Exposições

A Aliança Francesa exibe a coletiva S{sobra} até 30 de setembro

Sara Não Tem Nome, Randolpho Lamounier e Pedro Veneroso integram a mostra de fotos, vídeos e instalações

Por: Raíssa Pena - Atualizado em

Reprodução
(Foto: Redação VejaBH)

Fotografia de Sara Não Tem Nome: outro olhar sobre o cotidiano em Contagem

Aos 21 anos, Sara Alves Braga é fotógrafa, desenhista, videoartista, residente do Programa Bolsa Pampulha e está entre os dez jovens artistas convidados para expor no Instituto Tomie Ohtake (São Paulo) em outubro. Mais conhecida como Sara Não Tem Nome, ela integra a coletiva S{obra}, ao lado dos igualmente jovens e multitarefas Randolpho Lamounier e Pedro Veneroso. Os três lançam um olhar atento às mudanças trazidas pelos processos de urbanização em torno de Belo Horizonte. Em andanças pela região de Contagem, onde moram, os artistas fizeram registros em foto, vídeos e instalações que revelam como os vestígios de construção e destruição de obras públicas e privadas se relacionam com as memórias pessoais de quem vive por ali.

Salão Cultural da Aliança Francesa de Belo Horizonte. Rua Tomé de Souza, 1418, Savassi, ☎ 3291-5187. Segunda a quinta, 8h às 21h; sexta e sábado, 8h às 16h. Grátis. Até 30 de setembro.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE