Crianças

Mônica Parade espalha pela Savassi vinte estátuas da criação mais famosa de Mauricio de Sousa

Exposição com esculturas personalizadas por outros artistas comemora os cinquenta anos da personagem

Por: Raíssa Pena - Atualizado em

Claudio Pepper
(Foto: Redação VejaBH)

Intervenções de Ana Lage e Hiro Kawahara: versões irreverentes da baixinha

Depois da estreia em São Paulo, no ano passado, a Mônica Parade chega a Belo Horizonte. Em homenagem aos cinquenta anos da personagem, completados em 2013, a exposição exibe estátuas da dentucinha personalizadas por artistas plásticos. Entre as vinte peças que vão desembarcar por aqui estão versões dos designers Ana Lage e Hiro Kawahara e do grafiteiro Crânio, que encheram de cor e irreverência as réplicas de 1,60 metro de altura. Também integra o time uma versão mais tradicional, feita pelo criador, Mauricio de Sousa. Todas as peças serão montadas nos quarteirões fechados da Praça Diogo Vasconcelos. Vale fotografar, abraçar e curtir as bonequinhas. Só não pode levar para casa.

Praça Diogo de Vasconcelos, Savassi. Grátis.Até 24 de abril. A partir de segunda (24).

Crianças: programação para os dias 22 a 28 de março

› CINEMA

✪✪✪✪ As Aventuras de Peabody & Sherman

Cópias dubladas.

✪✪✪ Frozen - Uma Aventura Congelante

Cópias dubladas.

Justin e a Espada da Coragem

Cópias dubladas.

Tinker Bell - Fadas e Princesas

Cópias dubladas.

› ESPECIAL

Era uma Vez no MMM

Pensado para o público infantil, o programa do Museu das Minas e do Metal vai fazer uma edição dedicada ao Dia Mundial da Água, comemorado neste sábado (22). No domingo (30), a narradora de histórias Beatriz Myrrha, ao lado de Pierre André e do músico Gelson Luiz, vai contar "causos" sobre pescadores, peixes, conchas e estrelas.

Museu das Minas e do Metal. Praça da Liberdade, s/nº, Funcionários (Prédio Rosa), ☎ 3516-7200. → Funcionamento do museu: terça a domingo, 12h às 17h; quinta, 12h às 22h. Programa Era uma Vez no MMM: domingo (30), 11h. Grátis.

Novas Atividades no CCBB

As ações do programa educativo são pensadas para ajudar os pequenos a explorar as mostras de arte, os detalhes da arquitetura, as curiosidades e a história do edifício. Afora as já conhecidas visitas teatralizadas e contações de histórias, estão disponíveis atividades relacionadas à exposição Um Olhar sobre o Brasil — A Fotografia na Construção da Imagem da Nação. No Laboratório Aberto, por exemplo, as crianças são convidadas a desenhar uma fotografia a partir da própria imaginação.

Centro Cultural Banco do Brasil. Praça da Liberdade, 450, Funcionários, ☎ 3431-9440. → Contação de histórias: sáb., dom. e feriados, 14h e 17h. Visita teatralizada: qua. a seg. (exceto às terças), 12h e 18h. Laboratório Aberto: qua. a seg. (exceto às terças), 9h às 20h. Grátis. Retirada de senha com no mínimo meia hora de antecedência.

Semana do Circo

O Shopping Estação BH, em parceria com a companhia Trupe de Gaia, vai oferecer uma programação gratuita dedicada ao universo circense. Vão rolar oficinas de malabarismo (quinta, 18h); bambolê e diabolô (sexta, 18h); equilíbrio em pernas de pau (sábado, 16h); e confecção de bolas de malabares (domingo, 14h). Também ocorrerão apresentações da peça Palhacita Vai à Praia (quinta, 19h; sábado, 17h; domingo, 15h). Livre.

Shopping Estação BH, ☎ 3118-9901. Quinta (27) a domingo (30). Grátis.

› TEATRO

O Mundo Mágico do Sítio do Picapau Amarelo

A montagem estreou na cidade em julho do ano passado e agora volta a cartaz para abrir a nova temporada do projeto Diversão em Cena. Em parceria com o jovem mágico Henry Vargas e o escritor Pedro Guadalupe, a diretora Polyana Horta pensou um espetáculo que recria o universo de Monteiro Lobato. No enredo, Pedrinho, já adolescente, volta ao sítio e descobre um livro de truques de magia. Ele e Narizinho vão precisar da ajuda do Saci e até da Cuca para resolver as confusões que criaram. Entre as seis músicas inseridas na trilha estão canções de Lenine e Cássia Eller (60min). Livre.

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1360. → Domingo (30), 16h. Grátis. A distribuição de ingressos começa duas horas antes do espetáculo e está restrita a quatro bilhetes por pessoa.

Cotações | Péssimo ← | Fraco ✪ | Regular ✪✪ | Bom ✪✪✪ | Muito bom ✪✪✪✪ | Excelente ✪✪✪✪✪

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE