Exposições

Artista plástico paulistano Nelson Screnci retrata com lirismo o céu das metrópoles

Exposição na AM Galeria retrata a nova fase do pintor paulistano, mais conhecido por suas telas vibrantes e figurativas

Por: Raíssa Pena - Atualizado em

Billy Gibons
(Foto: Redação VejaBH)

Nuvens 13: nova fase do pintor paulistano, mais conhecido por suas telas vibrantes e figurativas

O artista plástico paulistano Nelson Screnci é mais conhecido por suas telas vibrantes, figurativase com tempero pop. Algumas são releituras de obras de grandes mestres da pintura, como as acrílicas As Meninas nos Espelhos, em referência ao espanhol Diego Velázquez, e Tarsila para Sempre, que homenageia a modernista brasileira. Graduado em artes plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), em 1982, o artista também trabalhou como professor de história da arte em São Paulo por cerca de vinte anos.

Hoje, Screnci vive na pacata cidade paulista de São Bento do Sapucaí, a 185 quilômetros da capital. Ao pé da Serra da Mantiqueira, ele montou um pequeno ateliê, onde costuma trabalhar diariamente após caminhadas na mata. A mudança no estilo de vida alterou também sua obra. "Acho que meu trabalho está se aproximando mais da pintura lírica, da harmonia entre cores e formas e também do abstracionismo", explica. Na exposição Acordes Cromáticos, que estreia na AM Galeria de Arte, ele apresenta 45 trabalhos inéditos. Estão evidentes na mostra os contrastes formais da paisagem urbana. Telas que retratam delicadas nuvens dividem espaço com outras que apresentam os traços retos e verticais dos edifícios. As formas dos prédios foram reduzidas a ponto de compor um grande padrão geométrico, com linhas verticais e harmoniosa paleta de cores. Apesar de quase abstratas, as obras ainda transmitem com clareza a impressão do artista sobre as mudanças nos cenários urbanos. "O importante é que as pessoas olhem as nuvens e consigam se deslocar um pouco da realidade", diz. "É para isso que a arte serve." R$ 2 700, 00 a R$ 28 000, 00.

Nelson Screnci. AM Galeria de Arte. Rua Cláudio Manoel, 155, loja 4, Funcionários, ☎ 3223-4209 → Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 14h. Até dia 27. A partir deste sábado (6).

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE