Crianças

Instalação 'O Muro' revela à meninada belo-horizontina imagens feitas por menores de favela carioca

Com sensibilidade, é possível ensinar à garotada que há famílias no país em condições sociais bem diferentes

Por: Raíssa Pena - Atualizado em

Ana Cecília Brignol
(Foto: Redação VejaBH)

Oitenta "tijolinhos": a obra traz uma foto de cada criança participante do projeto

Com a dose certa de sensibilidade, é possível ensinar à garotada que há famílias no país em condições sociais bem diferentes. Há dez anos o artista plástico Hélio Rodrigues realiza oficinas na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro. Desde 2012, ele viaja com a instalação itinerante O Muro, que exibe fotografias feitas por meninos e meninas de 8 a 16 anos. A grande parede de 6 metros de comprimento é formada por oitenta "tijolos" que funcionam como monóculos. Ao olhar pelos orifícios, o espectador vê uma foto contra um fundo luminoso. Entre as imagens há pessoas comuns, revoada de garças, casas em construção, paredes e pisos da própria comunidade.

Centro de Informação ao Visitante do Circuito Cultural Praça da Liberdade. Praça da Liberdade, s/nº (prédio verde, esquina com a Rua Gonçalves Dias). Segunda a quarta, 9h às 18h; quinta, 9h às 21h; sexta a domingo, 9h às 18h. Grátis. Até domingo (20).

Crianças: programação para os dias 12 a 18 de outubro

› CINEMA

✪✪ Aviões

Cópias dubladas.

Dragon Ball Z: a Batalha dos Deuses

Cópias dubladas.

✪✪✪ Tá Chovendo Hambúrguer 2

Cópias dubladas.

› ESPECIAL

Aniversário da Livraria Corre Cutia

Além de apresentar uma boa seleção de livros, a casa oferece uma brinquedoteca e atividades para as crianças todos os fins de semana. Para celebrar três anos de funcionamento, a livraria preparou uma manhã de brincadeiras inspiradas no universo circense, com oficinas, camarim com roupas e acessórios coloridos, apresentações musicais e teatrais. Livre. É necessário confirmar a presença por telefone até sexta (18).

Livraria Corre Cutia. Rua Outono, 579, Cruzeiro, ☎ 2516-0883. Sábado (19), 10h às 13h. Grátis.

BH Shopping - Mundo Gloob

Um boa dica para quem já estiver no shopping é levar a meninada para brincar no circuito de jogos inspirados nos personagens do canal infantil Mundo Gloob. Nele as crianças poderão curtir sete experiências, que incluem desvendar mistérios na estação Detetives do Prédio Azul, reconhecer alimentos em Tem Criança na Cozinha e até cantar o jingle da emissora em um karaokê. Rec. 3 a 12 anos.

BH Shopping - Piso OP. Domingo a sexta, 14h às 20h; sábados e feriados, 12h às 20h. Grátis. Até domingo (20).

GambioGame - História e Desafios dos Videogames

As crianças que passam tardes inteiras à frente de um PlayStation não imaginam que os pais já fizeram o mesmo, só que com um Atari. Uma boa oportunidade de unir gerações e dar boas risadas é levar a garotada à nova exposição do Museu dos Brinquedos, em parceria com o coletivo Gambiologia. O grupo formado por Fred Paulino, Lucas Mafra e Paulo Henrique Pessoa cria objetos eletrônicos utilizando gambiarras e formulou o projeto museográfico que ajuda a explicar a evolução das peças. Pais e filhos também podem participar de uma oficina de construção de Pinball. Rec. a partir de 2 anos.

Museu dos Brinquedos. Avenida Afonso Pena, 2564, Funcionários, ☎ 3261-3992. Exposição: seg. a sex., 9h às 17h; sáb. e feriados, 10h às 17h. Oficina: seg. a sáb., 14h30. R$ 8,00. Até setembro de 2014.

› PASSEIO

Parque Ecológico Vale Verde

Se a chuva der uma trégua, compensa passar uma manhã ou tarde inteira no parque. Depois de conhecerem o alambique e o Museu da Cachaça, os pais podem levar os pequenos a várias atrações ao ar livre. As opções incluem visitas ao viveiro de pássaros silvestres e a uma simpática casinha de gnomos, montar pôneis e se divertir no pedalinho. Nos sábados 12 e 19, vão rolar apresentações teatrais sobre o meio ambiente, e nos domingos 13 e 20, haverá pintura facial e brincadeiras como jogo da memória.

Parque Ecológico Vale Verde. Rua Ary Barbosa da Silva, 950, Vianópolis, Betim, ☎ 3079-9171. Todos os dias, 9h às 17h30. R$ 20,00. Crianças menores de 5 anos não pagam. O valor da entrada dá direito às atividades. Cc: todos. Cd: todos.

› TEATRO

A Bruxinha que Era Boa

Nesta adaptação da obra de Maria Clara Machado, o diretor Dirceu Alves conta livremente uma história que invade o imaginário das crianças, ao mesmo tempo em que defende a boa conduta. Num conjunto de bruxas sob o reinado de Belzebu III, uma delas se destaca. Ângela, diferentemente das outras, tem o dom de praticar o bem. Ela não sabe fazer maldades. Essa característica da bruxinha a transforma em alvo fácil para o resto da turma, que tenta evocar o seu lado ruim sob pena de ficar eternamente presa na torre de piche. O espetáculo está há quinze anos em cartaz, levando a magia até o público infantojuvenil e mostrando a importância das boas ações. Durante a peça, a plateia tem a oportunidade de interagir com o elenco, que, num dado momento, se mistura aos espectadores procurando respostas para as mais distintas indagações.

Teatro Monte Calvário (488 lugares). Rua Bernardo Guimarães, s/nº, esquina com a Rua Uberaba, Prado, ☎ 3045-5200. Sábado e domingo, 16h30. R$ 24,00 (R$ 12,00 nos postos Sinparc). A bilheteria abre uma hora antes. Até domingo (20).

A Menina e o Vento

O enredo descreve um sonho que até gente grande ia querer realizar. Montado em sua bicicleta, o Vento se apresenta para a pequena Maria e a convida a embarcar em uma viagem pelo Brasil. Baseado no livro de Maria Clara Machado (1921-2001), o espetáculo tem a direção cuidadosa de Diego Benicá, também responsável pelo premiado musical Pluft! O Fantasminha. Inspirado pelo colorido das telas de Tarsila do Amaral (1886-1973), o diretor se encarregou ainda de criar cenário e figurino cheios de vibração e até inseriu uma versão da obra mais famosa da modernista, o Abaporu. Rec. a partir de 2 anos.

Teatro Dom Silvério (395 lugares). Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi, ☎ 2125-0398. → Sábado e domingo, 16h. R$ 30,00 (R$ 12,00 nos postos Sinparc). Bilheteria: 12h/20h (seg. a sáb.); 14h/20h (dom.). Cc: todos. Cd: todos. Até domingo (20).

Operação Romeu + Julieta

A montagem da Cia Casa Volante apresenta uma releitura bem-humorada da obra-prima de William Shakespeare. Por meio do teatro de bonecos, o espetáculo conta a história de uma jovem princesa (Julieta) que, por causa do ciúme de seu pai e de um contrato malfeito entre ele e o segurança do castelo (o dragão Romeu), se vê condenada a passar o resto da vida em uma torre. A tragicomédia sobre uma relação de amor proibida pela natureza promete doses de aventura, romance e muitas risadas (50min). Rec. a partir de 6 anos.

Funarte MG (100 lugares). Rua Januária, 68, Floresta, ☎ 3213-3084. → Neste sábado (12) e domingo (13), 17h. R$ 5,00.

✪✪✪✪ Pluft! O Fantasminha

Vivendo no sótão de uma casa, o fantasminha Pluft morre de medo de gente. Sua mãe prepara pastéis de vento e tio Gerúndio passa o tempo todo dormindo dentro de um baú. A tranquilidade do trio é abalada pela chegada do pirata Perna-de-Pau, que torna refém a linda menina Maribel. Os figurinos caprichados e as animadas canções interpretadas ao vivo fazem do musical Pluft! O Fantasminha um programão para a criançada. O clássico de Maria Clara Machado tem a direção cuidadosa de Diego Benicá (60min). Rec. a partir de 3 anos.

Shopping Del Rey - Estacionamento do piso G3. Neste sábado (12), 15h e 17h; e domingo (13), 13h e 16h. R$ 30,00. Bilheteria: todos os dias, 10h às 22h.

✪✪✪ Os Saltimbancos

O texto foi baseado no conto Os Músicos de Bremen, dos irmãos Grimm, e transformado em musical pelo compositor italiano Sergio Bardotti e pelo argentino Luiz Enriquez. Mas foi a adaptação de Chico Buarque que fez o simpático quarteto marcar gerações de crianças brasileiras. Os protagonistas são um quarteto rural formado por um jumento, um cachorro, uma gata e uma galinha. Insatisfeitos com os maus-tratos dos donos, eles partem em uma aventura rumo à cidade grande, dispostos a ganhar a vida como artistas. No caminho, há muitas surpresas, músicas e sapateado. Nesta montagem, o elenco da Cyntilante Produções faz boas performances vocais ao vivo, que empolgam a meninada. Livre.

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1360. → Neste domingo (13), 16h. R$ 20,00. Bilheteria: segunda a sábado, 12h às 21h; domingo, 12h às 19h.

A Zeropeia

Numa carreira dedicada a combater problemas que dão nó na garganta, como a fome mundial, o sociólogo Herbert de Souza (1935-1997), o Betinho, teve tempo e a delicadeza de escrever para as crianças. O conto A Zeropeia, lançado em 1999, também trata de um assunto sério, mas tem a leveza das fábulas. Baseada no texto original, esta peça traz a história de Dona Centopeia, que era motivo de piada na floresta por causa de sua, digamos, abundância de patinhas. Ao ver que os outros bichos viviam bem com menos pernas, ela começa a amarrar as suas até ficar sem nenhuma. No fim das contas, descobre que o melhor é ser ela mesma.

Centro Cultural da UFMG. Avenida Santos Dumont, 174, Centro, ☎ 9911-2830. Sábado e domingo, 16h (não haverá sessões nos dias 12 de outubro e 2 de novembro). R$ 30,00 (R$ 12,00 nos postos Sinparc). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo. Até 3 de novembro.

Cotações | Péssimo ← | Fraco ✪ | Regular ✪✪ | Bom ✪✪✪ | Muito bom ✪✪✪✪ | Excelente ✪✪✪✪✪

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE