Comer & Beber 2011/2012

Ivo Faria: Chef do Ano

Casa Inifita e Vecchio Sogno

- Atualizado em

Ivo Faria - Chef do Ano
(Foto: Redação VejaBH)

Ele parece mesmo ter o toque de Midas. Em busca de novos desafios, Ivo Faria decidiu cruzar as fronteiras do restaurante Vecchio Sogno, uma verdadeira instituição à frente da qual conquista o 12º título de chef do ano, para se fazer mais presente no cotidiano da capital. Recém-inaugurada, a Casa Infinita foi a solução encontrada para canalizar esse desejo. Misto de padaria, empório e bistrô, o local recebe os clientes tanto para um reforçado café da manhã quanto para uma refeição mais rápida à noite. É um sucesso. O segredo está em sua paixão pelo comando das caçarolas. Ivo fez um curso técnico de cozinha no Senac, aos 14 anos, graduou-se em nutrição e dietética e passou um período no renomado Centre International de Glion (CIG), na Suíça. De volta a Belo Horizonte, abriu em 1995 o Vecchio Sogno ao lado de um sócio italiano, já com a proposta de investir numa versão mais moderna da cozinha italiana. Aos poucos, ele também se destacou pela utilização de ingredientes típicos do estado. "Gosto de pesquisar alimentos que o mineiro realmente come", explica. Entre eles estão a beldroega, a taioba, a mostarda e o ora-pro-nóbis. Representa bem a mistura o salmão grelhado servido com purê de quinoa, filamentos de chuchu crocante com hortelã, molho de abacaxi e sagu (R$ 64,00). Essa e outras concepções aparecem no cardápio em três seções: menu-degustação, com sugestões que variam semanalmente, clássicos do restaurante e criações da temporada. Aos 53 anos, tem entre seus projetos a construção de uma cozinha de produção, em uma área de 600 metros quadrados na região da Pampulha, onde investirá numa linha de produtos congelados. Não para por aí: no mesmo local ele deve abrir uma pizzaria.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE