Comer & Beber 2011/2012

Mes Amis: Restaurante revelação

- Atualizado em

Bastaram dois meses em funcionamento para o Mes Amis conquistar o título de restaurante revelação. A fórmula de sucesso alia um elegante salão, projetado pelos arquitetos João Carlos Moreira e Maria Thereza Florence, e a competência do cozinheiro Eric Marty, também indicado a chef do ano. Natural de Andorra, principado localizado entre a Espanha e a França, Marty graduou-se em gastronomia pelo Instituto Paul Bocuse, em Lyon. No Brasil, cumpriu uma bem-sucedida temporada à frente do Cantaloup, em São Paulo, e em Beagá liderou por quase um ano a cozinha do A Favorita. Ao lado do chef Ronaldo Afonso, ele elaborou um cardápio franco-italiano marcado pela boa exploração de ingredientes brasileiros. Ilustra essa mistura o ravióli de galinha-d'angola ao molho de cogumelo-de-paris, shiitake e shimeji guarnecido de chips de presunto cru (R$ 56,00). Sugestão de Marty, o risoto de hadoque defumado chega acompanhado de ovo mole em ninho de alho-poró (R$ 58,00). Entre os peixes, destaca-se o badejo em crosta de castanha de caju escoltado por risoto de banana-da-terra ao molho cítrico (R$ 65,00). Pode anteceder os pratos a tábua de frios ibéricos, composta, entre outros itens, de presunto pata negra, lombo e queijo manchego (R$ 75,00). Uma das boas sobremesas é o canudo recheado com creme de mascarpone e calda de frutas vermelhas servido na companhia de uma bola de sorvete de baunilha (R$ 20,00). Da adega composta por cerca de 300 rótulos, o sommelier Jeferson Dantas indica o chileno De Martino Carmenère 347 safra 2008 (R$ 85,00).

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE