Veja BH recomenda

O melhor da semana: 14 de novembro

- Atualizado em

Quarta, 14 de novembro Última semana ✪✪✪ ENTRE SILÊNCIO E PAISAGEM. Não é difícil notar que a paisagem urbana sempre inspirou pintores, fotógrafos, músicos e escritores por todo o mundo. Dois artistas plásticos mineiros, Elenir Tavares e Daniel Neto, expõem visões, de certa forma, complementares de Belo Horizonte em mostra na Galeria de Arte Copasa. Elenir pinta uma cidade iluminada, solar e cheia de edificações na série Paisagens Construídas. Além de prédios residenciais anônimos, é possível identificar detalhes de alguns imóveis famosos, como as curvas do Edifício Niemeyer e a fachada do Palácio das Artes. Já a obra de Daniel é mais soturna. Além de artista plástico por formação, ele é soldado da Polícia Militar e sentinela do Palácio da Liberdade. Daí o interesse pela luz noturna e a intimidade com ela. A opção por trabalhar com preto e giz branco ajuda a acentuar os contrastes entre as luminárias e a escuridão das ruas. Na série Trajetos Noturnos, ele retrata cenários marginalizados da cidade. Estão lá, por exemplo, o Viaduto da Floresta e a calçada da Praça da Estação. Galeria de Arte Copasa. Rua Mar de Espanha, 525, Santo Antônio, ☎ 3250-1506. Todos os dias, 8h às 19h. Grátis. Até domingo (18).

ESQUYNA LATINA. A companhia chilena Teatro Kapital foi a escolhida para inaugurar o projeto, realizado em prol do intercâmbio entre os grupos de teatro da América Latina. Reconhecida pelas criações que tratam da realidade sociopolítica do Chile, pelos aspectos performativos e pelo trabalho com o texto não dramático, a trupe estreia o espetáculo La Matanza, dia 17, às 20h30. A programação inclui também a apresentação de peças do repertório dos grupos Teatro Invertido e Mayombe, idealizadores do evento, e bate-papos mediados por professores da Faculdade de Letras da UFMG. Esquyna — Espaço Coletivo Teatral (70 lugares). Rua Célia de Souza, 571, Sagrada Família, ☎ 9395-0500. De quarta (14) ao dia 18, 20h30. R$ 10,00. A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo.

FÓRUM INTERNACIONAL DE DANÇA. O evento termina a sua 16ª edição com o FID Circulando Grande BH, que investe no giro de espetáculos em espaços fora do eixo das grandes casas de artes da capital. Na reta final, fica em cartaz a montagem Processo, da companhia Terceira Dança (30min). Livre. CAC Cabeceiras. Rua Tamandaré, 448, Cabeceiras, Nova Lima, ☎ 3541-6698. Neste sábado (10) 22h. Grátis. Clube Recreativo Aurilândia. Rua Marechal Deodoro, 28, Centro, Nova Lima, ☎ 3541-2637. Quarta (14), 15h. Grátis. Os ingressos devem ser retirados até uma hora antes do espetáculo.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE