Crianças

Premiado espetáculo Pra Lá do Arco-Íris ensina lições de gente grande para a garotada

Peça inspirada em livro da escritora Andréa Sophia está em cartaz no Teatro Clube dos Oficiais, no Prado

Por: Raíssa Pena - Atualizado em

Marco Aurélio Prates
(Foto: Redação VejaBH)

Fernando Penido, Isaque Ribeiro e Wagner Alves: dinamismo e poesia em cena

Muitos balões coloridos e atores sobre pernas de pau ajudam a contar a história de Cenzo (Isaque Ribeiro) na peça Pra Lá do Arco-Íris. O texto é baseado no livro As Crianças Encantadoras de Música e o Arco-Íris, da escritora belo-horizontina Andréa Sophia. A montagem foi vencedora do Prêmio Usiminas Sinparc 2011 nas categorias espetáculo infantil, direção, ator (Isaque Ribeiro), atriz (Anna Campos) e trilha sonora.

O enredo lembra as aventuras de Dorothy no clássico O Mágico de Oz. Cenzo é um menino sem cor que está cansado de viver na igualmente monótona cidade de Fumaçópolis. Um dia, ele se encanta por um balão colorido que o acaba levando até o surpreendente vilarejo de Musicolândia. Lá ele visita uma padaria incomum, uma escola mais divertida que a sua e até uma fábrica de instrumentos musicais. Forçado pelo pai a voltar para a cidade natal, Cenzo vai descobrir que, mesmo sendo criança, pode ter autonomia para fazer as próprias escolhas. A diretora Polyana Horta observa que as crianças a partir de 4 anos se envolvem bem com o enredo e a "moral da história", mas os menorzinhos costumam se assustar um pouco com os efeitos visuais e a interpretação do vilão.

Pra Lá do Arco-Íris. Teatro Clube dos Oficiais (300 lugares). Rua Diabase, 200, Prado, ☎ 3290-2600. Sexta a domingo, 16h. R$ 30,00/Postos Sinparc, R$ 12,00. A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo. Até 3 de fevereiro.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE