Shows

Pela terceira vez em um ano, BH recebe a cantora Marisa Monte

Chevrolet Hall recebe a artista na sexta (1º) e no sábado (2) para apresentações da turnê Verdade, Uma Ilusão

Por: João Renato Faria - Atualizado em

Leonardo Aversa
(Foto: Redação VejaBH)

Marisa Monte: a terceira temporada na capital em um ano

Esta já é a terceira vez em menos de um ano que Marisa Monte passa pela capital mineira com a turnê Verdade, uma Ilusão. A frequência se justifica por ela ter praticamente esgotado os ingressos nas recentes apresentações por aqui. Quem cometeu a insensatez de perder tem agora uma provável derradeira chance de assistir ao show, que dá seus últimos suspiros depois de um ano e meio de estrada. Nele, a cantora defende o repertório do seu disco mais recente, O que Você Quer Saber de Verdade, lançado em 2011. Serão duas datas, sexta (1º) e sábado (2), no Chevrolet Hall. A história se repetiu e os ingressos para os dois dias já estão perto do fim. O espetáculo chama atenção não só pelo repertório bem selecionado, mas também pela projeção de imagens de artistas contemporâneos. 16 anos.

Chevrolet Hall (5 500 lugares). Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi, ☎ 4003-5588. Sexta (1º) e sábado (2), 22h. R$ 180,00 a R$ 840,00. Bilheteria: 12h/20h (seg. a sáb.); 14h/20h (dom. e feriados). Cc: todos. Cd: M e V. TF. www.chevrolethallbh.com.br.

Shows: programação para os dias 26 de outubro a 01 de novembro

Agathocles

Na ativa desde 1985, o trio da Bélgica é uma das referências do grindcore, um subgênero extremo do punk rock. As músicas raramente têm mais que dois minutos de duração. Outras quatro bandas, entre elas as belo-horizontinas Preceptor e Pathologic Noise, completam a programação.

Mercado das Borboletas. Avenida Olegário Maciel, 742, 3º andar, ☎ 3245-7411. Sábado (2), 14h. R$ 15,00.

Carol Serdeira

Nascida em Juiz de Fora e radicada na capital, a cantora apresenta as canções de Lembrete, seu primeiro disco. No trabalho, que conta com músicas autorais e releituras, ela investe principalmente em samba-jazz com pitadas de bossa nova e samba-canção.

CCCP - Cult Club Cine Pub (250 pessoas). Rua Levindo Lopes, 358, Savassi, ☎ 3582-5628. Quarta (30), 21h. R$ 15,00. www.cultclubcinepub.com.br.

Cliver Honorato

O músico belo-horizontino testa ao vivo o repertório do seu disco +1', que será lançado no início do ano que vem e aposta em uma MPB em que, apesar da banda que o acompanha, se destacam os arranjos construídos com a dupla voz e violão. Livre.

Sala Juvenal Dias - Palácio das Artes (176 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Sábado (2), 21h. R$ 20,00. www.fcs.mg.gov.br.

Ed Motta

Exímio conhecedor de vinhos, o cantor comandará as celebrações de dez anos do restaurante Porcão em Belo Horizonte. As bebidas que serão servidas no jantar foram escolhidas por ele, que apresentará seu som, no qual passeia por funk, soul e jazz, enquanto os comensais aproveitam o cardápio da noite. 18 anos.

Espaço Meet Porcão. Avenida Raja Gabaglia, 2671, São Bento, ☎ 3293-8787. Sexta (1º), 20h. R$ 1 000,00 a mesa para quatro pessoas.

Érika Machado

Após passar uma temporada em Coimbra, Portugal, a cantora está de volta à sua cidade natal. O repertório gira em torno dos seus dois discos, que a fizeram se destacar na cena independente de BH com um som que passeia por rock, MPB e samba. Livre.

Café do Palácio das Artes. Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Quarta (30), 19h30. Grátis. www.fcs.mg.gov.br.

Ernesto Nazareth: 150 Anos Depois

O projeto que homenageia os 150 anos de nascimento do influente pianista e compositor carioca tem a missão de abrir a programação musical do recém-inaugurado Centro Cultural Banco do Brasil, na Praça da Liberdade. Para interpretar as obras musicais de Nazareth, que transitavam entre o popular e o erudito, o cavaquinista Henrique Cazes e o grupo belo-horizontino Flor de Abacate comandam uma roda de choro. Livre.

Centro Cultural Banco do Brasil (264 lugares). Praça da Liberdade, 450, Funcionários, ☎ 3431-9400. → Quarta (30) e quinta (31), 20h. R$ 10,00.

Fino Choro

A especialidade deste grupo é dar uma embalagem diferente, inspirada em música de câmara, a clássicos do choro de nomes como Pixinguinha e Jacob do Bandolim. A apresentação é em um horário pouco usual, na hora do almoço.

Conservatório UFMG (220 lugares). Avenida Afonso Pena, 1534, Centro, ☎ 3409-8347. Quarta (30), 12h30. Grátis. www.ufmg.br/conservatorio.

Forroçacana

O grupo carioca estava inativo havia sete anos e se reuniu apenas para esta turnê. Aclamado por introduzir instrumentos como rabeca, cítara e pandeiro no forró tradicional, o quinteto tem no repertório músicas sugestivas para o arrasta-pé, como Suor de Pele Fina e Bola de Meia. O grupo Dona Zefa, de Campinas, e o be­lo-horizontino Trio Lampião completam a escalação da noite.

Music Hall (1 500 lugares). Avenida do Contorno, 5919, Santa Efigênia, ☎ 9164-7348. Sábado (2), 22h. R$ 120,00. IC.

Juarez Moreira Quarteto

Após representar o país na versão nova-iorquina do Savassi Jazz Festival, o violonista de Guanhães volta a se apresentar na capital. Para seu som instrumental, que transborda mineiridade, ele é acompanhado por Christiano Caldas (piano), Kiko Mitre (contrabaixo) e Neném (bateria). A apresentação faz parte da série Domingo no Museu.

Museu de Arte da Pampulha. Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16 585, ☎ 3277-7996. → Domingo (3), 11h. R$ 10,00.

Lu e Robertinho

A dupla investe no mashup, misturando músicas sertanejas com sucessos do pop internacional. 18 anos.

Wood's (1 000 lugares). Alameda da Serra, 154, Nova Lima, ☎ 3567-9589. Quarta (30), 22h. R$ 30,00 (individual feminino) a R$ 70,00 (masculino). www.woodsbar.com.br.

Mercado Autoral

É a primeira edição do projeto, que tem como objetivo dar espaço a artistas que apostam em composições próprias. Estão escaladas as bandas Desorquestra e Ledjembergs e a cantora Nathy Faria.

Mercado das Borboletas. Avenida Olegário Maciel, 742, 3º andar, ☎ 3245-7411. Neste sábado (26), 23h. R$ 15,00 a R$ 30,00. www.sympla.com.br.

Marcela Bellas

Uma das representantes da nova geração de cantoras brasileiras, a baiana lança o disco Chega de Chorar de Amor!. A principal influência do trabalho é a música de outros artistas do Estado natal da cantora, como Caetano Veloso e João Gilberto. A mineira Érika Machado faz participação especial. O show é parte do projeto Mistura Minas.

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1027. Terça (29), 20h30. R$ 30,00. Bilheteria: 12h/21h (seg. a sex.); 12h/20h (sáb.); 12h/19h no domingo.

MPB4

Um dos principais grupos vocais do país, o conjunto composto por Aquiles, Dalmo e Miltinho convocou o cantor e tecladista Paulinho Pauleira para se recompor após a morte do maestro Magro Waghabi, um de seus fundadores. No repertório, além dos antigos sucessos, o quarteto apresentará boleros, tema do disco mais recente da carreira de mais de cinquenta anos, Contigo Aprendi.14 anos.

Grande Teatro do Sesc Palladium (1 321 lugares). Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, ☎ 3214-5355. → Sexta (1º), 21h. R$ 50,00. Bilheteria: 9h/21h (ter. a dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC. www.sescmg.com.br.

Olho Seco

O quarteto paulistano é, junto do Cólera e do Inocentes, uma das bandas pioneiras do punk rock nacional. Na ativa desde 1980, já passou por várias mudanças na formação, e do grupo original só restou o vocalista Fábio Sampaio. Mesmo assim, segue fazendo um hardcore pesado com letras de protesto em português. Outros três grupos completam a programação. 18 anos.

Velvet Club (400 pessoas). Rua Sergipe, 1493, Savassi, ☎ 3284-0836. Neste sábado (26), a partir das 14h. R$ 30,00. Cc: todos. Cd: todos.

Red Hot Chili Peppers

Não tem como discordar de que o quarteto californiano é a principal atração do festival Circuito Banco do Brasil. Afinal de contas, a banda composta do vocalista Anthony Kiedis, do baterista Chad Smith, do baixista Flea e do guitarrista Josh Klinghoffer tem a seu favor um caminhão de sucessos que certamente serão cantados em uníssono, como Under the Bridge, Give It Away, Californication e By The Way. A expectativa é tanta que os ingressos duraram pouco mais de um mês nas bilheterias e estão esgotados desde agosto. É verdade também que uma parte do público quer mesmo conferir o indie rock com pitadas retrô do grupo nova-iorquino Yeah Yeah Yeahs, que, assim como o Red Hot Chili Peppers, se apresenta pela primeira vez por aqui. A estrutura com dois palcos receberá ainda shows de Gaby Amarantos, Jota Quest, O Rappa e Tianastácia. 16 anos.

Mega Space. Avenida das Indústrias, 3000, Distrito Industrial II, Santa Luzia, ☎ 2102-4800/4848. Sábado (2).Ingressos esgotados. www.circuitobancodobrasil.com.br.

Roberto Uber

Um dos galpões do espaço receberá um cenário especial para o show do cantor belo-horizontino, que lança seu segundo disco, É!. Passeando por estilos como MPB, fado, salsa e até valsa, a apresentação será filmada para se transformar em um DVD. Os ingressos, grátis, serão distribuídos no local. Livre.

Funarte (139 lugares). Rua Januária,68, Floresta, ☎ 3213-3084. Terça (29), 20h. Grátis.

Wilson Simoninha

+ Wilson Simoninha lança novo disco com show no Teatro Bradesco

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes,☎ 3516-1027. Sexta (1º), 21h. R$ 70,00. Bilheteria: 12h/21h (seg. a sex.); 12h/20h (sáb.); 12h/19h no domingo.

CONCERTOS

Concerto Novamostra

A apresentação dos alunos de composição da Escola de Música da UFMG pretende revelar um painel do que é produzido dentro do curso. Livre.

Conservatório UFMG (220 pessoas). Avenida Afonso Pena, 1534, Centro, ☎ 3409-8347. Quinta (31), 20h. Grátis. www.ufmg.br/conservatorio.

Concerto Palestra

O intuito é mostrar um painel da música de câmara brasileira, apresentado por diferentes grupos formados por alunos de graduação da UFMG. Eles também fazem uma palestra sobre as obras interpretadas. Entre os compositores abordados estão Alberto Nepomuceno, Vil­la-Lobos e João Guilherme Ripper. Livre.

Auditório Fernando de Mello Vianna (Escola de Música da UFMG). Avenida Antônio Carlos, 6627, Campus Pampulha, ☎ 3409-4718. Quarta (30), 17h40. Grátis.

Multifonias - Música Contemporânea em Foco

Durante três concertos, mais de trinta músicos, obras de 25 compositores, três instalações sonoras, seis obras eletroacústicas e um espetáculo multimídia são apresentados ao público. Tra­ta-se de uma oportunidade para ter acesso ao que vem sendo produzido atualmente nas diversas vertentes da música de concerto atual: música improvisada, música eletrônica, música teatral, música intuitiva, obras instrumentais explorando técnicas estendidas e peças que dialogam com as artes visuais. No palco aparecem solos, duos, trios, quarteto de violão, grupo de percussão, grupos maiores com formações diversas e o grupo teatral Oficcina Multimedia. Livre.

Fundação de Educação Artística - Sala Sergio Magnani (200 lugares). Rua Gonçalves Dias, 320, Funcionários, ☎ 3226-6866. Neste sábado (26), 20h30; e domingo (27), 11h e 19h. O valor da entrada é uma contribuição voluntária. www.fundacaoeducacaoartistica.org.br.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE