Especiais

Programação do Festival Internacional da Diversidade Cultural

- Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)
01 de novembro de 2013 (sexta) 20:00 às 21:30hs

Mesa de Abertura - Sonoridades Afro-Americanas:

Local: Teatro Júlio Mackenzie do SESC Palladium (Av. Augusto de Lima, 420, Centro, BH/MG).

Comunicação do Maestro Néstor Lombida Hunt (Centro de Formação Artística/CEFAR - Fundação Clóvis Salgado / Palácio das Artes): Música Afro-Cubana e Afro-Americana; a verticalização nas influências Africanas na Música Popular na América Latina.

Mediação: Ayòbámi Samuel Akínrúlí (Presidente do Instituto INSOD):

Entrada gratuita. Sujeito à lotação.

12 de novembro de 2013 (terça) 19:00 às 21:30hs

Mesa-Redonda 2 - Discursos das mídias: mediações da diversidade cultural:

Local: Museu Histórico Abílio Barreto (Av. Prudente de Moraes, 202, Cidade Jardim, BH/MG)

Comunicações de:

1. Cláudio Henrique Vieira (Rede Minas): Uma sociedade mediada por redes de comunicação

2. Valdir de Castro Oliveira (Fiocruz): Mídias locais, memória e comunidade: Um estudo sobre as mídias locais e sua cobertura sobre a história e o desvanecimento da comunidade do Inhotim (MG)

3.Fernanda Ribeiro (Rede Minas e Rádio Guarani FM): O jornalismo cultural feito hoje em Belo Horizonte

4. Gabriela Camargos Pereira (Rede Record): Espólio do sexo.

Entrada gratuita. Sujeito à lotação.

19 de novembro de 2013 (sexta) 19:00 às 21:30hs

Mesa-Redonda 3 - Lugares da Literatura: discursos, práticas e identidades:

Local: Museu Histórico Abílio Barreto (Av. Prudente de Moraes, 202, Cidade Jardim, BH/MG).

Comunicações de:

1.Luiz Henrique Silva de Oliveira (FMC-PBH): O negrismo no romance brasileiro (1928-1984): definições e percursos.

2.Professor Luiz Arnaut (UFMG): A subversão do estigma, literatura e construção da identidade.

3.Professora Maria Inês de Almeida (UFMG): A experiência da letra em terra indígena.

4.Professor Francesco Napoli (Tropofonia / Rádio UFMG): Algumas palavras saem da boca.

Entrada gratuita. Sujeito à lotação.

21 de novembro de 2013 (quinta) 19:00 às 21:30hs

Mesa-Redonda 4 - Patrimônio Cultural e Educação: ações de preservação da memória:

Local: Museu Histórico Abílio Barreto (Av. Prudente de Moraes, 202, Cidade Jardim, BH/MG).

Comunicações de:

1. Professora Rita de Cássia Chagas Henriques (Labepeh/FaE/UFMG): Patrimônio, Memória e Educação para a Diversidade: cidadania e pertencimento social em foco.

2.Paulo Henrique Martinez (UNESP): Rio Iacri: Terra Indígena, Museu Histórico e memórias da colonização no oeste paulista (1912-2012).

3. Roseli Correia da Silva (PBH-SMED): Comunidade Cigana de Venda Nova.

4. Gabriela Dias de Oliveira Mantovani (CP/UFMG): Entre saberes e fazeres: memória, patrimônio e educação.

Entrada gratuita. Sujeito à lotação.

26 de novembro de 2013 (terça) 20:00 às 21:30hs

Mesa-Redonda 5 - Movimentos Sociais e Políticas Públicas: ações de mobilização para a diversidade:

Local: Centro de Cultura de Belo Horizonte/Centro de Referência da Moda (Rua da Bahia, 1149, Centro, BH/MG).

Comunicações de:

1. Célia Regina Alves Rennó (ABES-MG): Representação e participação da sociedade civil nos fóruns ambientais: Comitês de Bacia e Conselhos de Meio Ambiente.

2. Clever Alves Machado (SEDESE/MG): Movimento negro protagonista no enfrentamento do racismo e emancipação do negro na sociedade brasileira.

3. Aleluia Heringer Lisboa Teixeira (Colégio Santo Agostinho - Contagem/Plataforma Terráqueos): Pessoas, planeta e animais: reatando as conexões perdidas.

Entrada gratuita. Sujeito à lotação.

29 de novembro de 2013 (sexta) 19:00 às 21:30hs

Mesa-Redonda 6 - Artes da Criação: diversidade, linguagens, criatividade com:

Local: Teatro de Bolso Júlio Mackenzie do SESC Palladium (Av. Augusto de Lima, 420, Centro, BH/MG).

Comunicações de:

1. Sérgio Amzalak (Tatarana Foto e Filme): Cinema Novo e Libertador, de Humberto Mauro a Gláuber Rocha.

2. Rui Moreira Santos (Cia Rui Moreira de Danças): Criatividade e sobrevivência.

3. Professor Ataídes Freitas Braga (UNA): Leituras Antropofágicas.

Entrada gratuita. Sujeito à lotação.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE