Exposições

Mostra 'Ateliê Aberto' surpreende pela sensibilidade das obras e montagem caprichada

Cerâmica ganha usos ousados na exposição, em cartaz na Funarte até sábado (17)

Por: Raíssa Pena - Atualizado em

Alex Santana
(Foto: Redação VejaBH)

Capa e Corpo, de Alex Santana: experimentações com cerâmica

Avaliação ✪✪✪

A matéria-prima em todas as obras é a cerâmica. Comumente associado ao artesanato, o material ganha nesta exposição usos mais ousados. Em cartaz até sábado (17) no galpão 4 da Funarte, a mostra surpreende pela sensibilidade de algumas obras e pela montagem caprichada. Após uma residência artística que começou em setembro do ano passado, nove autores utilizaram a cerâmica para tratar de temas menos palpáveis, como território, espaço e memória. O projeto de iluminação enriquece a visita. Acopladas a sensores e posicionadas dramaticamente acima das obras, as lâmpadas só se acendem quando o espectador se aproxima. Vale a pena observar a delicadeza das flores de Poliana Nascimento, os frágeis ninhos de passarinhos de Ttê e os rostos ancestrais esculpidos por Mab.

Funarte. Rua Januária, 68, Floresta, ☎ 3213-7112 ☎ Segunda a sexta, 10h às 18h. Grátis. Até sábado (17).

Não se reprima: algumas obras da mostra podem ser tocadas, como a tenda branca criada por Poliana Nascimento, cujo interior é visto se o espectador afastar com cuidado o tecido que a encobre

Cotações | Péssimo ← | Fraco ✪ | Regular ✪✪ | Bom ✪✪✪ | Muito bom ✪✪✪✪ | Excelente ✪✪✪✪✪

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE