Restaurantes

Instalado dentro de um condomínio de casas, o Vila do Conde é rodeado por uma atrativa área verde

A feijoada servida aos sábados e domingos é um dos itens de destaque do cardápio

Por: Rafael Rocha - Atualizado em

Victor Schwaner/Odin
(Foto: Redação VejaBH)

Costelinha com farofa, couve e torresmo (R$ 48,00): para saborear em meio ao ambiente cheio de ar puro

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪

Para chegar até o restaurante do chef Fred Mata Machado, é preciso passar pela portaria do condomínio Conde. Ali, diga ao funcionário de plantão que você está indo ao Vila do Conde. É a senha para a cancela se abrir. Siga as placas e chegue até uma casinha rodeada por área verde. Bancos de madeira ajudam a dar um clima rústico, ideal para um almoço familiar e despojado de fim de semana. O tempero é feito com capricho. Com a mesma dedicação, Fred conta suas histórias de trinta anos de atuação no ramo gastronômico. Seu principal feito foi implantar o esquema de comida a quilo no Brasil. Ele esteve à frente do Isto e Aquilo, aberto em 1984, na Savassi. Entre um causo e outro, mire seus talheres nos bons pratos feitos ali, como o turnedô com risoto de funghi (R$ 48,00) e a saborosa costelinha com farofa, couve e torresmo (R$ 48,00). A feijoada sai aos sábados e domingos e custa R$ 52,00 por pessoa, incluindo sobremesa. O trio composto por Dado Prates (saxofone), Marcelo Drumond (teclado) e Mário Coutinho (guitarra) toca no sábado à tarde (R$ 15,00 o couvert). Passe antes no banco e saque dinheiro, pois a casa não aceita cartões.

Alameda Conde de Aguiar, 1050, Condomínio Conde, Nova Lima, ☎ 3581-1712 (130 lugares). 12h/18h (sex. 18h/2h; fecha seg. a qui.). ↔ Aberto em 2003. $$

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE