Concertos

Coral Cidade dos Profetas comemora o bicentenário da morte de Aleijadinho

Grupo apresenta peças coloniais de contemporâneos do grande artista mineiro

Por: André Nigri - Atualizado em

Marcelo Prates
(Foto: Redação VejaBH)

O coral no santuário de Congonhas: beleza e fé

O gênio de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1730-1814), revelou-se em várias cidades mineiras. Em Congonhas, no entanto, ele criou o que muitos consideram suas duas obras-primas: os doze profetas em pedra-sabão e os passos da Paixão de Cristo. É diante desse cenário que, no sábado (9), o Coral Cidade dos Profetas inicia as comemorações em homenagem ao bicentenário de sua morte. Sob a regência do maestro Herculano Amâncio, acompanhado de orquestra e solistas convidados, o programa concentra-se em peças coloniais de contemporâneos do grande artista. Como era comum no período, todas as músicas tinham cunho religioso, a exemplo de hinos e cânticos de proclamação à fé. Dois dos mais importantes compositores dos séculos XVII e XVIII serão contemplados. Do padre João de Deus Castro Lobo, o coral interpreta o Stabat Mater, hino em honra das dores de Maria. Outras notáveis composições sacras são o Credo e o Salve Regina, de Lobo de Mesquita, o mais celebrado músico da época, e classificado pelo historiador Curt Lange como um dos grandes talentos do pré-classicismo. Livre.

Basílica do Senhor Bom Jesus do Matosinhos. Praça da Basílica, 180, Basílica, Congonhas (a 75 quilômetros de Belo Horizonte), ☎ 3731-1591/1590. Sábado (9), 11h. Grátis.

Concertos: programação para os dias 02 a 08 de novembro

Ars Nova

Após um hiato de três anos, o coral da UFMG retomou as atividades em 2013. Nesta apresentação, os cantores interpretam composições sacras da renascença, do barroco, do modernismo e do período contemporâneo. Livre.

Faculdade de Educação (FAE) - Câmpus da UFMG. Avenida Antônio Carlos, 6627, Pampulha, ☎ 3409-8316. Quinta (7), 19h30. Grátis.

Coral Cidade dos Profetas

Livre.

Basílica do Senhor Bom Jesus do Matosinhos. Praça da Basílica, 180, Basílica, Congonhas (a 75 quilômetros de Belo Horizonte), ☎ 3731-1591/1590. Sábado (9), 11h. Grátis.

Jovem Músico BDMG

No último recital da temporada 2013 do programa Jovem Músico BDMG, apresentam-se os músicos Adriano Tavares (piano), Nabila Dandara (soprano) e o quarteto formado por Abraão Portes (violoncelo), Cleiton Ribeiro (violino), Melquisedec Silva (viola de orquestra) e Sara Dutra (violino). Livre.

Sala Juvenal Dias - Palácio das Artes (176 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Quinta (7), 19h30. R$ 2,00. Bilheteria: 10h/21h (seg. a sáb.); 14h/20h no domingo. Cc: M e V. Cd: M e V. IC.

Nelson Freire

É um dos mais respeitados pianistas do mundo e suas interpretações impecáveis e emocionantes de Chopin (1810-1849) tornaram-no uma referência unânime quando se fala do compositor polonês. Neste programa, no entanto, ele reservou não apenas peças do gênio romântico. Brahms (1833-1897), Prokofiev (1891-1953), Enrique Granados (1867-1916) e duas obras de Bach (1685-1750): Coral da Cantata 147 (Jesus Alegria dos Homens) e Prelúdio para Órgão em Sol Menor completam a lista. Trata-se de uma rara oportunidade para o público belo-horizontino apreciar a performance do mineiro que, aos 14 anos, foi visto pelo então presidente Juscelino Kubitschek em uma apresentação no Rio que o ajudou a ganhar uma bolsa de estudos em Viena. Uma pena que os ingressos tenham se esgotado. Livre.

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1027. Segunda (4), 20h. R$ 60,00. Ingressos esgotados. Bilheteria: 12h/21h (seg. a sex.); 12h/20h (sáb.); 12h/19h no domingo.

Orquestra Pianíssimo

Fundador do conjunto musical, o maestro César Timóteo elaborou um programa que mescla peças significativas do repertório erudito com canções populares e folclóricas. A orquestra se apresenta na formação original de câmara, com dezesseis músicos (nove violinos, três violas, três cellos e um contrabaixo). A principal obra do programa é a Suíte Orquestral Nº 2, composta por Bach para flauta e orquestra. Livre.

Fundação de Educação Artística - Sala Sergio Magnani (200 lugares). Rua Gonçalves Dias, 320, Funcionários, ☎ 3226-6866. Neste sábado (2), 20h. R$ 30,00. www.fundacaoeducacaoartistica.org.br.

Prata da Casa

Os músicos Nívea Raf (soprano), Adriano Lopes (piano), Javer Gomes (clarinete) e Renan Moreira (violoncelo) interpretam Domitila, peça de João Guilherme Ripper baseada nas cartas trocadas entre dom Pedro I a marquesa de Santos. Livre.

Conservatório UFMG (220 lugares). Avenida Afonso Pena, 1534, Centro, ☎ 3409-8347. Segunda (4), 19h30. Grátis. www.ufmg.br/conservatorio.

Segunda Musical

Obras compostas por Fernando Sor, Bach, Villa-Lobos, Luis de Narváez, Francisco Tárrrega e Ary Barroso são defendidas pelo violonista Celso Faria, especialista em práticas interpretativas da música brasileira e mestre em performance musical. Livre.

Teatro da Assembleia (145 lugares). Rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho, ☎ 2108-7826. Segunda (4), 20h. R$ 1,00. A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE