Veja BH recomenda

O melhor da semana: 12 de julho

- Atualizado em

Domingo, 12 de agosto

PLUFT, O FANTASMINHA. Escrito na década de 50 por Maria Clara Machado, o musical é um clássico. Vivendo no sótão de uma casa, o fantasminha Pluft morre de medo de gente. Sua mãe faz pastéis de vento e tio Gerúndio passa o tempo todo dormindo dentro de um baú. A tranquilidade do trio é abalada com a chegada do pirata Perna-de-Pau, que faz refém a linda Maribel na desesperada busca pelo tesouro de seu avô, supostamente deixado naquele local. Diante dessa situação, nasce uma bela amizade entre Pluft e a menininha. Direção de Diego Benicá. (60min). Livre. Teatro Nossa Senhora das Dores (219 lugares). Avenida Francisco Sales, 77, Floresta, ☎ 3226-9459. Sábado e domingo, 16h. R$ 30,00 / Postos Sinparc, R$ 12,00. A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo. Até 2 de setembro.

✪✪✪ PULSO IRANIANO. As cores, os contrastes, as tradições e a poesia dessa tumultuada nação islâmica são retratados por 24 artistas. Destaca-se a irreverente série Garota Híbrida, da fotógrafa Shirin Aliabadi. Imagens de estúdio bem-humoradas refletem a influência da cultura ocidental no modo de vida de jovens iranianas, que aparecem com pirulitos, telefones celulares, lentes de contato e perucas loiras. Integram a exposição ainda os filmes Shirin, do consagrado diretor Abbas Kiarostami, e Reapresentação, dirigido por seu filho, Bahman. Especialmente para a montagem em Belo Horizonte, foi concebida uma instalação de Arash Hanaei. No corredor vermelho que dá acesso à galeria estão desenhos digitais da série Capital, que mostram slogans publicitários, ilustrações e cenas da revolução de 1979 gravadas nos muros da capital, Teerã. Introduz o visitante no contexto histórico de uma cultura rica, mas pouco explorada. Oi Futuro — Galeria de Artes Visuais. Avenida Afonso Pena, 4001, Mangabeiras, ☎ 3229-3131. Terça a sábado, 11h às 21h; domingo, 11h às 19h. Grátis. Até dia 26.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE