Crianças

Em cartaz na Funarte, musical O Mistério da Bomba H_ é fábula inteligente e cheia de ação

O novo espetáculo do Grupo Oriundo conta com trilha sonora interpretada ao vivo

Por: Raíssa Pena - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Enedson Gomes: o ator interpreta o prefeito de Galinópolis

Entre galinhas, perus e atentados terroristas se desenrola o novo espetáculo do Grupo Oriundo de Teatro. Neste fim de semana, a companhia belo-horizontina apresenta pela primeira vez O Mistério da Bomba H_. É assim mesmo que se escreve, já que o enigma que envolve o tal explosivo é uma das surpresas do enredo. A fábula se dá em um galinheiro, ou melhor, em Galinópolis. Mais um dia amanhece na pacata cidade, ao canto do galo-prefeito. Uma novidade, porém, promete agitar os ânimos dos habitantes. Todos se preparam para receber a visita do ator mundialmente conhecido, o peru Gluglu Doaldo Meira. Como se não bastasse o alvoroço das autoridades locais e das histéricas fãs de Gluglu, o sumiço de uma bomba poderosa levanta a possibilidade de um ataque terrorista. Entram na confusão super-heróis, malandros, embates entre os habitantes e até histórias de amor. Concebida para ser encenada na rua, a peça é uma adaptação do texto inédito de Antonio Hildebrando. São do autor os cinco espetáculos do Grupo Oriundo já montados até hoje. Este é o segundo musical da companhia pensado para o público infantojuvenil e para espaços abertos. O primeiro foi o simpático Quem Pergunta Quer Resposta!, que conta a saga da menina Rebeca para descobrir o que é a vida. A direção de O Mistério da Bomba H_ é de Anna Campos, cofundadora do grupo que assume o comando de uma montagem pela primeira vez. A trilha sonora é executada ao vivo pelos atores e tem direção musical do vencedor do prêmio Usiminas Sinparc 2011, Tatá Santana. Além de Santana, estão no elenco Diego Krisp, Enedson Gomes, Isabella Arvelos e Helaine Freitas.

O Mistério da Bomba H_ (50min). Livre. Estreia prometida para 18/08/12. Funarte MG. Rua Januária, 68, Floresta, ☎ 3267-3712. Nestes sábado (18) e domingo (19), 16h. Grátis.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE