Restaurantes

Cinco restaurantes que proporcionam belas vistas

Das montanhas da Serra do Rola Moça, passando pela Lagoa da Pampulha ao cenário do Parque Municipal, reunimos endereços que contemplam paisagens bucólicas e ambientes ao ar livre

Por: Redação Veja BH - Atualizado em

Encher os olhos e o estômago. Esse é o predicado destas cinco casas que possuem varandas, janelões ou áreas ao ar livre somadas a ótimas vistas, que encantam a clientela e tornam a refeição ainda mais agradável:

Bar e Restaurante Varandão

A vista para o Parque Municipal do topo do hotel Belo Horizonte Othon Palace é um dos pontos positivos do restaurante. O farto bufê de feijoada (R$ 60,00 por pessoa), servido aos sábados, é outro estímulo para fazer uma visita. Há também extenso cardápio com receitas servidas à la carte, em outros dias da semana. O creme de aspargos (R$ 29,00) é a sugestão de entrada. Entre as especialidades do chef Manoel Pereira está o lombo marinado escoltado por feijão-tropeiro, jiló, couve e molho de pimenta-de-cheiro (R$ 52,00). Receitas de influência internacional como o carré de cordeiro ao tomilho com quenelles de batata-baroa (R$ 55,00), também compõem o menu. Considerado uma especialidade da casa, o pudim de leite custa R$ 14,00. 

Restaurante Hannah
Varanda do Hanna: ambiente propício para dois aliado a uma bela vista (Foto: Divulgação)

Hannah

Na varanda de luz baixa com mesas decoradas por flores, é possível observar a orla da Lagoa da Pampulha. O histórico do chef Marcelo Santana, conhecido como Marcelo San, indica que pode se esperar boas surpresas do restaurante, inaugurado em fevereiro deste ano. Antes de chegar à capital mineira onde, entre outros projetos, esteve à frente do atraente Udon, por cinco anos o carioca trabalhou como cozinheiro do cônsul japonês no Rio de Janeiro, tendo passado por casas da cidade e pela rede Othon, em Portugal. Ao iniciar a refeição, não deixe de pedir a degustação de três ceviches (R$ 55,00), que inclui os tipos mediterrâneo, clássico e nikei. O apelidado shake zushi (R$ 30,00), para compartilhar, é feito com shimeji na manteiga envolto por salmão assado. Custa R$ 45,00 a porção do sashimi de peixe branco com alho negro, flor de sal, ovas de massago e azeite trufado.

Porcão BH

Prefira uma mesa ao fundo, onde é possível observar uma bela vista panorâmica da cidade. Atendentes circulam pelo salão levando aproximadamente 25 tipos de cortes até os clientes no sistema de rodízio (R$ R$ 108,00, por pessoa). Carnes nobres como o carré de cordeiro e o bife ancho são algumas das preferências. Além deles há também o filé-mignon argentino, a tradicional picanha e a costelinha suína defumada com molho barbecue. Além do bufê com pratos frios e quentes, algumas guarnições ainda são levadas à mesa, como o arroz biro-biro, a polenta frita e a batata portuguesa. Na lista de sobremesa, sirva-se do brownie quentinho (R$ 18,90) ou dos morangos flambados no licor (R$ 24,90), ambos em companhia de sorvete de creme.

Preferido do Rei

Para os apreciadores de refeições ao ar livre chega a ser encantador o espaço do restaurante, somado à bela vista, melhor percebida durante o dia. Na varanda ou no salão interno, boa escolha para os jantares é o caldo de moranga com gengibre escoltado por torradas (R$ 24,00). Servido também durante o dia, o triângulo de queijo brie com geleia e cesta de pães (R$ 36,00) é ideal para compartilhar. Peça de prato principal o galeto desossado na manteiga de ervas (R$ 37,00) combinado com a batata suflê recheada (R$ 22,00). Gratinada com queijo, ela ainda inclui uma porção de arroz com brócolis. A musse de doce de leite quente com lascas de queijo minas e amêndoas laminadas (R$ 26,00) recebeu o apelido de doce da rainha.

Área externa do Restaurante Rancho do Boi, na Estãncia Serrana
Área externa doRancho do Boi, na Estância Serrana (Foto: VejaBH)

Rancho do Boi

Com as montanhas da Serra do Rola Moça ao redor, a casa oferece aos clientes um ambiente calmo e vista bucólica. Especializado em carnes, trabalha com sistema à la carte. A picanha maturada (R$ 33,60, 300 gramas), o baby beef (R$ 25,20, 300 gramas) e o peito de frango com catupiry (R$ 19,50, 300 gramas) são os cortes mais pedidos. Para acompanhar, pode-se escolher guarnições como arroz com alho e brócolis (R$ 12,90), mandioca frita (R$ 13,90), provolone com abacaxi (R$ 14,60) e salada mista (R$ 21,90), com alface, tomate, pimentão, cebola, milho, palmito, salaminho, azeitona e ervilha. O tinto chileno Sol de Andes Cabernet Sauvignon (R$ 49,00) é uma das opções da carta de vinhos. Para a sobremesa, torta de prestígio (R$ 4,00).

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE