Concerto

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais convida o jovem Conrad Tao para apresentação nesta quinta (3)

Virtuose americano sola concerto de Britten no Palácio das Artes

Por: André Nigri - Atualizado em

Vanessa Briceño-Scherzer
(Foto: Redação VejaBH)

O jovem Tao: solo de piano em obra do inglês Britten

Em 1861, o alemão Richard Wagner, cujo bicentenário de nascimento é comemorado neste ano, estreou Tannhäuser em Paris. O público e a imprensa reagiram tão mal que a ópera foi impedida de prosseguir sua temporada francesa. Em um artigo indignado, o poeta Charles Baudelaire saiu em defesa de Wagner, considerando-o um mestre revolucionário. É essa genialidade que a Filarmônica, sob a regência de Fabio Mechetti, apresenta ao público com a execução da abertura da ópera. Em seguida, o pianista Conrad Tao, jovem virtuose americano, sola o Concerto para Piano Nº 1, Opus 13, do inglês Benjamin Britten (1913-1976). A noite termina com os três movimentos da Sinfonia Nº 3, Opus 44, do russo Sergei Rachmaninoff (1873-1943).

Grande Teatro - Palácio das Artes (1 705 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. → Quinta (3), 20h30. R$ 60,00 (plateia I), R$ 46,00 (plateia II) e R$ 30,00 (plateia superior). Bilheteria: 10h/21h (seg. a sáb.); 14h/20h (dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC.

Em livro: em homenagem aos 200 anos do compositor alemão, a Editora Autêntica publicou Richard Wagner e Tannhäuser em Paris, de Charles Baudelaire

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE