Exposições

Mostra de fotografia no Sesc Palladium apresenta paisagens sob perspectiva científica

Artista belo-horizontino registra paisagens da Serra do Espinhaço desde 1981

Por: Raíssa Pena - Atualizado em

2280_rot_exposicao01_dest.jpg
(Foto: Redação VejaBH)

Brejo, Serra do Cipó, 1996: beleza formal e preocupação documental

As pesquisas do fotógrafo belo-horizontino Paulo Baptista quase sempre estiveram ligadas às paisagens naturais mineiras. Desde 1981 ele registra cenários da Serra do Espinhaço com preocupação estética e, principalmente, documental. Montanhas, cursos d'água e estradas de terra foram retratados com fidelidade formal, equipamentos de alta definição e caráter científico. A mostra Paisagens da Serra do Espinhaço, que estreia na sexta (3), apresenta uma seleção de dezenove obras produzidas desde 1994.

Todas as imagens em preto e branco e algumas coloridas foram capturadas em câmeras analógicas e filmes fotográficos de alta definição. São recursos que permitem maior resolução e controle das infinitas variações tonais dos elementos naturais. Os trabalhos foram posteriormente digitalizados e impressos em grandes formatos. O maior deles é uma panorâmica de cerca de 5 metros de comprimento. O rigor formal e a tecnologia de georreferenciamento permitiram ao artista apontar com precisão a localização das paisagens e os impactos sofridos pela atividade mineradora e pela ocupação urbana. No entorno do município de Diamantina, por exemplo, ele registrou as transformações da vegetação local durante o processo de asfaltamento de um trecho da estrada. A proposta do artista é que as fotografias, além de apresentar certa beleza plástica, formem uma espécie de mapa "geofotográfico" da região.

Paulo Baptista. Sesc Palladium — Galeria de Arte GTO. Avenida Augusto de Lima, 420, Centro, ☎ 3214-5350. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 23 de setembro. A partir de sexta (3).

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE