Cidade 5: 21h. Shopping Norte 2: 20h30.

LEGENDADO, EM 3D: Metropolitan 4: 22h. BH Shopping 5: 21h50. Boulevard 2: 21h. Del Rey 1: 20h50. DiamondMall 5: 21h40. Pátio Savassi 2: 21h40. Shopping Estação BH 4: 21h30.

› EM CARTAZ

✪✪ Amor Fora da Lei

Pelos movimentos de câmera, pela fotografia de luz de outono e pelas locações em área rural, fica impossível não lembrar de Amor Pleno e de outros filmes de Terrence Malick ao ver este drama romântico, o segundo longa-metragem do desconhecido diretor David Lowery. Embora a embalagem seja nobre, o conteúdo cai na mesmice. No Texas da década de 70, Ruth Guthrie (Rooney Mara) se apaixonou por um assaltante e ficou grávida dele. O bandido Bob Muldoon (papel de Casey Affleck) é capturado e, anos depois, sai da cadeia numa fuga e com o objetivo de reconquistar a família. Acontece que Ruth, ainda ligada ao amado, está sendo cortejada pelo xerife Patrick Wheeler (Ben Foster). A trama caminha a passos lentos e ruma para um desfecho previsível. Direção: David Lowery (Ain't Them Bodies Saints, EUA, 2013, 96min). 14 anos. Estreou em 10/7/2014.

Belas Artes 2: 14h.

O Céu É de Verdade

Uma produção de 12 milhões de dólares já rendeu mais de 90 milhões - e só nos Estados Unidos. Dá para explicar o sucesso deste drama inspirado no livro autobiográfico homônimo. Além de o filme contar uma história verídica explicitamente sentimental, a direção tende a tornar tudo lacrimoso ao extremo, seja pela trilha sonora emotiva, seja pelo retrato cafona do céu. Tiro certo: as plateias vão às lágrimas. Na trama, Todd Burpo (Greg Kinnear), autor do best-­seller, é pastor da igreja de uma pequena cidade de Nebraska, marido de Sonja (Kelly Reilly) e pai do esperto Colton (Connor Corum). A família atravessa uma crise financeira e, para piorar, o garotinho precisou ser internado às pressas. Na mesa de cirurgia, Colton quase morre, mas sobrevive pela fé inabalável de amigos e familiares. Dias depois, o pai se surpreende com as conversas do filho. Colton revela ter estado no céu, sentado no colo de Jesus e visto parentes mortos. Há uma boa reflexão sobre os conflitos religiosos que afligem um evangélico descrente de outras vidas no além. A virtude, contudo, para por aqui. Direção: Randall Wallace (Heaven Is for Real, EUA, 2014, 99min). Livre. Estreou em 3/7/2014.

Ponteio 4: 14h.

✪✪✪ A Culpa É das Estrelas Da escolha dos protagonistas ao desenrolar de uma trama triste e sem sentimentalismo barato, o drama romântico envolve o espectador em uma história capaz de arrancar lágrimas até dos mais insensíveis. Fase importante na vida, é na pós-adolescência que surgem as primeiras paixões concretas, a necessidade da escolha profissional, o sexo ligado ao amor. Gus e Hazel (Ansel Elgort e Shailene Woodley) se encaixam nesse universo quase adulto, mas têm limitações físicas e afetivas. Por causa de um câncer terminal, Hazel sabe de seu curto período de vida. Gus já atravessou a fase crítica da doença e precisou amputar parte de uma perna. Eles se conhecem num grupo de apoio a pacientes e, do primeiro bate-papo, nasce uma amizade. Se há leveza e humor em algumas situações, o filme carrega a condição de seus protagonistas, defendidos com unhas, dentes e alma por dois talentosos atores. Direção: Josh Boone (The Fault in Our Stars, EUA, 2014, 125min). 12 anos. Estreou em 5/6/2014.

DUBLADO: Betim Shopping 2: 20h30. Big Shopping 4: 14h, 16h20, 18h40, 21h. Itaú Power 3: 13h30, 18h30, 20h40. Metropolitan 7: 11h20; 14h, exceto neste domingo (20); 16h50; 19h40 e 22h30, exceto na quarta (23). Shopping Contagem 3: 15h30, 18h. Minas Shopping 3: 13h40, 18h40, 21h10. Pampulha Mall 5: 16h30, 21h10. Shopping Cidade 6: 16h20, 20h45. Shopping Norte 3: 14h, 16h20, 18h40, 21h. Via Shopping 1: 18h20, 20h50.

LEGENDADO: Shopping Contagem 3: 20h30. BH Shopping 10: 12h40, 15h20, 18h10, 22h10. Boulevard 3: 18h, 20h30. Del Rey 3: 18h10, 20h50. Paragem 2: 13h50, 18h50, 21h10. Pátio Savassi 4: 15h30. Shopping Estação BH 6: 19h45, 22h30.

✪✪✪✪ O Grande Hotel Budapeste

Em seu oitavo longa-metragem, o diretor americano Wes Anderson superou trabalhos anteriores (como Moonrise Kingdom e Viagem a Darjeeling) e fez um filme que vale ser visto duas vezes - a segunda só para contemplar sua incrível beleza. A comédia traz um escritor (interpretado por Tom Wilkinson) que relembra o passado, quando se hospedou no Grande Hotel Budapeste. Ele tinha 40 e poucos anos (Jude Law assume o personagem) e ouviu do proprietário, Moustafa (F. Murray Abraham), como o imenso imóvel nas montanhas da fictícia República de Zubrowka foi parar em suas mãos. O enredo volta então a 1932 para flagrar a rotina de Moustafa (agora Tony Revolori), um novato mensageiro a serviço de Monsieur Gustave (Ralph Fiennes, excelente), o gerente almofadinha exigente e amante de velhas hóspedes. Eis que uma dessas senhoras morre e Gustave vai ao velório acompanhado do jovem empregado. Ao chegar lá, descobre que ganhou de herança um valioso quadro. Mas não será fácil levar a relíquia porque o filho da falecida (Adrien Brody) também está de olho na tela. Convém parar por aqui e não estragar novas surpresas. Além da narrativa ágil e do humor abrangente, a paleta de cores usada na brilhante direção de arte enche os olhos e cria um visual acachapante. A simetria dos enquadramentos tende a colocar Anderson entre os realizadores contemporâneos plugados no preciosismo estético. Direção: Wes Anderson (The Grand Budapest Hotel, EUA/Alemanha, 2014, 100min). 14 anos. Estreou em 3/7/2014.

Belas Artes 1: 15h; 19h30; 21h30, exceto neste sábado (19). DiamondMall 4: 12h30 e 14h50, exceto neste domingo (20); 17h10; 19h30 e 22h, exceto na quarta (23). Ponteio 1: 16h10.

✪✪✪ Os Homens São de Marte...

E É pra Lá que Eu Vou!

O filme é baseado na peça escrita por Mônica Martelli e vista por 2 milhões de pessoas nos nove anos em que permaneceu em cartaz. Na trama, Mônica interpreta Fernanda, que, aos 39 anos, está separada e anda à procura da cara-metade. Ela é dona de uma empresa especializada em casamentos e arranja uns momentinhos para paquerar durante as festas dos clientes. Dirigida com elegância por Marcus Baldini (de Bruna Surfistinha), a comédia tem uma produção bastante caprichada e bons atores coadjuvantes dando suporte à protagonista. Além do sempre divertido Paulo Gustavo (Minha Mãe É uma Peça), Irene Ravache, Humberto Martins e Daniele Valente encontram o tom certo do humor. Direção: Marcus Baldini (Brasil, 2014, 106min). 14 anos. Estreou em 29/5/2014.

DiamondMall 3: 18h, 20h30.

✪✪✪ A Marca do Medo

Em 1974, o professor Joseph Coupland (Jared Harris), da Universidade de Oxford, está envolvido numa pesquisa: ele quer provar que fenômenos paranormais não existem. Para isso, leva para um casarão dois de seus pupilos e Jane Harper (Olivia Cooke) - a moça acredita estar possuída pelo espírito de uma garota chamada Evie. O cinegrafista amador Brian (Sam Claflin, da cinessérie Jogos Vorazes) segue o grupo. Jane fica trancada num quarto, a aparição se manifesta e o ambiente passa por transformações. Se o mestre mantém sua postura cética, Brian mostra-­se cada vez mais intrigado e desgostoso, sobretudo pelo tratamento desumano que o "patrão" dá à paciente. Sempre é bom ter um pé atrás quando um filme de terror anuncia ser "inspirado em fatos reais" e pouco importa se o roteiro segue à risca a história como ela verdadeiramente ocorreu. Com sustos na medida certa e sem apelações grotescas do gênero, o terror se assemelha ao bem-sucedido Invocação do Mal. Direção: John Pogue (The Quiet Ones, EUA/Inglaterra, 2014, 98min). 14 anos. Estreou em 10/7/2014.

DUBLADO: Via Shopping 3: 20h50.

LEGENDADO: Shopping Contagem 5: 20h50. BH Shopping 6: 14h, exceto neste domingo (20). Pátio Savassi 3: 14h10.

✪✪✪ Pelo Malo À primeira vista, o drama parece o desabafo de um cineasta sobre a miséria de seu país - no caso, a Venezuela chavista. Mas a diretora Mariana Rondón tem mais assunto por trás do realismo social. Na história, Marta (Samantha Castillo) perdeu o emprego de segurança e sofre para criar sozinha os dois filhos: um bebê e o garoto Junior (o ótimo Samuel Lange Zambrano). Prestes a voltar às aulas, o menino tem a obsessão de alisar os cabelos. Ao lado da única amiga, Junior perambula por um condomínio decrépito na periferia de Caracas e recebe o apoio da avó paterna (Nelly Ramos) para mudar de visual. Há humor nas travessuras do personagem mirim e rancor na figura materna. Em seu desenrolar, a trama sugere que o mal-estar também está na ignorância e na falta de informação dentro de casa. Direção: Mariana Rondón (Pelo Malo, Venezuela/Peru/Alemanha/Argentina, 2013, 93min). 14 anos.

Belas Artes 3: 15h30, 21h20.

Tarja Branca - A Revolução que Faltava Diretora do revelador Muito Além do Peso, Estela Renner aparece como produtora deste outro documentário repetitivo e monótono. O tema: as brincadeiras de infância e quanto elas influenciaram a vida adulta de personalidades como o colunista José Simão e o ator Domingos Montagner. Alguém se anima? Direção: Cacau Rhoden (Brasil, 2013, 80min). Livre. Estreou em 19/6/2014.

Belas Artes 3: 17h30.

✪✪ Transcendence - A Revolução

O fracasso nas bilheterias americanas da ficção científica é justificável: Johnny Depp, o grande chamariz do elenco, tem atuação sonolenta e, na maior parte do filme, só seu rosto aparece. Difícil de engolir, a história futurista, que até tem bons efeitos especiais, chega a se tornar risível em alguns momentos. Depp interpreta o cientista Will Caster, o maior nome das pesquisas sobre inteligência artificial. Após sofrer um atentado de um grupo revolucionário contrário à avançada tecnologia, Caster morre. Sua esposa, a pes­qui­sa­do­ra Evelyn (Rebecca Hall, em boa atuação), vai deparar com algo assustador: a mente do marido foi transferida para um computador. Direção: Wally Pfister (Transcendence, Inglaterra/China/EUA, 2014, 119min). 12 anos. Estreou em 19/6/2014.

DUBLADO: Shopping Cidade 1: 21h.

O Último Amor de Mr. Morgan

Não basta ter o grande ator Michael Caine no elenco para um filme ficar acima da média. Embora a presença do inglês dê dignidade, o drama da alemã Sandra Nettelbeck (Simplesmente Marta) está aquém das expectativas pelo roteiro frouxo e pelo desfecho pessimista. Caine interpreta Matthew Morgan, um professor americano de filosofia aposentado que vive em Paris. Há mais de três anos viúvo, ele ainda sente a falta da mulher e, turrão, pouco consegue se comunicar em francês. Ao conhecer num ônibus a graciosa professora de dança Pauline (Clémence Poésy), Mr. Morgan encontra maneiras agradáveis de enxergar o futuro. A amizade íntima, contudo, chega aos ouvidos dos filhos dele (papéis de Justin Kirk e Gillian Anderson), com quem Morgan nunca se deu bem. A história jamais se aprofunda naquilo que seria original: o amor entre duas pessoas com bastante diferença de idade. Prefere o conservadorismo e o registro de uma velhice como se não houvesse amanhã. Direção: Sandra Nettelbeck (Mr. Mor­gan's Last Love, Alemanha/Bélgica/EUA/França, 2013, 116min). 12 anos.

Belas Artes 1: 17h10. Ponteio 2: 16h20.

✪✪ Vizinhos

Nesta comédia, Zac Efron interpreta o petulante Teddy Sanders, líder de uma fraternidade universitária que aluga um sobrado ao lado do casal cuca-fresca Marc e Kelly Radner (Seth Rogen e Rose Byrne). Como têm um bebê, os vizinhos recebem os jovens com uma proposta de paz: barulhos, festas e farras devem cessar depois de um certo horário. Teddy respeita até certo ponto, e, quando Marc chama a polícia, a guerra está declarada. Em geral, os filmes com Seth Rogen (Segurando as Pontas, Pagando Bem, Que Mal Tem? e É o Fim) envolvem sexo, drogas e muitos palavrões. Pouco muda aqui. Quase sempre no fio que separa o politicamente incorreto do mau gosto, a fita tem momentos realmente hilariantes, invadidos por uma ou outra piada boca-suja. Direção: Nicholas Stoller (Neighbors, EUA, 2014, 97min). 16 anos. Estreou em 19/6/2014.

BH Shopping 4: 22h30. Pátio Savassi 8: 11h40 e 14h, exceto neste domingo (20); 16h20; 18h50 e 21h20, apenas na quarta (23).

✪✪✪ X-Men - Dias de um Futuro Esquecido

Engraçado e sombrio podem ser adjetivos que não combinam, mas caem bem para definir este quinto longa-metragem da cinessérie com os personagens da Marvel. No comando da aventura, o diretor Bryan Singer sabe dosar humor e ação, extraindo o melhor dos efeitos visuais. A trama tem início de forma arrebatadora num mundo futuro em que mutantes e humanos foram dizimados pelas Sentinelas, robôs gigantes criados pelo pesquisador Bolivar Trask (Peter Dinklage). Magneto (Ian McKellen) e o professor Xavier (Patrick Stewart), embora inimigos, estão unidos para sobreviver. Há uma solução: voltar ao passado para impedir Mística (Jennifer Lawrence) de matar Trask. Wolverine (Hugh Jackman) fica encarregado de desembarcar em 1973 e, naquela época de paz e amor, convencer Xavier (agora James McAvoy) dos perigos dali a cinquenta anos. Entre as primeiras providências está libertar Magneto (Michael Fassbender), preso no Pentágono por um crime... (convém não estragar a surpresa). Direção: Bryan Singer (X-Men: Days of Future Past, EUA/Inglaterra, 2014, 131min). 12 anos. Estreou em 22/5/2014.

DUBLADO: Itaú Power 1: 18h20, 20h50. Minas Shopping 6: 21h15. Shopping Cidade 2: 20h40. LEGENDADO: Boulevard 1: 18h10, 20h40. Paragem 2: 16h20.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE