Shows

Aos 75 anos, Dona Jandira encerra as comemorações de uma década de carreira

Cantora dá sequência ao projeto Vitrola, que busca divulgar o trabalho de compositores ainda desconhecidos do grande público

Por: Rafael Rocha - Atualizado em

Daniel Mansur
(Foto: Redação VejaBH)

Dona Jandira: aos 75 anos, à frente do projeto Vitrola

A s mais de sete décadas de vida não são nenhum empecilho para Dona Jandira, a inconfundível cantora que está sempre de lenço colorido na cabeça. Azar o nosso que ela foi alçada aos palcos somente aos 66 anos. Seu jeito peculiar de cantar, além de seu inquestionável carisma, fazem dela uma importante personagem do nosso cenário musical. Com ânimo jovial, Dona Jandira teve um ano movimentado, pois encampou uma série de shows para marcar uma década de sua carreira. Não bastasse tudo isso, arruma tempo para praticar o altruísmo com os colegas. Desde o ano passado ela vem abrindo espaço para compositores desconhecidos. Agora, consegue pôr de pé o Vitrola, evento em que pretende dar voz a talentos que ainda não conseguiram seu espaço. A intenção é selecionar vinte novos artistas. Nesta apresentação, a cantora interpreta composições de Jorge Dikamba e Alvair Sampaio. Eugênio de Castro & Dona Elisa fazem participação especial, e Marco Fugga comparece com uma performance. A direção musical é de Zé Dias Guimarães. Livre.

Cine Theatro Brasil Vallourec (Teatro de Câmara). Rua dos Carijós, 258, Centro, ☎ 2626-1251. → Terça (16), 20h. R$ 30,00. Bilheteria: 11h/21h (seg. a sáb.); 10h/19h (dom. e feriados). www.cinetheatrobrasil.com.br.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE