Concerto

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais recebe o regente japonês Kazuyoshi Akiyama

Junto do solista israelense Vadim Gluzman, eles executarão peças de Beethoven e Brahms

Por: André Nigri - Atualizado em

Masanori Hotta - Marco Borggreve
(Foto: Redação VejaBH)

O regente japonês Kazuyoshi Akiyama e o violinista israelense Vadim Gluzman: Brahms e Beethoven no repertório

Dois gigantes de uma época em que a música erudita incorporava ao estilo clássico o espírito do romantismo saudarão o público na terça (20). A filarmônica mineira interpretará o Concerto para Violino em Ré Maior, de Beethoven (1770-1827), e a Sinfonia Nº 3 em Fá Maior, de Johannes Brahms (1833-1897). A obra do primeiro foi concebida em sua fase mais fecunda, no início do século XIX, e já contempla a sensibilidade daquele período, que será explorada em seguida por Brahms. Quem conduz o conjunto orquestral é o regente japonês Kazuyoshi Akiyama, conhecido do público belo-horizontino. O solista convidado é o israelense Vadim Gluzman. 8 anos.

Palácio das Artes - Grande Teatro (1 705 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Terça (20), 20h30. R$ 70,00 (plateia I), R$ 54,00 (plateia II) e R$ 36,00 (plateia superior). Bilheteria: 10h/21h (seg. a sáb.); 14h/20h (dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE