Bienal do Livro

A grande festa das letras

A grande festa das letras

Por: Isabela Grossi - Atualizado em

Cida Souza
(Foto: Redação VejaBH)

Segundo os últimos dados da Câmara Mineira do Livro (CML), Minas Gerais tem 600 livrarias, 200 somente na capital. Um número bastante representativo, considerando que existem aproximadamente 4 000 espalhadas pelo Brasil. Já de acordo com uma pesquisa do Target Group Index, 43% dos belo-horizontinos declararam ler com certa frequência, porcentagem que está acima da média nacional (37%). "Temos hoje oitenta editoras em Minas Gerais, e cinquenta delas são genuinamente mineiras", afirma o presidente da CML, Zulmar Wernke. "Por isso, contar com um programa de incentivo à leitura é fundamental, tanto quanto promover o diálogo entre o leitor, o escritor, as editoras e as livrarias." A CML é uma das responsáveis pela terceira edição da Bienal do Livro de Minas, que tem início na sexta (18).

O evento é um bom exemplo do aquecimento desse setor. Neste ano, estarão presentes 160 expositores e 150 convidados, trinta a mais que em 2010 (veja algumas das principais atrações no quadro abaixo). O investimento também aumentou. Com 4,3 milhões de reais, ele é 20% superior ao da última edição. São esperados 250 000 visitantes. A grande novidade, no entanto, está na programação. Além do Café Literário, o principal centro de debates, e do Mundo dos Livros, dedicado ao público infantil, os visitantes poderão transitar por outras três atrações: Território Jovem, Livro Encenado e Bienal em Quadrinhos. "Essas interações renovam o pacto emocional com o leitor", diz o poeta Fabrício Carpinejar. "Melhor ainda quando a participação é surpreendente, o que podemos esperar do público mineiro." Para o coordenador do Centro de Estudos Literários da UFMG, Wander Melo Miranda, a festa só peca pela falta de nomes internacionais. "A presença de escritores, intelectuais e artistas do exterior daria ainda mais peso à Bienal", acredita. A organização promete atender ao desejo de Miranda. "Esse é o nosso grande objetivo. É bem provável que nas próximas edições já tenhamos a participação de autores estrangeiros", adianta a gerente-geral do evento, Paula Jovine.

AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES

PAULO CESAR VASCONCELLOS

Copa do Mundo: o Brasil

como anfitrião - Sexta (18), 17h

THALITA REBOUÇAS

Assuntos tabus para jovens - Sábado (19), 12h

ANA MARIA MACHADO E EDNEY SILVESTRE

Romance: criação, verdade e mentira - Sábado (19), 17h

FABRÍCIO CARPINEJAR E ROBERTO POMPEU DE TOLEDO

Poesia não é um detalhe, mas o detalhe - Domingo (20), 15h

ELIANE BRUM E JUAN PABLO VILLALOBOS

Reportagem e ficção - Sexta (25), 19h30

PEDRO BANDEIRA

Bate-papo sobre suas obras - Sábado (26), 12h

HUMBERTO WERNECK E FABRÍCIO CORSALETTI

Contos e crônicas - Sábado (26), 15h

ANTONIO CALLONI

Leitura dramatizada com o tema felicidade - Sábado (26), 18h

AMYR KLINK

Viagens - Domingo (27), 17h

3ª Bienal do Livro de MInas. Expominas.Avenida Amazonas, 6030, Gameleira, ☎ 3334-5145. De sexta (18) ao dia 27. 9h/22h (dia 18 a partir das 12h; sáb. e dom. a partir das 10h). R$ 8,00

Confira a programação completa da Bienal do Livro de Minas

Mundo dos livros Café literário Território jovem Livro encenado Goleada literária Praça Drummond Bienal de Quadrinhos Lançamento de livros

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE